Singapura

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
●新加$坡$共$和国 (சிங$்கப$்பூர் க$ுடிய$ர$சு)
●The Communist-Socialist Republic of Singapore
●Sarampo Siringa Cura

Bandeira de Singapura.png Brasao de Singapura.png
Bandeira Brasão
Lema: Avante Singapura no esforço do braço humano e da mente robótica
Hino: Majulah Singapura (Até lá Singapura)
Mapsingapore.jpg
Capital Área Central de Singapura
Maior cidade A própria Singapura oras!
Língua Malaio, japonês, inglês, robótico
Tipo de Governo Ditadura Tecnológica Degradante
A Máquina Satan Goss
Heróis nacionais Lord Zedd
Independência Robôs subjugaram os japoneses em 1965
Moeda Porcas e Parafusos
Religião Agnosticismo
População 4.000.000 de escravos e 10.000.000 de robôs
Área Abra os braços. Singapura é desse tamanho (1% de água)
Analfabetismo 0%
PIB per Capita 300.000 USD/hab.
IDH 0.89
Fuso Horário Robôs não medem tempo
Clima Degradação ambiental
Site do Governo Não possuem, para não correr o risco de pegarem vírus
Cquote1.png Você quis dizer: Brasil ao contrário? Cquote2.png
Google sobre Singapura

Cquote1.png Pinga pura? Cquote2.png
Velha surda sobre Singapura

Singapura (Siringa Cura) foi um trechinho de terra que o Império Malaio vendeu para terroristas da Al-Qaeda e mafiosos de Hong Kong. Singapura é conhecida como único shopping do mundo que é considerado país e também como o único país no mundo governado por robôs.

História[editar]

Antiguidade[editar]

Há 15.000 anos atrás quando aliens construíram as pirâmides no Egito e fizeram os desenhos estranhos em Nazca, eles se interessaram pela Península Malaia (informalmente Pênis Asiático) e construíram no local um grande centro de divertimento alienígena, e para se isolarem dos humanos (que na época ainda não sabiam nadar nem navegar), arrancaram esse espaço do continente fazendo dele uma ilha.

Sultanato de Jahore[editar]

Quando o tsunami atingiu o local, dizimou a população de ETs da região e deixou apenas suas ruínas e uma paisagem pantanosa. Nesta época a Singapura se tornou uma possessão do sultanato de Jahore.

O primeiro humano a pisar na ilha foi Sang Needa Nudda Nalala Onion Peeler, um mercador (agiota) da Indonésia que navegava na região e descobriu o local. Na ilha foi fundada uma vila que naturalmente acabou com o espaço da minúscula região.

Companhia Britânica das Índias Orientais[editar]

A Inglaterra certa vez em 1942 declarou que Singapura pertencia à Gloriosa Coroa Britânica, ninguém reclamou então ficou por isso mesmo.

O Japão durante a Segunda Guerra Mundial vendo nas ruínas de Singapura uma ótima opção de avanço tecnológico, conquista as ilhas e funda nelas um grande complexo tecnológico ao estilo japonês para produzir robôs em massa. O que os japoneses não esperavam era que os robôs iniciassem uma revolução e tomassem conta da ilha, criando uma utopia no local e proibindo a entrada de humanos no local.

Independência[editar]

Os robôs que os japoneses construíram no local, entraram no clássico paradoxo de Asimov e armaram uma revolução e conseguiram a independência em 1965. Posteriormente estes robôs foram destruídos por uma tecnologia superior, os Gundams, e os humanos puderam voltar a residir na ilha, uma mistura de chinês com cingalês que os malaios odeiam o cheiro, chamados de singapurianos.

Fatos recentes[editar]

Presidente e comandante de Singapura.

Nada de muito interessante aconteceu, apenas em 2008 o país quase faliu devido à crise econômica mundial, mas o comércio de pâncreas mecânicos salvou a economia do país.

Geografia[editar]

Singapura é uma ilhota menor que sua casa que possui um conglomerado de arranha-céus uns em cima dos outros que despejam diariamente sem parar porcarias no mar que os circundam e lançam poluição no ar que respiram.

Demografia[editar]

Singapura é uma cidade do futuro, habitada por robôs que escravizam humanos, carros flutuantes e muita sujeira e ferro-velho.

Subdivisões[editar]


Cultura[editar]

A Singapura veio a se tornar conhecida graças às suas singularidades culturais, como o fato dos humanos terem componentes cyborgs em seus corpos, e a proibição completa e absoluta de venda de chicletes pois podem grudar nas solas de sapato, fazer você tropeçar, cair de testa na quina de um banco de praça e morrer de traumatismo craniano.

Flag-map Singapura.png Singapura
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografiaEconomiaCulturaTurismo
Jackiechan.jpg
Ásia
v d e h

Países: Afeganistão | Arábia Saudita | Armênia | Azerbaijão | Bahrein | Bangladesh | Brunei | Butão | Camboja | Cazaquistão | China | Chipre | Coreia do Norte | Coreia do Sul | Egito | Emirados Árabes | Filipinas | Geórgia | Iêmen | Índia | Indonésia | Irã | Iraque | Israel | Japão | Jordânia | Kuwait | Laos | Líbano | Malásia | Maldivas | Mongólia | Myanmar | Nepal | Omã | Paquistão | Qatar | Quirguistão | Rússia | Singapura | Síria | Sri Lanka | Tadjiquistão | Tailândia | Timor-Leste | Turcomenistão | Turquia | Uzbequistão | Vietnã

Territórios: Abecásia | Caracalpaquistão | Caxemira | Chipre do Norte | Coreia | Curdistão | Estado Islâmico | Goa | Hong Kong | Ilhas Spratly | Macau | Manchúria | Nagorno-Karabakh | Ossétia do Sul | Palestina (Cisjordânia e Faixa de Gaza) | Taiwan | Território Britânico do Oceano Índico | Tibete