Sexo anal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Garota hentai.gif PERVERTIDOOOOO(a)!!

Safado(a)! Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Você é mesmo pervertido(a)... Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!!
Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Sexo anal.
Livrobase.jpg
A Desciclopédia possui um livro sobre esse assunto em sua biblioteca: Você é a favor de sexo anal?
Este artigo é patrocinado pela Unimed: Aproveite a vida a fundo.
Uma amostra profunda
Cquote1.png Calma amor, vou por só a cabecinha. Cquote2.png

Cquote1.pngVocê quis dizer: Entrada pela porta dos fundosCquote2.png
Google sobre Sexo anal
Cquote1.pngVocê quis dizer: Momento íntimoCquote2.png
Google sobre Sexo anal
Cquote1.png Segue sua nau! Cquote2.png
Marcelo Adnet
Cquote1.png Doeu, doeu, e agora não dói, não dói, não dói. Chorei, chorei, e agora não choro mais... Cquote2.png
Fala Mansa sobre Sexo Anal
Cquote1.png É possível ter prazer anal Cquote2.png
Sandy sobre Sexo Anal
Cquote1.png É a prévia do homossexualismo. Cquote2.png
Sexólogo sobre Sexo anal
Cquote1.png Sempre pensando: Ai, se fosse o meu! Cquote2.png
Dra. Carla sobre Sexo anal
Cquote1.png Se não fosse uma coisa boa, não haveria tantos gays no mundo. Cquote2.png
Marimoon sobre sexo anal em seu blog
Cquote1.png Na Holanda, o sexo anal se pratica sozinha, não precisa de VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Holandesa sobre Sexo anal
Cquote1.png Na cavidade ANAL! Cquote2.png
Zé Graça sobre Sexo anal
Cquote1.png O sexo anal não deve ser praticado, pois é o modo mais fácil de se contrair DSTs. Cquote2.png
Professora de Biologia tentando te convencer que sexo anal não é legal
Cquote1.png Tua Mãe adora, seu filho da puta! Cquote2.png
Alguém puto da cara com alguém
Cquote1.png Não gosto! Cquote2.png
Nicole Bahls sobre Sexo anal
Cquote1.png Já excluí do youtube, tô fora dessa! Cquote2.png
Daniela Cicarelli sobre Sexo anal
Cquote1.png Quem nunca comeu um rabo, não sabe o que tá perdendo! Cquote2.png
Ana Maria Braga sobre Sexo anal
Cquote1.png O negócio é comer cu e buceta! Cquote2.png
Alexandre Frota sobre Sexo anal

Tabela de conteúdo

[editar] História

Sexo anal na Reversal Russa.
Empresa aérea ANAL, onde as aeromoças só tomam naquilo

O Sexo Anal foi inventado em 1768 na cidade do Rio de Janeiro por José de Sá, um descendente obscuro de Estácio de Sá, fundador da cidade e comedor de índias. A sua invenção gerou tanta polémica que várias entidades como Einstein, Lavoisier ou Ana Malhoa tentaram provar que a prática do sexo anal era prejudicial à espécie humana. Contudo, pelo menos no caso da última entidade referida, passou a não querer outra coisa.

O sexo anal se constitui pela introdução do pênis no interior do ânus do parceiro sexual (humanos, animais, ogros, caixinhas de fósforo...). Entre humanos, tal prática é mais uma forma de se obter prazer durante a relação sexual, o que normalmente é muito mais prazeroso para ambos, não causando tipo algum de dano à elasticidade anal, muito menos doenças como hemorróidas e outras. Vale a pena conferir! Antes que eu esqueça: quando quiser provar a posição passiva, me avise.

Alguns alfarrábios afirmam que o sexo anal existia bem antes de 1768. Essa interessante prática cultural teria sido inventada pelos cultores da Afrodite Calipígia, ou, em boníssimo grego, "Afrodite da Bunda Gostosa". Segundo Pausânias certos fiéis entusiastas invadiam o templo da deusa às noites e batiam desesperadas punhetas diante da frondosa estátua de mármore no altar representando a safada da Afrodite com a toga erguida até a cintura. Consta que lá no Olimpo Afrodite assistia tudo pela webcam e sorria sardonicamente, a danadinha. Um dia a Deusa apiedou-se de seus pobres seguidores de testículos inchados e desceu à terra vestindo uma lingerie preta. Teve início então a Noite de São Bartolomeu, que entrou nos anais (ops) como uma grande façanha da Deusa, a qual deixou-se enrabar por 1500 huguenotes, os exércitos de Dario, Temístocles, Rambo e Nelson Ned. Após inventar a prática do gangbang anal Afrodite deu alguns autógrafos a fãs babões, voltou ao Olimpo, desligou a webcam e foi dormir o sono das justas.

[editar] O que é?

Preliminares para o sexo anal.
Como veem, se não lubrificar, vai doer quando haver penentração!

Por não haver lubrificação natural na região do esfíncter anal, as primeiras experiências podem gerar dor e sangramentos, fatos que podem ser atenuados e até eliminados com o uso de substâncias lubrificantes próprias, a fim de facilitar a introdução do pênis, ou quaisquer outros objetos semelhantes. Dentre essas substâncias destacam-se a saliva, a vaselina, o KY, a manteiga e o azeite de oliva e é claro o cuspe..

No antigo e já extinto Código Canônico, o sexo anal era conhecido como sodomia perfeita, descrita como a "penetração total do membro viril desonesto no vaso traseiro, com derramamento de semente".

Ela é repudiada por mulheres ignorantes, o que é lastimável, pois acham nojento e tem medo que se lhe "arrombe" o cu, e também é repudiada por religiões porque o prazer inigualável sentido por quem come um ânus só pode ser coisa de Satanás. Na verdade, tanto as mulheres quanto os religiosos caretas deveriam "se abrir" mais no tocante a essa prática, uma vez que não deixa o cu folote, não é nojento (se estiver limpo), e quem pratica uma vez, sempre quer repetir.

[editar] Usuários

Caso não queira sexo anal, favor sinalizar.
Para os caras mais insistentes, a solução é fixar permanentemente um aviso...

Essa é a principal pratica gay na qual o ativo introduz o pênis no ânus do outro homem, denominado passivo. Também há homens, considerados heterossexuais apenas por definição biológica, que gostam que a mulher introduza seu dedo ou outro objeto em seu ânus enquanto ele a come, dando-se o nome a isso de fio-terra, mas não deixa de ser um sexo anal modificado e o homem que faz isso não deixa de ser um fresconildo

É praticado na atualidade por várias tribos urbanas, mas a que se destaca é a tribo emo, que usa o sexo anal como meio de comunicação, ou apenas por mero intermédio "CUltural". Praticam esse rituais quase diariamente nas galerias de rock e acima de um chão xadrez ou ainda com uma trilha sonora de uma música bem triste. Caso você presencie o fato, não interrompa e assista sem que seja notado, pois os emos são bastante emotivos e cometem suicídio se alguém que não pertence ao ritual presenciar o fato de eles suarem a franjinha e virarem os olhinhos maquiados.

[editar] Classificação para o sexo anal

Promessas de um futuro mais aberto.
Para os caras mais insistentes, a solução é fixar permanentemente um aviso...

De acordo com a classificação fodológica, o sexo anal se divide em:

  • Cu tipo I : É o cu que você nunca vai conseguir comer. Por mais que você tente, agrade, dê presentes, ela nunca vai te dar o cu porque acha nojento, que vai doer, que não é uma coisa natural, etc.Em suma, uma lástima, uma pena, uma merda. Talvez, mas apenas em casos raros (e com uma puta força de insistência do comedor) pode evoluir para o estágio II.
  • Cu tipo II: É o cu "bônus" e divide-se em dois subgrupos:

Tipo IIA: É aquele cu que você vai comer vez por outra, em situações muito especiais e tendo que fazer tudo certinho, romanticamente e tal, mas a mulher sempre vai reclamar que tá doendo, vai pedir para ir devagar, vai mandar parar na hora que tá ficando bom, enfim, é o cu que você come mas nunca fica satisfeito, porque sempre para no meio.

Tipo IIB: Esse sim é um cu bom de comer. É o conhecido cu doce. A mulher fica te negando, negando, negando, até que um dia ela resolve te dar o cu, normalmente numa situação especial, como numa viagem a dois. Dá e dá com vontade, não fica reclamando e normalmente até gosta, com grandes chances de evoluir pro tipo III.

Cu tipo III: É aquele cu que você come regularmente, sempre quando dá vontade. Vem se tornando um tipo cada vez mais comum, com a Graça Divina, devendo isso em grande parte às milhares de matérias esclarecedoras sobre sexo anal publicadas em revistas como "Cláudia", "Nova", "Elle" e até na "Capricho".

Cu tipo IV: É o cu "exclus-IV-ista". Não admite dividir atenções com qualquer outro receptáculo para o membro masculino. Esse tipo pessoalmente eu nunca vi, mas há relatos. A mulher sente mais prazer em te dar o cu do que no sexo vaginal. Tipo com muito poucas publicações nos anais da Fodologia, de forma que é muito raro. Mas caros amigos existem mulheres que não querem parar de levar no rabo por nada, olhem essa imagem. Gozou pelo cu

[editar] Os 10 (dez) tipos de Cu

Exemplo na prática de Sexo Anal

1 - CU DE LOURA - Toda loura autêntica tem cu rosa, ou, na pior das hipóteses, escarlate. Cu não mente. Um falsa loura pode facilmente pintar os pentelhos, mas o cu jamais. Loura de cu preto ou cinza, pode ser tudo, menos loura autêntica. Como tudo na vida, o cu de loura falsa tem muitas vantagens já que o cu rosa das puro-sangue são pouco resistentes e arrombam-se facilmente, e na segunda penetração o usuário não vai precisar nem dar a clássica cusparada, o que tira metade do prazer. Cu bom é cu de luta, cu que dá trabalho. Assim, chego a lamentável conclusão que além de burras, as louras tem cu Lada. Mas vamos a outros exemplos.

2 - CU LADA - Classificado em homenagem ao carro russo, Cu Lada é o que deixa o usuário na mão. Arromba logo, sangra, a proprietária chora, xinga, enfim, só dá aporrinhação. Lembrando que Cu não dá Procon, aviso: evite esse Cu, que não satisfeito, depois de arrombado faz o usuário achar que tem pau pequeno.

3 - CU SOWETO - Cu preto é o melhor que existe, e está instalado em muitas mulheres que, por preconceito, não tem coragem de botar o espelhinho. Você sabia que 87,6% das mulheres não sabe a cor do próprio cu? O Cu preto está sempre apertado, exige escarrada e, em muitos casos, o lubrificante KY misturado com Bardahl B-12, e mesmo que a vara do cara seja um ser a parte, modelo 32 x 8, o cú preto volta a condição original em menos de meia hora. Darwin morreu sem concluir que o cu preto é o verdadeiro elo perdido.

Uma das consequencias do sexo anal é não poder sentar.

4 - CU RUA DAS PEDRAS - Classificado em homenagem a famosa rua de Búzios, também conhecida como rua do vai e vem, onde ninguém come ninguém, o Cu Rua das pedras vive escondido em bunda boa, cuja dona é exibida, galinha, mas não dá prá ninguém. Bom lembrar que quanto maior a bunda pior o cu, você sabia? Por que John Lennon pegou aquela cisma com Yoko Ono? Porque japonesa não tem bunda, e a distância entre o cu e a rua é quase zero, o que significa aproveitamento total da vara. Já o bundão consome 35% da vara só na entrada (pode chegar até 89%, como é o caso da Mulher Melancia), o usuário enterra tudo e a proprietária ainda humilha: "mete tudo logo meu bem".

5 - CU QUEBRA-MOLAS - Também conhecido como "Três Marias" o Cu quebra-molas proporciona três trancos no início da penetração. Seu design arrojado exige muita técnica da parte do usuário pois cada tranco é um grito. A Organização Mundial de Saúde e a Sociedade Mundial dos Artistas Circenses recomendam travesseiro na boca da proprietária para que a vizinhança não chame a polícia. Mas, cuidado. O Cu quebra-molas adora estourar o cabresto do usuário, que jorrando sangue como chafariz, é vaiado na saída do motel e, pior, na emergência do hospital onde é xingado de "barbeiro", "bundão", "cegueta" e similares.

6 - CU HITCHOCK - Homenagem ao mestre do suspense, o Cu Hitchock só dá no escuro e por isso muita gente chama de "montanha russa espacial". Em geral as proprietárias são as que gostam de dar no breu total, mandam apagar a luz e fechar a cortina e o usuário tem que comer esse cu em braile, enfiando um dedo aqui, dando uma cusparada acolá. Recomenda-se uma rajada de Dermacyd na cabeça do pau porque ninguém sabe o que está por vir.

7 - CU CANALHA - Mau caráter, esse cu também gosta do escuro mas por motivos hediondos. Ele desvia o pau para a buceta e muitos usuários não percebem. Por isso, para evitar constrangimentos, ao suspeitar da presença de um CU CANALHA, logo que penetrá-lo enfie o dedo na buceta da proprietária. Se não tiver nada você está, de fato, comendo o cú.

Sexo anal sendo praticado no meio da avenida. Reparem no semblante de euforia do garoto.

8 - CU ARCEBISPO - Homenagem aos arcebispos (177% são viados) esse cu só dá de saia levantada, como se fosse batina. Jamais aceitam que a proprietária tire a roupa. O CU arcebispo gosta da tensão de alguém estar chegando, a usuária olha tensa de um lado pro outro, e manda ir rápido, como fazem os cardeais, padres seminaristas e outros alces na nossa Igreja Católica quando dão a bunda para jardineiros, bombeiros hidráulicos e outros usuários. É um cu assustado.

9 - CU REBOUÇAS - Muito encontrado nas zonas rurais, leva esse nome em homenagem ao principal elo de ligação entre esses lugares e o resto do mundo. Normalmente encontrado em mulheres que, mal você botou o pau prá fora, ela já está mandando você botar no cu dela. E quando você olha percebe que o lugar é mais espaçoso do que a defesa do Flamengo. Seus movimentos, ao invés de serem prá frente e prá trás, têm que ser também prá cima e prá baixo, senão ela nem percebe o que está acontecendo. Encontrado facilmente no mercado, pois a proprietária nunca goza. Por causa do seu peculiar tamanho GG, precisa de um instrumento típico de jegue e que anda meio em falta no mercado atualmente.

10 - CU BURACO NEGRO - Uma verdadeira surpresa. Quando você coloca pela primeira vez, ele automaticamente se retrai, enquanto a proprietária fica gemendo igual a uma louca. Você tem que fazer um puta esforço para se livrar da força de sucção e dar pelo menos umas três estocadas. Tem o efeito inverso do anterior, pois como o homem mal consegue se mover, a mulher sempre goza antes e fica mandando você tirar prá lhe dar aquela tradicional atenção.

11 - CU SUGADOR - Cú sugador é aquele cú que quando você pensa que ainda tá metendo, ele já engoliu tudo (atola a pica até o talo na bundona). E depois é muito difícil de tirar.

[editar] Ver também



Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas