Simulação

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Simulando)
Ir para: navegação, pesquisa

Simulação é quando se reproduz um acontecimento, mas também pode ser uma espécie de fingimento para esconder algo, aquele disfarçado olharzinho, por exemplo, pode ser uma simulação. As simulações encenadas, servem até mesmo para inquéritos, por isso precisam ser mais fiéis possível ao que a testemunha está dizendo e pode ser tentando reproduzir a cena descrita que melhor se descobre em que pontos a testemunha mente, inventa uma parte ou mente tudo mesmo.

Unir os elementos[editar]

Gato que detesta banana, sendo treinado para simular um macaco que estava na cena.

Para reproduzir uma cena qualquer há que se ter atores, podendo ser pessoas, cachorros, pássaros, predas etc... Havendo na cena descrita, um cãozinho e não se tendo um para atuar, pode-se pegar um primata mesmo e ele interpretar o cãozinho, tudo para que a simulação fique o mais real possível. O mesmo acontece com o contrário, se faltar uma pessoa da cena, apenas um transeunte e, os simuladores já tiverem todos ocupados, então um cãozinho treinado pode ser pago para passar na cena, abanando o rabo ou com o rabo entre as patas, dependendo de como descreverem que a pessoa passante estava, animada, normal ou com cara de bunda.

Enquanto a testemunha descreve, tudo que ela disser deve ser registrado de alguma forma, em geral com gravações. Feito isso, deve-se aprontar tudo conforme a testemunha descreveu, número de pessoas envolvidos, seus atos, a atmosfera como estava... Após esses detalhes todos, a simulação deve ser feita: Se a pessoa descreveu uma cena em um gnomo disputava com um zumbi, os miolos de um vendedor de cachorro-quente, mas quem acabou sendo atingido foi um palhaço estranho que por ali passava - isso tudo resultando na morte da esposa da testemunha que, a achou morta sem saber de nada.

Reproduzir a cena[editar]

Computador simulando a corrida até a bola de pingue-pongue o óvulo.
Simulação de um beijo na testa.

Para saber se uma cena como a descrita no sessão anterior é real ou se o marido da vítima está inventando para esconder algo, é preciso reproduzir o que ele descreveu com o máximo de fidelidade possível. Deve-se arrumar um gnomo, mas se não encontrarem, serve um anão mesmo. Zumbis, existem vários, então é fácil achar um para a simulação. Palhaço também, é o que mais anda por aí. A cena descrita por ele, pode ser algo como era uma noite ensolarada - então simulam-se as estrelas e também o sol noturno(sol noturno mesmo, não céu noturno), feito isso, começa-se a simulação. O gnomo subiu em um muro de cerca de três metros de altura e, daí pulou em cima do vendedor de cachorro-quente, fazendo voar vina pra todos os lados.

Uma das vinas voa na boca do pobre zumbi, que cospe fora, pois deve manter uma dieta restrita a miolos e, além de tudo aquela era uma horrenda salsicha de frango, sem nem ao menos um miolinho de uma galinha ou galo. Após isso o zumbi vê um palhaço, que nada feliz e longe de fazer palhaçadas ou andar saltitando, estava depressivo e o zumbi não queria miolos de alguém nessas condições. Resultado, o zumbi abriu a cabeça da esposa da testemunha para tentar comer os miolos, mas a esposa morreu e, estranhamente, fora a rachadura, o cérebro estava com tudo lá, embora esfacelado.

Após simulada essa cena, então será feita uma análise acurada para ver se o marido da vítima, não mentiu em seu testemunho, sendo observado cada detalhe, para nada passar sem análise. Os simuladores costumam reproduzir muito bem, então podem sabe em que ponto podem ter mentido. Pessoas experientes nisso, costumam saber até quando um simples sorrizinho está escondendo algo.