Shinedown

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Shinedown
Shinedown.jpeg
Isso aí é Hard Rock ou Hair Metal?
Origem {{{origem}}}
País Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Período 2001 - Atualmente
Gênero(s) Hard Rock, Post-Grunge (o que vem a ser isso? Todo Grunge pós-Kurt Cobain?) e Nu Metal.
Gravadora(s) {{{gravadora}}}
Integrante(s) Brent Smith;
Zach Myers;
Eric Bass;
Barry Kerch.
Ex-integrante(s) Nick Perri;
Jasin Todd;
Brad Stewart.
Site oficial {{{site}}}
Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Shinedown.

Cquote1.png Você quis dizer: Seether made in USA Cquote2.png
Google sobre Shinedown
Cquote1.png Uma banda do Pênis da América! Cquote2.png
Homer Simpson sobre o Shinedown ser da Flórida
Cquote1.png Toca Raul! Cquote2.png
Brasileiro em show do Shinedown
Cquote1.png É emo! Cquote2.png
Guri retardado sobre Shinedown
Cquote1.png I’m not afraid of what I have to say Cquote2.png
Brent Smith explicando o sucesso da banda
Cquote1.png É uma música nossa! Cquote2.png
Godsmack sobre Shinedown
Cquote1.png Oh Heaven let your light shine down Cquote2.png
Collective Soul sobre Shinedown
Cquote1.png ... Cquote2.png
Lynyrd Skynyrd sobre a versão do Shinedown pra “Simple Man
Cquote1.png Minha música favorita! Cquote2.png
Mario Balotelli sobre ”45

SHINEDOWN, assim como quase todas as suas conterrâneas na década, é uma banda de Hard Rock com uma sonoridade muito parecida com a do Seether e do Nickelback , o que mostra que a maré ta tão tensa nos EUA que a inspiração deles vêm de fora, e ainda tem gente que paga pau pra Yankee... Foi formada no Pênis da América na Flórida, em 2001.

As Origens:[editar]

A putaria começa quando Brent Smith, Barry Kerch, Brad Stewart e Jasin Todd, um qaurteto de Michael Jacksonville, da florida Flórida, mas, que eram muito zoados por serem de lá, após Homer Simpson lançar sua pedra mais filosófica no ano 2000, pelos amigos que moravam fora. Então, vendo como cada um sabia tocar um instrumento, e, num gesto que alguns considerariam homofobia, e outros simplesmente acham que eles não eram gays por serem de lá, começaram a cantar Hard Rock, o estilo mais espartano que eles sabiam tocar, já que não sabiam tocar Heavy Metal, e enviaram um tape pra esses que ficavam zoando. Músicas aprovadas e a ideia de levar o projeto musical a frente

A Estrada:[editar]

Quando a banda fez turnê com o Paramore. Dá pra ver no cabelo do Brent Smith

Após iniciar a banda, Brent Smith viveu dias de terror. Quando foi ao banco fazer o depósito do dinheiro na conta da mãe, quando foi assaltado e ficou horas na mira de uma .45, e, após ter sobrevivido a 9 tiros, escreveu uma música, mas a guardou pra quando gravasse o 1º álbum. 2 anos depois, eles finalmente gravam o álbum, e, aquele rascunho que ele escreveu sobre a experiência trágica, já todo manchado e rasgado, seria o 1º hit da banda, mas, como estava ilegível, pediu pra mãe dele, que entendia o que ele escrevia sussurar o rascunho da letra enquanto eles cantavam, e isso fez com que o álbum se chamasse Leave a Whisper, e a principal música se chamaria “45”, por causa do calibre da bala da arma que quase o matou, além de uma regravação de “Simple Man” da versão americana dos Mamonas Assassinas (mais pelo fim da banda que pelas músicas): Lynyrd Skynyrd,e assim, conseguiram ficar famoso, e Brent Smith é o 2º cara que fica famoso após falar de ser baleado na música (o 1º até uma criança de 10 anos sabe quem foi). 2 anos sem fazer nada, mas, em 2005, resolveram deixar a vida de baiano e gravar um 2º álbum, pra alegria dos fãs e desespero de quem não gostou dessa banda: Us & Them, que quer se referir a querer entrar numa turnê com uma banda importante. Um jovem que estava se fodendo no American Idol chamado Chris Daughtry fez uma versão dessa música, e, foi o que todos sabem: SIM de todo mundo, menos do Simon Cowell, mas, não adiantou porra nenhuma: depois ele foi eliminado e o resto da história todo mundo conhece. Após aquele redneck cantar a música no programa, Godsmack e Rob Zombie o chamaram pra turnês, o 1º foi uma maneira de desculpar por ter copiado o nome da banda pra uma música sua, pois era uma banda bem Ctrl-C + Ctrl-V quanto a nomes. Na volta da turnê, começaram as baixas (nada relacionado a Downloads, ou sim). Após as baixas e as substituições, Brent Smith vai ao manicômio conversar com um corvo e uma borboleta pra se adaptar pra gravar seu próximo álbum: The Sound of Madness, e, depois disso, resolveram voltar a vida de baianice.

Tudo:[editar]

Inetgrantes:[editar]

Brent Smith morrendo de rir do artigo

Álbuns:[editar]

Músicas:[editar]

  • 45: O calibre da bala que quase matou Brent Smith. Mario Balotelli simpatiza com essa música;
  • Ômi Simples: Cópia do Lynyrd Skynyrd. Eles eram tão simples, não precisava a regravação...;
  • Eu te Darei: Música que ficou famosa graças ao trabalho de Chris Daughtry enquanto ralava feito um condenado no American Idol, e, que se deu bem com ela: ganhou uma banda depois de ser eliminado;
  • 2ª Chance: A música é muito usada em rodinhas de filosofia: aparentemente, Brent Smith estava sendo corneado enquanto estava trampando de astronauta como vemos em: Eu vi o Cometa Halley contornando, que disse ‘por que você é um cuzão a ponto de fugir?‘. Se nem os homens na lua somem por aí na estratosfera’” o que explica o fim do refrão: “Não to puto, só to dizendo que, talvez o adeus seja a 2ª chance” (sempre traduzindo pro português de rua), ou então, o vocalista devia estar doidão de ácido mesmo...;
  • Se Só Você Soubesse: Fala do passado negro dos integrantes da banda;
  • O Corvo e a Borboleta: A música ecologicamente correta da banda. Fala da fábula que mostra como um corvo ajudou uma borboleta na luta contra a homofobia.
  • Seu Nome é Aliche: Fala sobre pizzas, tendo como foco a de aliche.