Sistema de Cotas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Alien.gif
T O P | S E C R E T |!
Alien.gif

Atenção! Este artigo é sobre uma teoria conspiratória, então tome cuidado com o conteúdo que estiver lendo.

Enquanto isso, o exército americano está se comunicando com ETs.

Night creature.JPG Sistema de Cotas surgiu das trevas!!

E está aqui pra puxar seu pé!

Puro osso.gif
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Sistema de Cotas.
A origem do sistema de cotas.

O Sistema de Cotas, mano véio, é um sistema maquiavélico criado pelos branquelos do PT (que na verdade são a Zelite e o PiG disfarçados de comunistas)[1] para fazer negões da jeba grande pegar cada vez menos mulheres por meio do aumento do tamanho de seus cérebros e consequente diminuição do tamanho de suas bengas, mano!

Histórico[editar]

A ideia das cotas foi inicialmente desenvolvida por branquelos que perceberam que os negros pegavam cada vez mais mulheres por razões bastante óbvias. Sempre gerou escândalo entre os branquelos o fato de cada vez mais seus filhos nascerem digamos... bronzeados, o que gerava uma certa coceira na testa dos maridos brancos.[2]

Com isso foi iniciado no Governo do FHC o Plano de Cotas, mas como havia muita inflação, houve um preferência maior por controlar os preços do que por pegar mulher,[3] e por isso o Governo deu preferência ao Plano Real.

Com a inflação sob controle, a Zelite de Esquerda resolveu finalmente implementar o plano de diminuir o tamanho das bengas dos negros e assim aumentar a atividade sexual dos brancos. Mas como fazer isso? Veja a explicação abaixo.

Explicação[editar]

Como fazer a diminuição das bengas? Obviamente isso não seria uma tarefa fácil. Obrigar milhões e milhões de manos a fazer uma cirurgia para diminuir o tamanho da piroca[4] obviamente não iria dar certo. Pior ainda, fazer isso de graça pelo SUS: esse plano obviamente iria terminar no dia de São Nunca.

O Governo reuniu então diversos especialistas em Economia, Física, Biologia, Antropologia, Psicologia Reversa, Populismo, entre outras merdas, para descobrir uma forma fácil de diminuir o tamanho do pau dos negões sem na verdade... mexer no pau deles. Deveria ser feito algo de forma indireta, e de jeito que no final o Governo viraria o bonzinho da história.

Após um violento brainstorming, o Governo resolveu que iria aumentar o tamanho do cérebro dos negros por meio da pior tortura existente, ou seja, por meio do estudo. Assim, o Governo obrigaria cada vez mais negros a entrar de forma forçada nas universidades por algo denominado Sistema de Cotas. Surgiu assim o Plano Diretor da Reforma da Anaconda Enegrecida, o famoso PDRAE, plano este fortemente influenciado pelos ideais japoneses da Piroca Mínima.

Com mais negros na universidades, diminuiría o interesse deles por sexo. Isso é fácil de se constatar. Por exemplo, imagine que nesse semestre você tenha que estudar, por exemplo, Cálculo IV ou Termodinâmica III. Obviamente a última coisa em que você vai pensar durante esses seis meses é em sexo. Imagine que amanhã você fará uma prova de Álgebra Linear II ou de Análise Real, apenas imagine... Com isso até a benga do Motumbo encolhe ao nível japonês, que é como o teu pau está agora, pode ter certeza disso.

Além disso, o fato de os filhos irem para a faculdade vai soar bem para as mamães negras.[5]

Com isso, pela teoria de Evolução, a cada dia mais o pau dos negros vai diminuir com o passar das gerações. Assim, aumentará a demanda pelo bem pau dos branquelos,[6] diminuindo a demanda pelo bem pau dos negros,[7] pois são bens substitutos perfeitos. Assim, haverá a valorização do pau branco e desvalorização do pau negro no mercado de divisas internacionais.

Dessa forma, os branquelos conseguiram o que queriam, inclusive fazendo com que diversos afrodescendentes defendessem essa forma de discriminação reversa.

Notas

  1. Uma imagem vale mais do que mil palavras.
  2. Ninguém diz, mas todo mundo sabe que mulher gosta mesmo é de uma banana bastante generosa.
  3. Afinal mulheres gastam muito dinheiro, e, portanto, são um componente importante da inflação de demanda.
  4. PQP! Só de pensar já doeu!
  5. Só para as mães o fato de os filhos irem para a faculdade é algo bom, pergunte aos filhos se eles realmente gostam de estudar para a prova de Trigonometria III.
  6. Deslocando a curva de demanda do pau branco para a direita.
  7. Deslocando a curva de demanda do pau negro para a esquerda.