Silvianópolis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Silvianópolis (antiga e eterna Santana do Sapucaí) é um "município" brasileiro do estado de Minas Gerais, segundo fontes da wikipédia.

História[editar]

O arraial de Santana do Sapucaí surgiu com a exploração de jazida às margens do rio Sapucaí, em meados do século XVIII, tendo sido a expedição de D. Francisco de Souza quem desbravou a região (dizem que chegou naquelas bandas para inaugurar a primeira linha de leite na região... este negócio de jazidas, isso é puro marketing, até parece que existia ouro no Brasil inteiro...).

Como grande leva de mineradores foram atraídos para o local, o governador de São Paulo nomeou um guarda-mor para a região, seguindo-se um período de disputas de terras entre autoridades de São Paulo e de Minas Gerais (por este fato muitos santanenses, até ahoje se acham paulitas).

No ano de 1832 é criado o distrito de Santana do Sapucaí e, ao ser elevado à categoria de município, aí começou a palhaçada toda, surgiram os primeiros políticos e a merda começou.

Surgiu Silvianópolis e todos se importam mesmo... Na verdades é uma cidade adorada por todos quem convivem la.

Há décadas, Silvianópolis não busca o progresso, viu cidades vizinhas evoluírem, enquanto ele permaneceu parada no tempo, este fato é facilmente explicado por existir um NÓ, no meio do seu nome, sendo assim, deixando de crescer.

Geografia[editar]

Por incrível que pareça, Silvianópolis existe no mapa.

População[editar]

A população da cidade varia muito, pois tem gente que é de lá, mas insiste em falar que é de Pouso Alegre, São Paulo... portanto o IBGE não conseguiu fazer uma contagem que se aproxime da realidade.

Estima-se que vivam em Silvianópolis cerca de 80 pessoas, só que este número aumenta muito em épocas de eleição... O povo comparece em peso, os eleitores são fiéis.

Idioma[editar]

90% utilizam da fofoca 10% utilizam o português

Hidrografia[editar]

1 Rio permanente - Sapucaí

Tem também o Lago dos bandeirantes (Tanque) o qual somente no verão é visitado por ilustres aterradenses, o qual trazem muito dinheiro para o comércio local, sobre o tanque, dizem que já houve várias mortes por lá, para a população de Silvianópolis o Tanque é mais famoso que o loch ness (Lago Ness).


Festas[editar]

Lá é difícil pois 95% da população é idosa, reclamam, chamam a polícia, você pode ser multado ou até ir no fórum.

Festa do Rosário onde particularmente é a unica festa boa e uma das melhores da região, mais também assolou com os problemas burocráticos da prefeitura (picuínhas) e já estão até desligando o som devido aos moradores reclamarem da lei do silêncio, mesmo sendo que está festa está há mais de 200 anos em nossa cultura, não abrem a mão pelo menos uma vez por ano em entreter os mais jovens

Carnaval A beira das margens do Tanque, há um palco com "grandes" bandas de axé, onde mesclam muita gente bonita da população local e suas cidades vizinhas como Turvolândia, Careaçu, Pouso Alegre (Aterrado, São João), São João da Mata e Espirito Santo do Dourado, há animação, fogos e muita, mais muita briga, vale a pena conferir.

Reveillon Este ano é previsão de chuva, se por um milagre não chover, está sujeito a chuva de champagne cereser pelos manos.

Litoral[editar]

Caso você queira ir a praia (não Espírito Santo do Dourado) e queira encontrar os Santanenses, é só ir até Ubatuba que se ira se divertir muito com os Santanenses.

Pontos turísticos[editar]

Bar da Rô Bar do Tilio Bar do Douglas Bar do Tião Mélha Bar do Marquinho ah...tem o bar do jorge que só abre em feriados prolongados. o bar do mozar que tem um pastel com pinga muito bom