Shurato

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Pow! Paf! Tum!
AAAAA!!!
Shurato é algo relacionado a Shounen

Esse artigo tem a ver com animes/mangás onde os personagens vivem brigando, lutando, metendo porrada e resolvendo as diferenças na base do cacete!
Alem de bom de briga, esse artigo é poderoso!

Rede Manchete.jpg

Shurato é da falida Manchete!!!

E tal como ela, foi pro buraco!

Clique aqui pra ver quem também foi junto com ela.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é muuuuito grande e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
60px-Bouncywikilogo.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Shurato.
Shurato
天空戦記 シュラト

Shurato1.jpg

É o Seiya

Gênero Cavaleiros do Zodíaco, Luta
Mangá
Autor Hiroshi Kawamoto
Divulgação Uma editora desconhecida
Onde sai Nas bancas
Primeira Publicação 1989
N° de Volumes 6
Anime
Dirigido por Toshihiko Nishikubo
Takao Koyama
Estúdio Tatsunoko Production
Onde Passa Carapicuíba, Acre e
outros locais MUITO habitados
Primeira Exibição 1989
N° de Episódios 38
Filmes

0 (ainda bem!)

OVAs

6


Cquote1.pngVocê quis dizer: Cavaleiros do Zodíaco?Cquote2.png
Google sobre Shurato
Cquote1.pngVocê quis dizer: Naumaku Sanmanda Bodanan Abira Unken Sowaka?Cquote2.png
Google sobre Shurato
Cquote1.pngExperimente também: Samurai Troopers Cquote2.png
Sugestão do Google para Shurato
Cquote1.png Vou cheirar Sovaco!!! Não aconteceu nada? Peraí... Ô Xuxa Sua Vaca... Não... merda!!! Esqueci outra vez como liga esse negócio! Cquote2.png
Shurato tentando vestir o Shakti Armadura aquele trambolho esquisito
Cquote1.png Shurato, vou te matar! Cquote2.png
Gai para Shurato
Cquote1.png Nós somos farinha do mesmo saco, Shurato! Cquote2.png
Gai para Shurato
Cquote1.png Nowashamandábondanã Arouguêsouaká! O poder de Shuraaaaaaaaaaaaaaaa... Cquote2.png
Você, tentando repetir tudo o que os personagens do anime faziam, na esperança de lançar algum poder

Tabela de conteúdo

[editar] Apresentação

Não, não é o Seiya, é o Shurato, o Rei Shura (ou algo assim).

Shurato é uma série de anime criada no final dos anos 80 para fazer frente a outra série que estava erguendo a maior grana naquele momento, conhecida mundialmente como Os Cavaleiros do Zodíaco, em suma, não passava de um plágio mais do que descarado desses, que estavam galgando às estrelas com os seus personagens que vestiam armaduras de papelão divinas e lutavam contra o mal, tudo na mais pura alegria e com mais diálogos do que porrada.

Nesse anime de quinta catiguria, conta-se a história de Shurato e das altas aventuras que ele vive para tentar voltar à Terra depois de ter sido abduzido, durante uma luta de artes marcianais contra o seu melhor amigo Gay Gai, pela deusa hindú Vishnu, que o levou para um lugar mágico, mas sem nenhuma tecnologia atual, que era chamado vulgarmente de Mundo Celestial (apesar de que assim que ele pôs os pés naquele local, o Mundo pareceu mais o Inferno do que o Paraíso que queriam passar, mas isso são detalhes).

[editar] Plágios Descarados

Visto de longe, a famosa Formação Mandala não passa da Exclamação de Athena piorada e com mais um integrante.

Surgido bem no fim dos anos 80, Shurato começou a acompanhar uma leva de animes que realmente decidiram estourar nas emissoras brasileiras rapidamente, principalmente na falida TV Manchete, que monopolizava os animes mais divertidos do momento, já que as outras emissoras ainda queriam ficar passando somente Pica-pau e Tom e Jerry. Como uma cópia descarada de Cavaleiros do Zodíaco, Shurato também se baseia em uma mitologia, só que, ao invés da Mitologia Grega, ele resolveu pegar a Mitologia Hindú, com seus mais de oito mil deuses a mais do que a Grega (se não o plágio seria mais bem visível e os copyright deveriam ser pagos).

Mesmo assim, comparações com os anime de Masami Kurumada é o que não faltou. O uso de armaduras, que eles preferem chamar de "Shakti" (nome de um Deus Hindu), só pra ficar mais diferente, seguem o mesmo padrão das Kamuis dos deuses do outro anime. Ainda mais, eles contam com um protagonista que tem a cara do Seiya de Pégasus, sem falar que ele apanha mais do que um condenado, conversa durante as lutas quando deveria partir pra porrada e (como não poderia faltar) tem a sua sexualidade posta em questão.

Esta imagem, feita no Paint em alta definição, mostra a diferença das Armadura utilizadas no anime Shurato com as usadas em Os Cavaleiros do Zodíaco. Poucas diferenças, não é?

Os amigos de Shurato também são cópias básicas de Hyoga de Cisne, Shiryu de Dragão, Ikki de Fênix e Shun de Andrômeda (até em número de integrantes), tendo as suas armaduras os seus Shaktis as cores simplesmente iguais as mesmas cores dos Cavaleiros de Dragão, Fênix, Cisne e Andrômeda (com algumas leves diferenças e mais apetrechos como armas), coisa que qualquer otaku consegue reconhecer de longe, sendo que somente o que as diferencia são as características hindus que o anime apresenta (como adorar às vacas e ter um sinal feito com tinta guache na testa, além de usar mais incenso do que o comum), se comparado com as niponices dos personagens do outro (arebaba!).

Eles lutam para defender uma deusa hentai que a única coisa que faz durante todo o anime é sofrer, chorar, rezar, ser ameaçada de morte e quase morrer (não te lembra alguém?). Seus amigos os traem com outros caras, os atacam para realmente matar a mando de outros, eles lutam em favor da justiça, tem um vilão infiltrado no grupo principal que se faz de bonzinho, mas que morre desgraçadamente no final se arrependendo de tudo, lutam contra um Deus de forma andrógena e, do início ao fim, não mantem contato sexual direto com nenhuma outra mulher, mesmo que a que exista por lá, e viva no meio deles todo o santo dia, esteja doida para traçar um deles ou todos.

Vegeta irado ao comparar o poder de luta de Kakaroto com o de Shurato, utilizando como base de dados o Sohma e não o Ki.

Assim como em todo o anime, nesse também tem que ter uma "energia espirital" de nome bizarro. Em Shurato também há a representação da sua "força oculta", que aflora (ui!) nos momentos mais críticos de algum guerreiro (principalmente quando ele está apanhando que nem mulher de malandro durante uma batalha). Tal força é o que molda o mundo, assim como em todo e qualquer desenhinho japa. Em Cavaleiros do Zodíaco a isso se chama Cosmo, em Dragon Ball é Ki, em Naruto é Chakra e em Bucky pode ser representado pelos rosados "Esquisitos" Espíritos.

Em Shurato tal energia possui o nome de Souma (ou Subtração Sohma, tanto faz e depende da fonte de pesquisa usada) e pode ser dividido em negro afro-descendente e normalzin, sendo que o Souma Afro (como sempre) é maligno e impiedoso e o Souma ariano normalzin é representado como um poço de bondade no mundo (preconceito óbvio!). Nesse anime pode ocorrer a mesma paradinha que nos outros desenhos com relação ao "sentir um Souma poderoso emanando de algum lugar", pra saber se vale a pena lutar contra o inimigo, ou não, se bem que, isso não importa nenhum pouco, eles lutam de qualquer forma mesmo.

Cquote1.png É de mais de oito mil! Cquote2.png
Vegeta comparado o Sohma de Shurato com o Ki de Kakaroto

[editar] História

Spoiler5.JPG
Atenção! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais spoilers.
Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que a mestra Genkai morre, ou que o Coringa comeu a Tia do Batman.
Spoiler3.jpg

Cquote1.png O espírito desse herói, viaja para o futuro... Cquote2.png
Música de abertura inesquecível de Shurato

A história desse anime é simples. Shurato, durante uma luta de vale tudo artes marcias contra o seu master-best-power-friend Gai, vê a imagem fantasmagórica da Deusa Vishnu, que o transporta, junto com seu amigo para um outro mundo (sem nem perguntar se eles queriam), chamado de Mundo Celestial. Lá, ele descobre que é o sucessor de um antigo rei, chamado de Rei Jura? Shura e que foi convocado para lutar pelo Mundo que ele nem sequer sabia da existência, ao lado de um grupo de cavaleiros guerreiros chamados de as Forças Divinas de Deva, que estava localizado na sede do Mundo Celestial. Tal luta era contra as Forças Divinas de Asra, um grupo de malvadões com sede no Palácio da Transformação, que ninguém nunca soube onde ficava.

Seu best friend, Gai, se torna um cavaleiro guerreiro também, conhecido como Gai, O Rei Yasha, porém, acaba virando um vilão e tenta de todas as formas matá-lo, pois está sendo manipulado pelo conselheiro da Deusa Vishnu, o Mestre Hindra (isso porque ele é o "Conselheiro"). Logo no primeiro episódio eles já travam uma briga e Gai (como de se imaginar) não vai diretamente para as Forças Divinas de Deva, mesmo que tenha chego ao mundo espiritual pelo poder de Vishnu. Shurato é apresentado a mais 6 Guerreiros Celestiais, todos reencarnações de antigos reis de 10.000 anos atrás, que lutaram do lado de Vishnu na última Guerra Santa aparição das Forças Divinas de Asra. Eram eles: Leiga, O Rei Karla, Ryuma, O Rei Dragão, Hyoga, O Rei Celestial, Lengue, A Rainha Nahla, Kennya, O Rei Dappa e Dan, O Rei Hiba.

A Deusa Hindu Vishnu e sua gangue de Cavaleiros Guardiões (tudo muito igual ao outro anime concorrente).

Depois que Vishnu acabou sendo transformada em pedra por Hindra (sim, a Deusa se ferra logo no começo), Shurato e Hyoga são culpados como os responsáveis por essa barbárie (somente por estarem fofocando perto do local onde Hindra fez a petrificação da deusa, ou seja, lugar errado na hora errada). E, claro, todo mundo acredita que eles tenham feito isso mesmo, perseguindo-os como animais ao matadouro. Eles fogem pelo Mundo Celestial, enquanto todo o local acaba sendo destruído pela falta de Souma de Vishnu que vivia a proteger todos os moradores.

Para completar, os outros seis guerreiros (incluindo Gai que, afinal, seguia Hindra e pode entrar sem problemas nas Forças Divinas de Devas) vão atrás dos "traidores", sendo que metade acaba virando-casaca e acreditam nos outros dois, ficando o time dos oito guerreiros divididos. Os "traidores" são Shurato, Hyoga, Leiga e Ryuma e os "bonzinhos" são Lenge, Kennya, Dan e Gai. Depois de unidos de quatro, eles pensam em retornar para o Palácio e salvar Vishnu, antes que o Palácio da Transformação (a morada do mal) recaia sobre o Mundo Celestial e destrua tudo. Chegando lá eles lutam contra os seus outro quatro amigos secundários, matam cada um deles (isso porque são amigos) e conseguem derrotar Hindra, que nem sequer é o pior inimigo deles, pois ainda tinha muito mais.

Cquote1.png Toca aqui, seu gay Gai! Cquote2.png
A viadagem amizade é um dos temas principais de Shurato.

Com o retorno de Vishnu ao normal (sim, pelo visto é fácil despetrificar alguém), o deus andrógeno Shiva, decide acabar com tudo e ressuscita uma porrada de gente que tinha sido morta na primeira parte do anime, inclusive Gai, o Rei Yasha, que acabou (mais uma vez) ficando do lado do mal (e morrendo de novo, pra variar). Por falta de verbas para o anime e a audiência indo de mal a pior, já que o plágio estava ficando cada vez mais visível, a produção acabou caindo, fazendo o anime perder toda a sua credibilidade (que já não tinha muita), ficando com cenas fracas de ação (sem falar que os seus OVAS eram uma verdadeira merda).

Dos seis generais que Shiva deveria ter, somente dois apareceram, e dos seus cento e tantos guerreiros (quase 108, como os Espectros de Hades), nenhum forte surgiu, tendo o Deus da Destruição de ficar com os seus ressuscitados guerreiros e mais alguns outros inúteis. O Deus da Morte, como sempre, morreu vergonhosamente, sem falar que a Deusa Vishnu, incrivelmente também morre (sim, a Deusa morreu, milagre isso), sendo substituída pela hentai Rakesh, que eu nem sequer tinha citado durante todo essa enredo histórico que eu fiz (mas ok, ela assumiu o poder do Mundo Celestial no lugar de Vishnu). Ou seja, no final, os humanos ficaram no poder no lugar dos deuses. Viva o Antropocentrismo.

[editar] Personagens

[editar] Shurato, o Rei Shura

Nosso herói numa pose não tão intimidadora, reparem nos olhos vesgos (sinal de demência) e em sua terrível arma, um mero batedor de bolos de Shuuuurraaaa!!!

Cquote1.pngVocê quis dizer: Protagonista inútil?Cquote2.png
Google sobre Shurato
Shurato, o Rei Shura é o protagonista do anime. Ele é sem graça, sem personalidade e sem grandes objetivos em vida, senão salvar o mundo que pouco se importa com ele e levar de volta para Terra o seu miguxo que ficou malvadão (sinceramente eu não sei como é que o anime recebeu o nome dele afinal).

A ameaçadora arma de Shurato, o Rei Shura.

Sua única função é fazer com que os telespectadores gostem mais dos personagens secundários do que ele, os quais não irão aparecer todos os episódios (infelizmente), fazendo assim com que a audiência seja obrigada a ver ele sempre apanhando e fazendo vergonha, ou seja, o desenho pediu para falir.

Ele veste uma cobertura branca feita de chantilly e usa como arma uma batedeira de bolo (ui, que meda!), diferente do anime com quem concorre, que não permite o uso de armas, pelo menos não entre os protagonistas. Apesar de ser a versão indiana do Seiya, possui a voz do Jabu, e o nome de Shura o que é responsável pela maioria das risadas, já que na época o dublador era um adolescente trocando de voz, o que deixava a coisa uma total comédia.

Shurato é bondoso pois tenta salvar seu amigo Gay Gai, da influência de Shiva, o Deus Travesti. Depois de tentar em todos os episódios voltar para a terra com o seu amigo do lado, o mata e acaba ficando no Mundo Celestial, para não ser preso quando chegasse na Terra por assassinato à queima-roupa.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Abira Unken Sowaka (Poder de Shura): Essa palavrinha de nome impronunciável invocava um leão amarelo, que atacava o oponente em um soco (assim como o Meteoro de Pégasus fazia). Lembro que sempre tentava pronunciar esse nome e quase enrolava a minha língua, mas isso são outras coisas;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Makka Jinbara Sowaka (Tríade de Shura): Imitação descarada do golpe Triângulo de Ouro, do General Marina Kanon de Dragão Marinho. Apesar de que ele nem sequer usa esse golpe em demasia, já que o seu nome é bem mais comprido e o efeito é o mesmo do primeiro, ou seja, não dá em nada.

[editar] Gai, o Rei Yasha

Gai (mas que muitos falam que virou gay) o temperamental Rei Yasha.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Inuyasha?Cquote2.png
Google sobre Gai
Gayi, o Rei InuYasha (conhecido pelos seus companheiros como o Rei "Se Acha", pois é muito metido a besta) é um albino, fã do Kurama Youko e do Sesshoumaru, que é o melhor amigo de Shurato na Terra, até ser sequestrado por Vishnu e ter a sua mente manipulada por Hindra (e depois por Shiva), tornando-se o antagonista durante os primeiros 775.456 episódios iniciais, sem nunca sequer lembrar da cara de Shurato e da amizade que tinham na Terra.

Gai ainda era bem mais homem quando estava na Terra, depois que foi para o Mundo Celestial, sei não...

No início, era apenas um rapaz normal de cabelos grandes e grisalhos (igual a um velho japonês), porém, após ser sequestrado, passa por um make-up (tipo, Pimp My Ride) e passa a usar brincos, blush, batom, agir como uma mulher e vestir roupas delicadas. A Cquote1.png amizade que havia na terra, ameaçada pelas forças do mal Cquote2.png, presente na música de abertura do anime, trata exatamente de Shurato e Gai, que tiveram laços quebrados com as suas idas para o Mundo Celestial.

Mesmo que tudo prove o contrário, Gai continua sendo (ou pelo menos afirmando ser) muito dos seus machos (até embaixo de outro macho), já que é alvo frequente de piadinhas com seu nome. Sua arma é, acredite, uma espada! Que ele sabe manipular com uma maestria que somente Kill Bill mostrou nos filmes. Foi mulher de malandro de Shurato durante quase todo o anime, dando algumas porradas nele no percorrer da série e recebendo o dobro do mesmo.

Apesar disso, ainda assim não conseguiu vencer o poder do protagonista, mas conseguindo alcançar a ousadia que somente os vilões de Dragon Ball tinham conquistado, o poder de conseguir morrer mais de uma vez em um anime. É claro que, para dar um ar mais alegre ao lugar, sempre que vai morrer ele se torna bonzinho e amigo de Shurato.


Poderes:

  • On Bazara Tamakukkan Yasha Han (Vento cortante do Lobo Diabólico) - Imitação da Tempestade Nebulosa do cavaleiro de Andrômeda. Os golpes de Gai sempre eram bem mais fortes que o de Shurato, mesmo que ele sempre perdesse no final;
  • On Bazara Tamakukkan Hakisha Han (Espada do Lobo Diabólico) - Outra imitação da Tempestade Nebulosa do cavaleiro de Andrômeda, mas que funcionava tanto quanto a primeira.

[editar] Hyouga, o Rei Celestial

Se não fosse ruivo, Hyoga seria o mesmo que o Cisne.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Hyoga de Cisne?Cquote2.png
Google sobre Hyoga
Hyouga, o Rei Celestial faz contrapartida com o Hyoga de Cisne, sendo isso explícito não apenas pelo nome. Assim como o Cavaleiro de Cisne, Hyoga também tem os golpes de gelo e vive a fazer par romântico com outro personagem (incrivelmente um guerreiro que tem um Dragão no nome também). Era o secretário de Vishnu, e o melhor amante amigo do Rei Dragão, Ryuma.

Os thacos do Shakit de Hyoga sendo usados por quem não entende do assunto.

De tanto fazer coisas mais importantes que o protagonista, além do fato de ter uma aparência bem mais agradável e ser mais forte e mais útil que Shurato, os criadores pensaram em mudar o nome da série de Shurato para Hyoga, mas já era tarde demais, o nome tinha caído na boca do povo e trocá-lo poderia gerar confusões.

Sua arma é um "Vibrador Gigante Dobrável de Duas Pontas Celestiais", que ele prefere que chamem de "tchaco", uma imitação das únicas armas existentes em uma Armadura de Ouro, a do Cavaleiro de Ouro de Libra, Dohko de Libra. Foi acusado por Hindra de ser um dos responsáveis pela petrificação de Vishnu, coisa que era verdade mentira.

Fugiu com seu novo miguxo Shurato para a puta que pariu do Mundo Celestial, fazendo com que o seu bofe amigo Ryouma ficasse do lado deles depois deles deserdarem do local. Tal qual os poderes de Hyoga de congelar as coisas, seu vento frio nunca foi lá forte, não conseguindo gelar nem uma cerveja quente.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Makka Kyaraya Sowaka (Cristal de Aço Celestial) - Imitação do Pó de Diamante do cavaleiro de Cisne, sendo tão fraco quanto, principalmente contra fogo e outras coisas que queimam;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Makka Kareiya Sowaka (Tigre de Aço Celestial) - Imitação do Trovão Aurora do cavaleiro de Cisne. Esse ainda era mais forte e conseguia derrotar os inimigos mais fracos (ou não);
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Bishiyora On Sowaka (Tigre de Gelo Celestial) - Imitação do Esquife de Gelo do Cavaleiro de Ouro de Aquário, Camus de Aquário e, como tal, pode ser facilmente quebrado se forçado de dentro.

[editar] Ryoma, o Rei Dragão

Esse sim é o Shiryu de Dragão. Alguém duvida?

Cquote1.pngVocê quis dizer: Único macho do anime?Cquote2.png
Google sobre Ryoma

O tridente de combate de Ryoma não era assim. Esse daqui é da Éris.

Ryoma, o Rei Dragão é o personagem do grupo que está lá apenas para fazer número e preencher buracos na trama de uma forma incoerente e sem nenhum sentido lógico (sem falar que tem os guerreiros próprios para isso, mas ele consegue ser tão ruim quanto qualquer um desses secundários), como por exemplo na vez em que ele teve muito remorso pela morte do guardião Dan, um loser que somente sabia mais gritar do que lutar, provando que cérebro e músculos não andam juntos.

Até aí não haveria problema nenhum, afinal, é comum um amigo lembra de outro que morreu desgraçadamente, porém o mais bizarro de tudo foi quando Ryoma tendo flashbacks da luta de Dan com o Shurato, e ele sequer estava presente no momento, como poderia saber que Dan havia morrido? Ou seja, nonsense puro. Sim, é isso mesmo, ele viu a morte de Dan sem nem sequer estar lá e ainda conseguia lembrar dos pequenos detalhes do combate. Ele lutou (e perdeu, pra variar) para Gai nesse mesmo tempo em que Shurato vencia Dan.

Sua arma era um tridente, copiado do tridente existente na armadura do Cavaleiro de Ouro de Libra, ou mesmo da de Poseidon. Não por coincidência (e, se for, é muita) o Rei Dragão possui semelhanças com o Shiryu de Dragão pelo fato do seu golpe, Dragão de Fogo, não funcionar uma única vez sequer, e, tal qual um homem broxa, ele sempre se surpreende com este fato como se fosse a primeira vez.

É o melhor amigo de Hyoga, sendo o único que ainda não desmunhecou de vez no anime. Para provar a sua masculinidade, em uma OVA, ele acaba se casando com uma mulher para provar que é cabra ômi e fazer com que o amor platônico de seu amigo acabe de uma vez por todas. Tal qual Shiryu, também tem um ponto fraco, sendo o dele bem na costela.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Nandu Ranandu Sowaka (Cólera do Dragão de Fogo): Um plágio do Cólera do Dragão, mas vamos fingir que isso é inédito. Nunca funciona de primeira, nem de segunda, nem de terceira, mas ele é perseverante e sempre vence o inimigo no cansaço;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Agyan Nauei Sowaka (Dragão Supremo): Golpe de sacrifício, assim como o Último Dragão de Shiryu. Como sempre, ele nunca conclui tal golpe, já que também não deseja morrer, pois não acredita em vida eterna.

[editar] Leiga, o Rei Karla

Leiga, o Rei Karla, doido para roubar o vibrador a flor de Lengue.

Cquote1.pngExperimente também: Shun de Andrômeda Cquote2.png
Sugestão do Google para Leiga

Cquote1.png Certo, pessoal, agora todo mundo atrás de mim! Cquote2.png
Leiga sobre a relação com seus amigos

Leiga, o Rei Karla (porém ele costuma sair a noite dizendo "Eu sou a Rainha Carla!", mas isso são detalhes) é um personagem que, diferentemente de Gai, está plenamente em paz com sua opção sexual, sendo completamente afrescalhado e não vendo nenhum problema nisso, pois ainda tenta passar uma de machão jogando um charme para Rakesh que curte yaoi.

É a versão hindu do cruzamento entre Afrodite de Peixes com Shun de Andrômeda, mas ao invés de usar rosas, ou usar uma corrente sadomasoquista, ele joga penas de galinha, sempre perfumadas e luxuosas (um total escândalo), ou seja, continua a arremessar coisas nos outros como os dois personagens de gênero questionável de Os Cavaleiros do Zodíaco.

Em suas próprias palavras, somente ele entende a verdadeira beleza física, utilizando-se de um gel especial para deixar o seu cabelo como de uma Biribinha Atômica, além de também se aproveitar dos cosméticos da Natura de sombra e batom sem se preocupar com os comentários malvados que sempre surgem. Possui a voz do Seiya (Novamente a Maldição chamada a "Vingança do Unicórnio") e adora dar palpites sobre o vestuário alheio.

Para invocar seu trambolho/vestimenta/shakit ele usa mandinga Cquote1.png A Bilau Ken Sou Vaca! Cquote2.png. Enquantos todos os outros guardiões morreram, ele ficou vivo porque, se não, ficaria muito chato por ser muito forte. Sua arma era o Par de Brincos de Argola Super Fashion Gigantes de Karla, que ninguém sequer sabe pra que serve, há quem diga que Gai as usa como brincos, já que é ele que adora brincos do tipo argola.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Makka Karura Sowaka (Tempestade de Penas Karla) - Imitação da Ave Fênix de Ikki, com o efeito de um pássaro que fica bem atrás dele. Geralmente funciona da terceira vez pra cima, mas ele somente o utiliza uma vez em combate;
  • On Buda Roshiyani Kawani Sowaka (Visão Voadora) - Imitação do Golpe Fantasma de Fênix de Ikki, apesar de não ter um efeito tão devastador à mente do inimigo;
  • Naumaku Sanmanda Badanan Giappyu Saraba Makka Rouro Sowaka (Furacão das Penas Purpuras): Antes dele terminar de pronunciar isso, ele já morreu. Mas esse ataque é que nem o primeiro, somente com penas brilhando que nem pisca-piscas de Natal, em tom roza berrante;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Giappyu Saraba Bigunan Sowaka (Asas de Fogo Karla) - Imitação do Asas de Fênix de Ikki, ao utilizar o sétimo sentido. Nunca adiantava usar esse golpe, ele sempre era atacado antes de terminar de falar todo esse palavrão.

[editar] Danado, o Rei BHiba

Para o Dan deram músculos, mas cérebro que era bom...

Cquote1.pngVocê quis dizer: Tarado da Machadinha?Cquote2.png
Google sobre Dan

O sagrado machado de Dan que só servia para distrair o inimigo, seu poder vinha mesmo dos punhos.

Dan, o Rei Hiba é o típico garoto hiperativo e pouco importante da trama, cujo maior bem dentro do anime foi o de realmente morrer. Metido a fortão, desde pequeno era briguento, gostando de fazer todos os seus subordinados, mandando e desmandando nos mais fracos, como se fosse o senhor do Mundo Celestial, quando nem sequer tinha uma cozinha para governar ou fazer um miojo sem queimar.

Dono de um cérebro tão mínimo quanto o de uma loira acéfala (sim, é redundante mas é verdade), ele só serviu para gritar durante cada episódio, ter sua atenção chamada por Vishnu e os outros Guardiões, dar o seu show destruindo tudo o que via como um verdadeiro poliglota troglodita e morrer no meio do anime para o protagonista duas vezes mais fraco do que ele (como sempre!). Bom, mas pelo menos ele não perdeu para nenhum personagem secundário, pois isso seria sacanagem do diretor.

Durante os seus comuns berros, perde nos gritos somente para Shurato, esse é invicto na gritaria de Cquote1.png Shuraaaaaaaaaaaaaaa Cquote2.png. Tinha um caso secreto com a Deusa Vishnu que poucos imaginavam. Foi ela quem lhe ensinou a controlar a sua brabeza, seu temperamento agressivo e o fez ficar mais gay sentimental para com os outros, mas ele também dava umas voltas com Mestre Indra, só para variar um pouco da loirosa deusa hindú.

Sua arma era uma das menos estranhas dos oito guerreiros (porém, uma das mais fracas também, já que ninguém morria com ela): um simples machado, o que deixava a imaginar que depois da saída do anime do ar ele tenha se tornado o famoso Tarado da Machadinha. Com seu poder, conseguia colocar para dormir qualquer um com somente um cascudo, já que o seu principal golpe consistia em um soco foderoso no chão que transformava até o asfalto em poeira. Ele é a prova cabal de que cérebro e força não andam juntos no mesmo corpo.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan On Matarya Sowaka (Tempestade de Areia Brilhante): O golpe mais maluco do seriado. Ele atira o machado pra cima do inimigo e erra, depois soca o chão e espalha pó de pirlimpimpim com LSD nele. De repende o chão fica doidão com o LSD e começa a derreter, afogando o inimigo;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan On Bokuken Sowaka (Terremoto Destruidor Hiba): A mesma coisa que o primeiro, mas somente faz com que o chão se abra, não causando nenhuma areia engolidora (ou não);

[editar] Lengue, a Rainha Nahla

O bom desse anime é que pelo menos tem hentai.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Mulher Maravilha?Cquote2.png
Google sobre Lengue
Dengue Lengue, A Rainha Nahla é a única mulher (pelo menos biologicamente falando, pelo que já podemos comprovar) entre os 8 guardiões das Forças Divinas de Deva (em suma, o pessoal bonzinho da trupe toda), sendo esta a mais fraca de todas e totalmente teleguiada, sem nenhum motivo existencial próprio, uma vegetal.

O que se encontra por baixo da Flor Solitária de Nahla, por isso que Leiga tanto a cobiça.

Tinha um tesão incontrolável pelo Mestre Indra, mas não era retribuída pelo cara, pois o mesmo tinha um caso com a Deusa-Sapatão Shiva (ou Deus-Gay, ah, sei lá), que era mais bela (além de imortal) do que a própria Lengue e ainda lhe podia lhe dar a imortalidade. Saber disso quase a levou a entrar para o Lado Azul da Força e tentar algo com a deusa Vishnu, que não topou a parada, já que, como uma deusa, deveria se manter hetero virgem e sem nenhum outro contato.

Iludida e jogada às traças, resolveu procurar conforto nos braços de outros guerreiros que fossem cobiçosos do corpo de uma hentai e sofrida Guardiã e que não tivessem nenhum medo dela (afinal, aquela mulher poderia destruir uma montanha facilmente), mas que a quisessem por perto.

Infelizmente, para a sua maior tristeza, ninguém tinha essa curiosidade com relação ao sexo oposto em todo Mundo Celetial (a não ser uns gatos pingados feios), sendo que, o único que ainda tentou, acabou morrendo de uma doença devastadora, que muitos pensavam que foi lançado por ela própria Lengue, contra aqueles que quisessem provar de seu poder oculto. Só no final do anime Hyoga conseguiu alguma coisa com ela (ou não). Sua arma era o Fio Dental de Nara, uma rosa de ferro que ela usava como um chitote sadomasoquista e como consolo nos momentos de solidão (que não eram poucos).


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Makka Naara Sowaka (Flor Solitária de Nahla): Nesse golpe, Lenge utiliza do seu vibrador da sua arma para o ataque, disparando dela um foderoso feixe de raios laser que transforma-se em uma estrela giratória energia, sendo ela na realidade uma cópia do Destructor Disc de Kuririn e Freeza, e também do Senpou: Fuuton Rasenshuriken de Naruto Uzumaki;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Arou Rikya Sowaka (Rosa Escarlate de Nahla): Os golpes dela imitam o do Afrodite de Peixes, tudo com florzinhas. Porém, assim como os ataques de Afrodite, nenhum consegue vencer o inimigo de fato, pois se fosse assim, ela não teria sido morta uma vez.

[editar] Kennya, o Rei Dappa

Kenya, o Rei Dappa querendo bancar o cegueta.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Shaka de Virgem?Cquote2.png
Google sobre Kennya
Quênia Kennya, o Rei Nappa Dappa, é o mais sem graça de todos, principalmente pelo fato de nunca falar ou se posicionar contrário com relação a qualquer bronca que acontece no núcleo principal do anime, mostrando assim que foi pura perda de criatividade e trabalho artístico do criador dessa joça. É um japa gordo e que muitos não faziam ideia de como foi que se tornou um protetor da hentai Vishnu, já que não passou de um inútil tapa-buracos durante todo o percurso do anime, além de ficar calado em cerca de 99% dos episódios.

A arma de Kennya sendo usada para outros fins depois dos combates mortais (e, pelo visto, essa é a melhor função para isso mesmo).

Sempre de olhos fechados, como se vivesse a meditar, queria dar (ui!) uma de Shaka de Virgem (só que mais moreno e menos bonito), sendo que, fechando os olhos em posição de cagar Lótus, conseguia esconder o seu próprio Sohma do inimigo e ser o único a utilizá-lo em uma caverna que proibia o uso de poderes (Sim, WTF?). Mesmo com toda a sapiência de Shaka, Kennya não passava de um ignorante, nunca entendendo o que se passava na cabeça de seu comandante, o Mestre Indra, mostrando o quão burro era, ao invés de nerdE de um fracassado, como o Grande Nappa, com o qual partilhava o mesmo dublador.

Tinha irmãos que pagavam o maior pau pra ele, e que viviam a fofocar aos quatro cantos do Mundo Celestial que seu brother era um grande Guardião da Deusa Vishnu, só pra ver se assim ele tomava vergonha na cara e ficava mais forte pra não fazer vergonha. Apesar de todos dizerem ser o cara mais forte, inteligente mais próximo de Deus e com o maior chakra ki cosmo Sohma dalí, foi derrotado pelo viadinho do Leiga, o Rei Karla (só para mostrar que ele não era tão bonito assim quanto se pintavam), que vergonha.

Até hoje tento saber que arma era aquela dele, sendo que muitos falam que era a "Roda de Carroça Celestial", ou coisa do tipo. Sempre que terminava um combate, o seu armamento servia para puxar a carroça de Vishnu, quando a mesma queria dar uma voltinha pelo Mundo Celestial. Ele nunca venceu nenhum inimigo, apesar da força que "dizia" ter.


Poderes:

  • Naumaku Sanmanda Bodanan Gyanau Sanra Sanra Sowaka (Onda da Água Cortante): Da sua roda de carroça, conseguia arremessar jatos de água tal qual faria um simples Suiton;
  • Naumaku Sanmanda Bodanan Gyanau Shibetchi Shibetchi Sowaka (Trovão de Água Dappa): A mesma coisa em versão turbinada, só que nunca adiantava muita coisa no final, ele continuava um inútil e morreu;

[editar] Rakesh

Rakesh atacando tentando levar Shurato para o Lado Azul da Força, será que ela consegue? Claro que não!

Cquote1.pngExperimente também: Guria retardada Cquote2.png
Sugestão do Google para Rakesh
Rakesh na realidade merece um prêmio, pois, apesar de parecer a típica menina desmiolada e fraca que acompanha os heróis para se meter em perigos e ser salva por eles (como existe em 99% dos animes de heróis), ela se prova bastante útil em várias ocasiões, tornando Shurato um dos primeiros e únicos animes de heróis com armaduras não-machista da história (ou, pelo menos, menos suspeito em relação há muitos outros), sendo que ela possui ainda mais cérebro dentro de sua cabeça do que Shurato na dele, ou de qualquer um dalí. Ela é meiga, tem cabelo azul que nem a Bulma e ainda conseguiu dar uns pegas em Shurato, coisa que nem Gai conseguiu.

Rakesh tem o poder de curar seus amigos (com a força do amor que gay), criar pequenas fontes de energia repositora e também é a sucessora de Vishnu (sim, uma mera mortal chorona é a substituta de uma deusa, pra você ver a lógica que o anime tem). Ela é a namorada do Shurato (apesar do mesmo nem gostar da fruta ter conhecimento de tal fato), embora ela seja somente uma parte de um pentágono triângulo amoroso que inclui o próprio Gai e Leiga (por mais incrível que pareça). Ela forma, ao lado de Shurato, o único casal heterosexual de todo o anime (ou pelo menos parece formar, já que não se saber quem é que fica por baixo no ato).


Poderes:
Vento.gif

[editar] Vishnu

A Venerável Vishnu em meditação para alcançar o Nirvana (Hum... me lembra Alguém...).

Cquote1.pngExperimente também: Deusa Athena Cquote2.png
Sugestão do Google para Vishnu
A poderosa Vixe! Nu? Deusa Vishnu é uma mistura de Athena com Shaka de Virgem (sendo que as más línguas dizem que, na verdade, Vishnu é Shaka após atingir a Divindade com a ajuda de bunda Buda) possuindo a voz idêntica a da Chun-Li e com a mente de qualquer loira comum. Sua função na trama é ser refém e dar apoio moral para os protagonistas, sempre aparecendo na mente dos morimbundos, quando os mesmos estão para partir dessa para melhor, já que ajudar na luta, mesmo sendo uma deusa, ela não faz em nenhum momento (bem diferente da hentai do Santuário de Athena, que ainda corta os pulsos para ajudar os seus cavaleiros na batalha e coisas do tipo).

É odiada por Shiva, pois é uma linda mulher enquanto Shiva é um traveco pálido e que ainda tem um olho a mais no cu na testa. Foi a responsável pela expulsão da Deusa/Deus da Destruição do Mundo Celestial há dez muito anos atrás mais ou menos, sendo que o/a mesmo(a) volta para matá-la, típica vingança de parentes. Quando parte para a terra dos pés juntos após usar quase todo o seu Sohma para proteger o Mundo Celestial de Shiva, é substituída por Rakesh, uma jovem hentai bem mais gostosa do que ela, sem falar que a menina ainda é bem mais inteligente do que ela (ou não), já que não é nenhum pouco loira.


Poderes:

  • Ela é uma deusa, qualquer poder que todo mundo tiver ela tem também (ou pelo menos assim deveria ser)! Geralmente, quando assim deseja, gosta de teletransportar desconhecidos da Terra para o Mundo Celestial, geralmente destruindo amizades com isso.

[editar] Mestre Hindra

Mestre Hindra pensando no que vai fazer depois de petrificar Vishnu.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Fodão do mal?Cquote2.png
Google sobre Mestre Hindra
Era o antigo conselheiro de guerra de Vishnu, sendo que devia ser tão velho quanto ela (apesar de ambos não aparentarem ter tantos anos assim, já que o tempo do Mundo Celestial é diferente do Mundo Real, se não, haja formol naquela cara). Tendo um coração tão puro quanto o de um monte de esterco, acabou tendo o seu Soma Negro libertado sem mais nem menos durante um dia qualquer aí, virando do ser bonzinho que era antes para um cara tão mal quanto o Pica-Pau e planejando de todas as formas derrubar a forma de governo que imperava pelo Mundo Celestial.

Sendo amigo de Shiva, uma Deusa com voz de homem, mas que é um homem mesmo (ou uma mulher? Ah, sei lá, ainda não descobri e nem quero), traiu Vishnu petrificando-a em pedra, sem falar que trouxe um dos oito guardiões dela para o seu lado, sendo este o Gai, o Rei Yasha. Tendo somente um ao seu lado, não demorou muito para que outros passassem para o mal sem saber, ficando ele no comando de todo o Mundo Celestial por alguns episódios. Depois que a sua máscara cai, acaba sendo derrotado pelo protagonista (claro!), sendo que isso resulta na despetrificação de Vishnu e na momentânea paz para o local, até Shiva aparecer e acabar com a graça da coisa. Sim, ele morreu, mas antes de morrer se arrependeu de tudo, tal como todo vilão que fica bonzinho antes da morte.


Poderes:

  • Vishnu Horadara Kisha Bazara Handara Unhata (Técnica Fantasma do Imperador do Trovão): Macumba petrificadora que funcionou facilmente numa deusa, sabe-se lá como. Esse golpe serve para petrificar divindades e comandar o mundo que elas governam em seu lugar. Muito útil isso;
  • Naumaku Sanmanda Bazaradan Tarata Indora Aria Han (Rajada do Imperador do Trovão): Imitação dos dois golpes de Saga de Gêmeos. Primeiro vem a Outra Dimensão que joga o inimigo longe, e depois o adversário toma uma Explosão Galáctica na fuça. Funciona muito bem de primeira, mas depois não pega mais.

[editar] Shiva

A Deusa (ou Deus, sei lá) Shiva, representando a Destruição.

Cquote1.pngExperimente também: Hermafrodita Cquote2.png
Sugestão do Google para Shiva
Com um corpo de zagueiro da Seleção Brasileira, um olho a mais na testa (mas que só se abre quando está muito puta) e ideias diabólicas de dominação mundial na mente, Shiva é a Deusa da Destruição Hindú (sendo que, na mitologia verdadeira, ela deveria ser um homem e não uma mulher, como aparece no anime, se é que "aquilo" se pode chamar de mulher). Desenhada como uma total sapatão (ou travesti sei lá, já que, mitologicamente, ela deveria ser um homem mesmo) quer porque quer destruir o Mundo Celestial do qual foi expulsa há dez mil anos atrás (no tempo do nascimento de Dercy Gonçalves, ou bem depois disso) e deseja o lugar de Vishnu no controle do local.

É revoltada com tudo e com todos, pois era zuada na escola pelos coleguinhas por ser muito feia e ter voz de macho, além do bizarro terceiro olho na testa. Como todo ser malévolo, arquiteta de tudo para tirar o lugar de sua parente distante, Vishnu, no controle do Mundo Celestial, sendo tudo isso sem sucesso. Acabou sendo derrotada no final pelo poder do protagonista, que a ownou facilmente, como se tivesse lutando com um simples mortal portador de necessidades especiais. Não conseguindo o seu objetivo no final, como todo vilão, prometeu se vingar e voltar algum dia aí, coisa que ela pode fazer, já que os deuses hindus não morrem e sempre retornam em forma de avatares.


Poderes:

  • Vide o de Vishnu, ou seja, fazer tudo o que os outros fazem e mais um pouco, sem precisar falar aquele bando de palavras enormes e que ninguém entende.

[editar] Tríade do Demônio

Cquote1.pngExperimente também: Chamar um Exorcista Cquote2.png
Sugestão do Google para Tríade do Demônio

Da tríade toda, o Google só tem uma imagem do Kundalini. Puta falta de sacanagem isso.

Com um nome desses, é claro que não poderiam ser nada mais e nada menos do que os vilões do anime. Ressuscitados por Mestre Indra, eles lutaram na última guerra e (claro) foram derrotados (se não, não estariam sendo ressuscitados), tendo uma segunda chance para se redimir, tentando, pelo menos dessa vez, vencer os oito guerreiros celestiais (oito contra três? deve ser fácil!).

Na falta de vilões que realmente fossem lembrados no decorrer do anime, eles foram os únicos que ressuscitaram duas vezes em uma mesma temporada, sendo uma delas por Mestre Indra e a outra com a ajuda de Shiva (se bem que, nessa segunda reencarnação, somente um membro da tríade acabou voltando, ou outros dois foram esquecidos mesmo, já que eram pouco importantes). São eles:

  • Kundalini de Akumamyou

Cquote1.pngVocê quis dizer: O primeiro a morrer é sempre fracoCquote2.png
Google sobre Kundalini de Akumamyou

Um loser que morreu com a conhecida Formação Mandala, um jutsu poder foderoso dos protagonistas que juntam os seus golpes em um único só (apesar de dispararem os ataques separadamente), um grande plágio descarado da Exclamação de Athena dos Cavaleiros de Ouro do anime plagiado, mas tudo bem.

Apesar de muito forte (afinal, uma tonelada de músculos não seriam só para preencher o Shakit), não conseguiu resistir ao poder de dos quatro, que tiveram a sua força aumentada com o (quase) sacrifício de Rakesh, que banhou-se em uma fonte para que a energia deles fossem restauradas, mas que, em troca de poder, levaria a vida dela (mas como ela também é protagonista, além de gostosa, e importante na trama, a coisa acabou não funfando e ela ganhou o poder para dar a eles e sem nem morrer pra isso).

  • Poderes:
  1. Nenhum Mantra (Emissários do Demônio): Golpe que cria uma lava em forma de serpente. Muito útil para capturar inimigos que se escondem;
  2. Un Kirih Kirih Dakarah Un Ran (Tentáculos de Fogo): Quase a mesma coisa que o de cima, só que mais foderoso (ou não). Funciona como os "Tentáculos do Verme" de Raimi de Verme;
  3. Naumak Sanmandah Bazaradan Rah Kiri Kih Un Ratah Ran (Ondas Ardentes): Ele nem teve tempo de terminar esse poder e foi logo morto (também, com um nome desses).

  • Trairah de Gosanzemyou

Cquote1.pngVocê quis dizer: A que realmente fez alguma coisa na Tríade do DemônioCquote2.png
Google sobre Trairah de Gosanzemyou

Trairah, a malvadona hentai do anime.

Mais uma hentai, só que agora fazendo parte da trupe dos vilões. Trairah, assim como o nome já diz (sem falar do fato que se trata de uma mulher, mas vamos ignorar tal coisa óbvio), é diabólica e mentirosa, sem falar que é uma das mais fortes da tríade, apesar de não receber o destaque que merece, já que se trata de um anime machista. É parente distante da Ino Yamanaka e Deidara, já que possuem o mesmo corte de cabelo com a bendita franja gigantesca tapando um dos olhos, sabe-se lá porque.

Foi a única que realmente ownou o protagonista Shurato, coisa que nenhum outro da tríade fez tão bem, teletransportando o cara de volta para à casa do caralho Terra e apagando a memória do menino sobre o Mundo Celestial, seus amigos e tudo mais que ouvesse por alí.

Mas, como o bom protagonista que é (e para manter o clichê animístico), ele acabou se curando de sua amnésia e comprando uma passagem de volta para o Mundo Celestial de novo, sendo que, dessa vez, é ele que owna a gostosa, fazendo-a voltar à forma humilde que merecia (em suma, matou a pobrezinha, coitada).

  • Poderes:
  1. Oun Sombani Somba Un Bakala Un Hatta (Névoa de Sohma): Ela cria um poder de Suiton em forma de gotículas que, ao entrar em contato com a pele do inimigo, o deixa mais gordo, vê-se isso pela incapacidade deles se mexerem quando estão sobre esse golpe, por se sentirem mais pesados;
  2. Naumaku Sanmandah Bazaran Sunbari Zunbah Souwakah (Mil Tiros da Serpente): Utilizando-se do poder de seu cabelo chapado, ela atira os seus próprios fios de cabelo que são afiados que nem espinhos contra os adversários. Somente uma tesoura é capaz de cortar o efeito de tal poder;
  3. On Handa Karushituzah Un (Poder da Transmigação): Foi com esse poder que mandou Shurato de volta para a Terra, através de criação de uma planta carnívora que o engole. O erro desse poder é que ela não o mandou junto com Gai, o que fez com que Shurato voltasse ao Mundo Celestial somente pelo cara! Vacilou a menina.

  • Akalanata de Fudoumyou

Cquote1.pngVocê quis dizer: O cara que consegue ressuscitar mais do que um protagonista?Cquote2.png
Google sobre Akalanata de Fudoumyou

Akalanata de Fudomyou, a cada vez que reencarna volta mais foderoso. Infelizmente ele sempre morre da mesma forma desgraçada.

Esse sim fez um pacto com o Capeta e voltou ao anime mais do que qualquer um outro personagem. É o mais forte da trupe, sendo que ninguém parecia conseguir vencê-lo, já que ele conseguia dominar o golpe de qualquer um dos fracassados guardiões que fossem ao seu encontro. Também foi um combatente da guerra que ocorreu a Dez Mil Anos Atrás, sendo o responsável pela morte de vários guardiões.

Akalanata com os Shakits de seus amigos unidos ao seu. Fico pensando se isso não pesa no corpo dele, parece destaque de escola de samba.

Para mostrar um pouco mais do seu poder, ele é o único que pode pegar a armadura o Shakti de seus amigos e foder fundir ao seu, ficando com uma armadura mais pesada ainda, só que bem mais foderosa. Ryoma, o Rei Dragão, é o único que conhecia o seu ponto fraco, tendo em vista que foi o seu antepassado que matou Akalanata. Sabendo disso, conseguiu derrotar o cara, porém, seu golpe era como o Último Dragão de Shiryu de Dragão, em suma, ele morreu junto com o tiozinho. Com o surgimento de Shiva ele volta a vida (o Akalanata, não o Ryoma), mas ele acaba morrendo de novo graças aos cavaleiros guardiões que já tinham manjado dele uma vez.

  • Poderes:
  1. Nenhum mantra (Telecinese): Dando uma de Jean Grey, ele se utiliza de telecinese para atacar os seus amigos com pedras, prendê-los invisivelmente ou coçar a bunda sem usar as mãos, somente a mente;
  2. On Bubobah Souma (Luz do Passado Perdido): Um genjutsu, muito útil para iludir otários, mostrando para os inimigos coisas que aconteceram no tempo em que sua mãe era virgem, há dez mil anos atrás, somente para distração;
  3. Mesmo mantra do adversário (Cópia do mantra do adversário): Usando o seu Sharingan "ctrl+C"-"Ctrl+V" do seu teclado, ele consegue copiar o golpe de seus inimigos e lançá-los de volta com uma força bem maior;
  4. Naumaku Sanmandah Bazaradan Sendah Makalu Shadah Sohatayahaa Un Ratah Kahaman (Tríade Unida do Demônio, mantra de unificação dos shakitis da Tríade): WTF? Precisa explicar alguma coisa? Ok, esse golpe é usando para unir o Shakit de Akalanata com os de seus amigos mortos;
  5. Naumaku Sanmanda Bazaradan Kahan (Explosão de Fogo do Inferno): Cruz credo! Esse é o golpe mais foderoso dele, usando para ownar todos quando está com o seu Shakit fundido aos de seus amigos. É uma bola de energia tão grande quanto o Shinra Tensei (só que faz menos estrago).

[editar] Os finalmente

Uma prova de que Shurato estava tentando ganhar espaço se aproveitando da imagem de Cavaleiros do Zodíaco na mídia.

É claro que sendo de tão baixa categoria, o anime não poderia ir para frente, ainda mais com tanto sucesso de "cavaleiros com armaduras" estourando pelo mundo, ainda mais com animes de guerreiros que protegem deuses pululando pelos quatro cantos, quase todos os animes que nasciam seguiam essa nova tendência. Na boca do povo, Shurato estava sempre em última posição, perdendo vergonhosamente para os animes Saint Seiya, Dragon Ball, Fly, o Pequeno Guerreiro, Super Campeões, Sailor Moon, Guerreiras Mágicas de Rayearth e até mesmo Pica-pau, que nem um anime é, mas pelo menos tinha mais audiência que ele nos horários de pico.

O protagonista usando uma Armadura de Ouro um Shakit diferente, sendo este pertencente a Brahma, não a cerveja, mas sim ao Deus Hindu.

Com essa baixa, o anime não conseguiu passar dos seus 38 episódios (eu ainda acho que foi muito), além de alguns OVAS que foram realmente uma ova com relação à originalidade, enredo, participação dos personagens na trama e, principalmente, lógica, já que tudo começava com uma coisa sem pé nem cabeça, uma luta do bem contra o mal tinha início e tudo ficava na santa paz de Vishnu no final, como se nada tivesse acontecido, como em uma vez que Shurato ficou tomado pelo Sohma Afrodescendente, acabou doidão e voltou ao normal sem nem sequer ser morto ou algo do tipo, pelo menos para animar um pouco.

A Saga de Shiva, que deveria ser tão longa quanto a Saga de Hades, acabou não durando nem um DVD pirata completo, além de que o Deus ainda perdeu uma boa parte dos seus seletos guerreiros, que deveriam ser mais de oito mil cem, como o enredo sugeriu no começo e, no final, só apareceu alguns miseráveis que nem davam pro gasto, além dele ter de ressuscitar alguns outros caras que morreram para poder dizer que tinha um exército forte para vencer Vishnu. Pows, se os caras morreram por serem fracos, porque eles seriam fortes depois de serem ressuscitados? Isso não tem nada haver, mas foi assim que acabou acontecendo.

Com tantas mensagens subliminares presentes, não é de se acreditar que tal anime não passasse de um yaoi disfarçado.

Não vou negar que utilizar a Mitologia Hindu para fazer um anime foi uma boa ideia, mas colocar aqueles deuses andróginos como protagonistas foi realmente pegar pesado. No hinduísmo, nenhum deles é mulher de verdade, pelo menos não os três principais. Vishnu é um homem, Shiva é um homem e Brahma é uma cerveja um homem também (apesar dele nem sequer aparecer), como eles se reproduzem não vem ao caso. O criador do anime ainda tentou fazer com que o protagonista mudassem um pouco de seu Shakti (tal qual o Seiya vive variando a cada nova saga), mas realmente, colocar uma Armadura de Ouro como substituta não foi das melhores ideias, mesmo que tal roupinha tenha sido usada por Brahma há dez mil anos atrás (oras, o deus morreu usando aquilo lá, não é meio grotesco colocar o protagonista com a mortalha de um outro cara? isso é bizarro).

Bom, dos males o menor, pelo menos o anime acabou e hoje só resta baixá-lo na internet e acompanhar tal coisa bizarra, caso você queira passar seus dias lamentando depois por gastar sua banda larga baixando tal bagaça. Geralmente os otakus fazem isso sem se importar com a crítica, apesar da mesma ter total razão em esculachar tal anime, que realmente foi uma perda de tempo, de dinheiro e de pensamento, afinal, não deve ter sido fácil pesquisar no Google cada um dos significados daqueles poderes para colocar no desenho, ainda mais com a qualidade que era o Google naquele tempo (se hoje ele não é aquelas coisa, imagine como era no passado).

[editar] Curiosidades

Vishnu deu a sua bunda bênção a esse artigo. Bom para ela, já que o mesmo a promove.
  • O anime faliu, assim como a emissora em que ele era apresentado, já que o mesmo não conseguiu superar Cavaleiros do Zodíaco em nenhum momento;
  • Tudo se deve ao fato do baixo ibope que a joça toda tinha (estou falando tanto da emissora quanto do anime), que não colaborou com a propagação da Mitologia Hindu;
  • Ela não pagou nenhum copyright para os Cavaleiros do Zodíaco, apesar da cópia descarada que eles tinham feito, somente por ter mudado o nome de alguns personagens;
  • Na falta de carros, os Shakts ainda podiam ser usados como veículos de transportes de cargas, algo muito útil para quem não corre na velocidade da luz, como os Cavaleiros;
  • Esse anime é o único que mostra deuses morrendo, sendo que os mesmos ainda são os protagonistas e tem os seus postos ocupados por mortais;
  • Nas OVAS do anime percebe-se que a grana estava curta, haja visto que a qualidade da imagem do anime estava igual a dos desenhos do Thor, em que somente a boca do personagem mexe e o corpo fica parado;
  • Shiva devia ter por volta de 12 Cavaleiros de Ouro guerreiros (parecido com os 8 de Vishnu), segundo consta no enredo, mas com a falta de grana somente 3 apareceram (e olhe lá, por pouco não aparece nenhum);
  • No final da Saga de Shiva, vê-se que a qualidade já estava mais do que podre, os efeitos precários e os personagens mais sem graça do que de costume;
  • Ainda bem que esse coisa acabou mesmo.

[editar] A musiquinha inesquecível

Notasmusicais.jpg

Com relação à animes com musiquinhas de aberturas inesquecíveis, Shurato só perde para a música de abertura de Fly, o Pequeno Guerreiro com o seu Cquote1.png Fly, Fly, Fly, quero a paz que o inimigo destrói... Cquote2.png, que marcou muita gente. Veja a música na versão brasileira e completa. Você também pode adquirir o CD, se quiser...


Shurato - Tema de Abertura

Essa musiquinha é contagiante. Relembre dela você também...

On-shura-sowaka
O espírito desse herói
Viaja para o futuro
Shurato, tente a verdade encontrar!
A amizade que havia na Terra,
Ameaçada pelas forças do mal,
Existe guerra no mundo celestial
Vença sua tristeza, Shurato,
Lute contra esta escuridão,
O sol nascente, tinge o céu,
E aquece a Terra com seu calor!
KEEP ON SHINING, SHINING, quero ver brilhar
KEEP ON SHINING seus olhos
KEEP ON SHOOTING, SHOOTING, quero ver vencer
KEEP ON SHOOTING o amor
Lute com emoção! Shurato!

[Toca Ae Dj \0/]

[editar] Ver também

60px-Bouncywikilogo.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Shurato.

v d e h
Este artigo fala sobre um anime.


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas