Simonésia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Simonésia, cidade das mulheres com bigode e do mato.

Simonésia é uma cidade chata pra caralho que ninguém em Minas Gerais conhece, estado onde supõem-se que essa cidade fique. Simonésia possui um dos nomes mais grotescos que se pode encontrar em Minas Gerais e também prova que você pode pagar 12 reais mais uma bala mascada para fundar uma cidade.

História[editar]

Na época da corrida do Ouro que não existia no Brasil (se um dia existiu deve ter acabado nos dois primeiros dias de limpa) dois exploradores acabaram gastando 10 anos de sua vida, 10 anos que poderiam estar transando, comendo, viajando, conversando com a família, batendo Punheta na beira de um rio de garimpeiros.

Esses exploradores e garimpeiros eram os futuros fundadores de Simonésia, como eles queriam gastar as mágoas em algo eles decidiram espalhar um boato de que acharam um rio que jorrava Ouro líquido transparente, o nome para isso era "Água". Um grupo de caipiras e analfabetos se reuniram e foram atrás desse ouro.

Como o ouro era muito bonito para eles, ficaram por lá só protegendo o Ouro. Esses caipiras que até hoje estão protegendo o Ouro são os habitantes de Simonésia que estão defendendo a honra inexistente da cidade, assim como a economia, a cultura, a política...

A cidade se emancipa em troca de uma folha amassada com o abaixo-assinado para a emancipação e por um Boquete feito pela mulher com o bigode mais bonito de Simonésia. O juiz deixou o boquete para a próxima devido a achar que um boquete de alguém com bigode poderia comprometer sua sexualidade.

Nome[editar]

Caminho para Simonésia.

O município tem o nome da mulher do prefeito. Como o primeiro prefeito de Simonésia sabia que uma cidade daquelas não ia longe deu o primeiro nome que veio a cabeça para a cidade. Simonésia era o nome da mulher gorda e feia que ele via todo dia de manhã ao seu lado. Na visão da mulher, ela via um Corno, igualmente gordo e feio, sem metade dos dentes na boca.

Até hoje, o primeiro prefeito da cidade é considerado um cidadão ilustre, símbolo do cidadão de Simonésia. Enfim, ele deu o nome para dar uma homenagem à mulher, que em troca deu a ele um secretário homem, para que as rédeas do marido continuassem curtas. Seja como for, isso não evitou que o prefeito pulasse a cerca com o seu secretário.

Devido a essa origem ser muito desonrosa, a atual prefeita, Marinalva, uma Vaca de um fazendeiro local que é "o maior fazendeiro de Simonésia", inventou uma segunda origem em que revelava que o nome veio do latim de "São Simão", que fica "Simones", o "Ia" é pra ficar bonitinho.

últimas notícias da cidade[editar]

Sequer um acidente de carro aconteceu na cidade, e olha que as curvas por lá são bem estreitas. A notícia mais recente é a de que a cidade se emancipou, e isso faz uns 80 anos.