Shirley Temple

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

 

Keep calm and stop this mimimi.jpg Atenção Noob!

Este artigo pode falar mal de uma celebridade, algo famoso ou qualquer merda que você goste, então pare de chorar e fique na sua, pois sempre haverá um Sysop Malvado online para acabar com otários que fodem artigos!

Loser 2.JPG
Shirley Temple já morreu!

"Sabia demais" e sucumbiu à tortura!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno.
Parabéns pra você seu/sua noob! Shirley Temple deseja que tenha um feliz péssimo aniversário, se o estiver fazendo hoje!

Cquote1.png Você quis dizer: Maísa americana dos anos 30? Cquote2.png
Google sobre Shirley Temple
Cquote1.png É claro que meu visual foi copiado dela, mas meus cabelos tem muuuito mais cachos Cquote2.png
Maísa sobre Shirley Temple
Cquote1.png Ela é uma gracinha, não como aquela pentelha da Maísa Cquote2.png
Hebe Camargo sobre Shirley Temple
Cquote1.png Eu também sou uma gracinhaaa! BUÁÁÁÁÁÁÁÁ!!! Cquote2.png
Maísa sobre o comentário anterior
Cquote1.png Queria ter sido uma bonequinha quando criança assim como ela. Cquote2.png
Bicha sobre Shirley Temple
Cquote1.png ELaHH eHH MuinNnNtu fOfuXXXaaa!!! Cquote2.png
Emo sobre Shirley Temple

A atriz[editar]

Shirley Jane Temple (Santa Monica, 23 de abril de 1928 - 10 de Fevereiro de 2014) foi uma diplomata estadunidense e antiga atriz mirim dos anos 30 que fez muito sucesso entre as creonças, especialmente gurias retardadas e com certeza sua avó deve conhecer muito bem, já que foi uma delas. Foi homenageada em alguns desenhos animados da época entre outras coisas. Até mesmo o presidente norte-americano da época, Franklin D. Roosevelt sucumbiu a seus encantos (os da Shirley Temple não os SEUS!) por causa de seu sorriso feliz.

Mas o que ninguém sabia é que por debaixo daquela carinha de criança bobinha sorridente se escondia na verdade, uma garota muito safada que se insinuava constantemente para homens adultos, como no vídeo da musiquinha que ela cantava chamada "On The Good Ship Lolliconpop", e nos estúdios quando ninguém via ela costumava passar a mão nas partes íntimas de seus colegas de elenco distraídos. Más línguas dizem que Maísa, por saber do histórico de Shirley, deseja alugar a máquina do tempo do filme De Volta Para o Futuro para ir aos anos 30 nos EUA se encontrar com Shirley Temple para que elas possam se fuderem fundirem em uma só para se tornar mais bizarra do que realmente já é. E assim poder dominar o mundo!, MWHAHAHAHAHAHAHA!

Carreira[editar]

Shirley começou a ter aulas de dança da garrafa com três anos de idade e foi contratada para participar de uma série de curtas chamadas "Baby Burlesks", que parodiavam estrelas e astros adultos. No mesmo ano, atuou numa sucessão de curta metragens e filmes, incluindo "Little Miss Marker", "Change of Heart", "Now I'll Tell", "Now and Forever" e "Bright Eyes". Ganhadora de um Óscar especial aos seis anos de idade, Temple foi
Todo produto original sempre tem uma cópia pirata
a salvadora da Fox e do público na época da Grande Depressão. Ela foi campeã de bilheteria de 1935 a 1938 com seu eterno otimismo e seu sorriso de retardada vencedor.

Depois de adulta porém, seu sucesso como atriz não foi o mesmo, já que tinha se tornado só uma garota boba sem atrativos, e se quisesse brilhar de novo, talvez tivesse que virar uma "maria-chuteira" como algumas atrizes, aí sim teria um monte de gente babando por ela, mas (felizmente) ela preferiu se aposentar do cinema em 1949, e tempos depois entrou para política pois podia ganhar mais bufunfa. Nos anos de 1969 e 1970, foi delegada junto à ONU. Também foi embaixadora americana em Ghana (1974-1976), foi chefe de protocolo para o presidente Gerald R. Ford (1976-1977) e membro da delegação americana que tratava dos problemas dos refugiados africanos (1981). De 1989 até 1992, Shirley Temple serviu como embaixadora na Tchecoslováquia. Ela produziu duas obras autobiográficas sobre sua infância "My Young Life" (1945) e "Child Star" (1988).

Vida pessoal[editar]

Esta gostosona moça é Shirley Temple adulta. E pensar que quando cresceu ela ficou menos popular sendo desse jeito!

Quando tinha 15 anos, Shirley Temple começou a namorar com o soldado convertido em ator John Agar, que ela conheceu quando fazia filmes pornográficos adultos e se casou com ele aos 17 anos em 1945, e teve uma filha em 1948. Mas como nem tudo é um mar de rosas, o casamento dela começou a ruir, pois o marido dela começou a enfeitar a cabeça dela de galhos, e também passou a beber muito, chegando em casa sempre caindo pelas tabelas com a cara cheia depois de ter bebido praticamente o bar inteiro, e com um bafo mais fedorento que uma refinaria de petróleo.

Desgostosa com tudo isso, já que ninguém merece ser corna mansa nem aturar bêbado, ela ownou o cara entrou com uma ação de divórcio no fim de 1949 sendo o divórcio efetivado em 5 de dezembro de 1950,. No princípio de 1950, quando estava de férias no Hawai, Shirley conheceu e se apaixonou por Charles Alden Black, um homem que tinha um negócio grande (ai que gostoso!) de negócios ou seja, um empresário e começou a dar pra ele ter um romance e se casou com ele em 16 de dezembro de 1950 e fez com que a filha que teve com o primeiro marido ganhasse o sobrenome do padrasto (que danada hein!) e teve mais dois filhos anos depois.

Esta velha senhora é Shirley Temple atualmente

Filmografia[editar]

Shirley Temple chupando pirulito

Não irei relatar o nome de todos os filmes ruins de Shirley Temple pois sei que quem está lendo este artigo nunca viu ou irá vê-los mesmo, assim como eu!

  • Stand Up and Cheer! - Alegria de Viver (1934)
  • Bright Eyes - Olhos Encantados (1934)
  • Now and Forever - Agora e Sempre (1934)
  • Little Miss Marker - A Pequena Miss Marker (1934)
  • The Little Colonel - O Mascote do Regimento (1935)
  • The Littlest Rebel - A Pequena Rebelde (1935)
  • Curly Top - A Pequena Órfã (1935)
  • Dimples - Princesinha das ruas (1936) - Trombadinha das ruas
  • Captain January - O anjo do farol (1936)
  • Poor Little Rich Girl - A pobre menina rica (1936) - A pobre menina rica que ficou pobre
  • Stowaway - A pequena clandestina (1936)
  • Heidi (1937)
  • Rebecca of Sunnybrook Farm - Sonho de Moça (1938) - Sonho de perder a virgindade de uma moça de 40 anos
  • Little Miss Broadway - Miss Broadway (1938)
  • The Little Princess - A Pequena princesa (1939)
  • Susannah of the Mounties - Susana (1939)
  • Just Around the Corner - Anjo de Felicidade (1939)
  • The Blue Bird - O Pássaro Azul (1940) - O Pássaro azul turquesa, com detalhes em laranja que é um luxo!
  • Young People - Mocidade (1940)
  • I'll be Seeing You - Ver-te-ei outra vez (1944)
  • Since You Went Away - Desde que você foi embora (1944) - Desde que meu namorado foi embora... com outro homem
  • The Bachelor and the Bobby-Soxer - O Solteirão cobiçado (1947)
  • Honeymoon - Lua de mel à três (1947) - Sexo à três
  • That Hagen Girl - Marcado pela calúnia (1947) - Marcado pela calúnia de minha namorada que diz que sou gay apesar de ser verdade
  • Fort Apache - Sangue de Herói (1947) - Sangue de barata
  • Mr. Belvedere Goes to College - O Gênio do Colégio (1949) - O nerd do colégio
  • Adventure in Baltimore - Aventura em Baltimore (1949)
  • The Story of Sea Biscuit - Têmpera de um Vencedor (1949) - Tempero à base de alho e sal de um vencedor de concurso de culinária
  • A Kiss for Corliss - O Eco de um beijo (1949) - O Eco de um peido

Videos no Youtube[editar]