Sipuncula

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sipuncula
Só um animal desprezível
Só um animal desprezível
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Sipuncula

Sipuncula (nome que do latim significa "se auto fode") é o nome de um grupo de vermes e minhocas que de tão nojentos foram dispensados dos anelídeos e passaram a compor seu filo próprio. Caracterizam-se sobretudo por seu formato nojento de pênis murcho purulento (embora alguns biólogos mais puritanos gostem de dizer que se parece mais com um amendoim, muito embora talvez o pênis desses biólogos é que devam se parecer com um amendoim para não conseguirem perceber o formato mais óbvio nesses vermes indecentes). O fato destes animais estarem num filo separado é que não apenas são meros vermes em formato de genitais murchas (como os hemicordados) mas os sipunculas além de serem uma pica, ainda possuem uma boca em formato de pica, tipo uma pica da pica, o que os torna animais únicas e distinguíveis de todos os outros filos (embora ainda existam biólogos teimosos que afirmem que estes animais são meros anelídeos).

Apesar de toda repulsa que estes animais naturalmente causam em qualquer humano, em países com excesso de gente e pouca área para criar bois, como Vietnã e Filipinas, os sipunculas são apreciados gastronomicamente: Grupos desses animais podem ser fritos, torrados e depois resfriados, para depois serem revendidos com o nome de um produto chamado Miojo sabor Frango Assado com Toque de Limão.

Anatomia[editar]

Possuem um corpo bem simplificado, como é de se esperar de qualquer verme sem importância, os sipunculas consistem de apenas um tronco molenga e maleável que pode muitas vezes apresenta-se em formato de pênis murcho, saco escrotal depilado, minhoca não-segmentada ou amendoim nojento apodrecido, embora possa ainda surgir em vários outros formatos. Este corpo é oco e pode ser facilmente esmagável por qualquer ser humano sádico o suficiente. Visivelmente são apenas minhocas que vivem no fundo do mar, só não vê isso quem não quer.

Na sua anatomia, vale ressaltar, destaca-se uma estrutura singular chamada de "introverte", que é considerado o mais versátil cu do mundo animal, pois é capaz de se esticar quase que o dobro do tamanho do animal quando o tesão está muito grande. Qualquer sipuncula consegue facilmente fazer um beijo grego em si mesmo, ou enrolar o parceiro no próprio ânus, enfim, as possibilidades de fetiches são imensas, o que tornam esses animais ainda mais repugnantes, algo que gostam de ser, pois não parecem se ofender quando chamados de nojentos inúteis desprezíveis (há um toque de masoquismo nisso, mas nunca saberemos os reais interesses de um sipuncula).

Acerca de sua alimentação, são sobretudo comedores de merda e coisa podre, pois é o que o seu sistema digestivo simples permite, composto apenas por um ânus, o esôfago, um interior oco (celoma) e o mesmo ânus por onde se alimentou que também excreta. Não possui qualquer necessidade biológica de alimentar-se, faz refeições apenas para não precisar fazer fotossíntese e manter-se no reino animal.

Habitat[editar]

É um verme inútil e desprezível, portanto vive nos lugares mais sem importância da Terra, que é no meio do lixo das área rasas dos oceanos, no meio de conchas velhas, cocô de peixes e outros detritos. São todavia bem conformados e nunca se viu qualquer iniciativa de algum deles de sair dali.

Classes[editar]