Sharia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Icone-Islam.png الله وحده هو الله وهتلر رسول الله

Sharia é Muçulmano! Isto significa que ele(a) acredita em Alá, Maomé e no Gênio da Lâmpada, além de adorar se explodir.
Este artigo foi trazido por Muhammad e seu autor é membro da Mesquita Universal.

A sharia (em árabe), em português xaria (para o dicionário Houaiss) ou xariá (para o dicionário Aurélio) ou até "charia" (para a Wikipédia, cujos redatores faltaram à primeira aula de ortografia da quarta série e esqueceram a regrinha de que palavras portuguesas de origem árabe se escrevem com "x", não com "ch"), conhecida no Ocidente como Lei Islâmica (como se todos os muçulmanos seguissem), é um código de leis supostamente escrito no Alcorão, editado por clérigos religiosos muito certamente malvados.

O que é permitido na Sharia / Xaria / Xariá / *Charia (grafia usada pelos analfabetos da Wikipédia)[editar]

Quase nada.

O que é proibido na Sharia[editar]

O que a Sharia pune com pena de morte[editar]

O número de infrações é bastante alto, logo, estes países têm alguns dos mais altos números de mortes causadas pelo estado.

  • Estupro
  • Adultério (apenas para mulheres)
  • Ter mais de um marido
  • BruSharia

Países que seguem a Sharia[editar]

Este artigo é um esboço.
O remetente deste esboço também pode ser o Boça. Ou o Bozo.
Você pode ajudar o artigo se desesbocificá-lo.