Sistema sensorial

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma flamewar entre os sentidos.

O Sistema sensorial é o sistema dos sentidos, ou seja, por onde nós percebemos o mundo ao nosso redor, além de ser o sistema mais limitado do ser humano, visto que existem animais com sistemas muito mais avantajados , portanto, apurados que dos humanos. São com estes sentidos que percebemos o mundo ao nosso redor, e que usamos diariamente para as mais variáveis finalidades, geralmente para prazer próprio.

Sistema Nervoso[editar]

O verdadeiro vencedor do flamewar acima.

Antes de começar a falar dos sentidos, vamos dar uma passada no sistema nervoso, não apenas para ficar enrolando você, mas para mostrar a importância desse sistema para o sistema sensorial. Como todos sabem, é o cérebro que está atrás de tudo! Por mais estúpido que alguém possa ser, não há como negar que até o cérebro desses debilóides é capaz de fazer coisas fantásticas. Algum dia o seu professor calvo de Biologia te fez uma pergunta, atrapalhando a sua tentativa inútil de cantar o/a colega por quem você era extremamente apaixonado. Assim ele te disse:

Cquote1.png Com o que você enxerga, Manolinho? Cquote2.png
Professor de Biologia

Assim você respondeu com uma certa arrogância, todo exibido e cheio de cena:

Cquote1.png É com os olhó, psor! Cê pensa que eu sô idiota pra me perguntar uma droga dessa! Cquote2.png
Você

E aí você cai fatalmente na pegadinha do professor, que replica:

Cquote1.png Errado! Você enxerga é com o cérebro! O seu olho serve apenas como uma lente para captar as imagens e as transmite para o cérebro! NOTA ZEROTrollface2.jpg Cquote2.png
Professor de Biologia

Cquote1.png Ffffffffuuuuuuu.jpg Cquote2.png
Você

Assim, além de ter virado piada em sua turma e perder de vez o respeito daquele/a garoto/a pela qual você se interessava, você descobre que todos as suas sensações são comandadas pelo seu cérebro, e que os seus orgãos que "sentem" apenas captam as impressões dos sentidos.

A Audição[editar]

Vanusa torturando os brasileiros pela audição.

Começamos falando da audição porque eu quero! pela ordem alfabética. Ouvir é aquele sentido que nenhuma criança possui, pelo menos quando está fazendo alguma malcriação. Aí vem o pai ou a mãe, e a faz ouvir de de outra forma. Seu órgão principal é o ouvido, e os sons são identificados pelos tímpanos, que são aquele negocinho que você arrisca perfurar quando coloca coisas pontiagudas dentro da orelha, como canetas e sabe-se lá o que mais. A audição, em linhas gerais, faz você ouvir as coisas (O Rly?). Se quiser você pode ficar ouvindo Restart seu Emo, e também ouvir sua mãe gritando mandando você arrumar o seu quarto, ou ouvir aqueles filhos da puta da sua rua contando as histórias mais embaraçosas ao seu respeito. O aparelho auditivo também está relacionado ao equilíbrio. Não falaremos disso aqui, porque preferimos que você leia o artigo inteiro até encontrar a parte específica que fala sobre isso.

Transtornos envolvendo a Audição[editar]

  • SURDEZ: É O TRANSTORNO QUE FAZ AS PESSOAS DEIXAREM DE ESCUTAR, NECESSITANDO GRITAR BEM ALTO PARA A PESSOA PODER OUVIR, ISSO SE O INFELIZ AINDA SE RECUSAR A USAR APARELHO AUDITIVO! UMA DAS CAUSAS DO PROCESSO DE SURDEZ NAS PESSOAS É A DE ESCUTAR MÚSICA NO ÚLTIMO VOLUME, FREQUENTAR DIARIAMENTE SHOWS DE MÚSICA E FICAR COM O IPOD NA ORELHA O DIA INTEIRO!

Formas de tortura pela Audição[editar]

Podemos dizer que torturar alguém pelo ouvido é um tanto quanto complicado, visto que existem pessoas que não só suportam músicas horríveis como também conseguem gostar delas! Por exemplo, para alguns Restart é insuportavel, para outros não. Torture alguém pela audição fazendo-o escutar musica super alta pelo fone de ouvido, ou então se aproxime da pessoa sem que ela perceba, encha os pulmões de ar, e assopre uma vuvuzela a um palmo da orelha dela.


O Olfato[editar]

Enquanto seres humanos precisam inalar cocaína para conseguirem sentir o cheiro, cães já farejam de longe.

Seu órgão principal é o nariz, isso quando você não pega uma maldita gripe e aí é que você não sente cheiro de porcaria nenhuma. Ter nariz grande não apenas não te faz cheirar melhor como ainda não atende aos padrões estéticos da sociedade. O olfato ocupa a parte mais antiga do cérebro, o rinencéfalo, cuja massa encefálica se assemelha à dos rinocerontes.

Mesmo parecendo ser o mais inútil dos cinco sentidos, o olfato é muito mais importante do que você noob pensa. Se você for burro o suficiente para sofrer um trauma e perder o olfato, nunca mais comerá direito (nos dois sentidos), sendo necessário fazer tratamento em um sanatório para velhinhos.

As memórias que incluem lembrança de odores tendem a ser emocionalmente mais fortes, afinal um peido bem dado ou o aroma daquele churrasco praticamente inacessível do vizinho, não são nada fáceis de esquecer...

Entretanto, a ausência de olfato pode ser angustiante. Durante uma gripe, por exemplo, você corre o risco de sair de casa fedendo, justamente porque não está conseguindo perceber bem os odores. Além disso, existe a inter-relação entre esse sentido e o paladar, na justa medida que problemas olfativos podem dificultar a percepção dos sabores. Aí vem aquela velha técnica de tapar as narinas quando se vai tomar algum remédio, por exemplo. Dá certo, mas pode fazer você se afogar, ficar assustado e engolir o copinho do medicamento, morrendo engasgado.

Formas de tortura pelo Olfato[editar]

Conviver com um Cascão da vida, ou consumir diariamente feijão e repolho. Outra forma muito eficiente de torturar alguém pelo olfato é a de você colocar na frente da pessoa algo que cheire muito bem, enquanto ela está presa de tal forma que não consiga saciar a vontade de comer. É só deixar ela cheirar um jantar delicioso na mesa que logo começará a babar. Todo mundo provavelmente já foi torturado algum dia com o cheiro do almoço do vizinho, ou o cheiro de aperitivos de alguma festa que fizeram próximo do seu lar e que não te convidaram.

A Visão[editar]

Pessoas com deficiência visual vêem o mundo com naturalidade.

Seu órgão principal são os olhos. É considerado o sentido mais importante do corpo humano, talvez porque senão você nunca conseguiria admirar as belezas à sua volta. Nunca espirre de olhos abertos se não eles saltarão para fora. Os estímulos luminosos penetram em células especializadas da retina, os cones e os bastonetes, e você... vê! Logicamente, as informações obtidas pela retina, que é uma mera técnica, são levadas para um órgão com curso superior, o cérebro. Entretanto, a visão humana é seletiva: você vê sua vizinha gostosa trocando de roupa, mas não vê a pilha de louças enorme para lavar na pia...

Transtornos envolvendo a Visão[editar]

Um estrábico extremamente charmoso.
  • Daltonismo: Se você sempre brigou ou fez barraco com o pintor de parede da sua casa de que ele usou a cor errada, é melhor certificar-se qual dos dois é um daltônico, que tem problemas para identificar cores. Uma advertência: daltônicos confundem apenas as cores verde e vermelho. Se você fizer piadas envolvendo outras cores, prova que você também tem um transtorno, a burrice.
  • Descolamento de retina: Pode acontecer a qualquer momento, sem você perceber... Você está caminhando na beira da praia, tomando uma água de coco e... fica cego! Não há como evitar, desista. O tratamento utilizado para corrigir o problema é colar a retina de volta utilizando Super Bonder, ou rezar para Santa Luzia, protetora dos olhos e da visão. Se preferir, pode ficar cego e sair por aí contando histórias amendrontadoras de quanto o descolamento de retina é cruelmente perigoso e inevitável.
  • Miopia: É uma deficiência que faz tudo que está longe ficar muito embaçado, assim uma palavra fica ilegível à uma distância maior.
  • Hipermetropia: É uma deficiência que te impede de ler palavras muito próximas de seus olhos, mesmo que você esteja com a cara enfiada na palavra.
  • Estrabismo: Pessoas que tem os olhos que nunca se interessam em ver a mesma coisa ao mesmo tempo são denominadas vesgas. Ao contrário dos demais transtornos, estes não necessariamente prejudicam a visão da pessoa, mas em alguns casos o vesgo precisa plantar bananeira para enxergar sem problemas.
  • Sob efeito de Drogas: Tudo fica embaralhado, cheio de flores. De repente as pessoas à sua volta começa a virar monstros.

Formas de tortura pela Visão[editar]

Depende de pessoa para pessoa. Alguns desmaiam só de ver a menina do filme O Exorcista, e outras ao ver Teletubies. É possível torturar uma pessoa igual ao Kratos, que enfiou os polegares nos olhos de Poseidon. Se a pessoa apresentar alguma fobia, fotos de aranhas, palhaços ou levar a pessoa para dar uma vista no último andar do Burj Khalifa podem efetivamente enlouquecê-la. Algumas ilusões de ótica e obras de arte surrealistas podem também causar alguma aflição. Em último caso você pode usar colírios sem autorização da vigilância sanitária e detonar de vez com o olho do infeliz. Presentear um cego com um livro ou fazer-lhe uma apresentação de slides como presente de aniversário também são formas de tortura extremamente crueis divertidas em relação à visão.

O Paladar[editar]

O principal órgão do paladar de um roqueiro.

O paladar é o sentido responsável pelas intermináveis brigas entre mãe e filho, para que este coma uma porção de jiló no almoço. O órgão responsável pela sua percepção é a língua, aquela parte do seu corpo que você prefere utilizar para outras atividades de cunho pessoal. Ela possui pequenas terminações nervosas, conhecidas pelos íntimos como papilas gustativas. Essas bolinhas estão localizadas em diferentes locais do músculo (sim, a língua é um músculo, o que você saberia caso tivesse dado alguma atenção às aulas de biologia), e esse posicionamento está relacionado ao tipo de gosto que elas são capazes de sentir.

Gosto, por sua vez, pode ser definido como aquilo que faz você ter vontade de ingerir determinado alimento, do mesmo jeito que ler a Playboy também lhe deixa com vontade de comer. Ao colocar qualquer coisa em contato com as papilas, estas cochicham ao cérebro o que elas acharam daquilo, e o rei do sistema nervoso responde, e você... sente! Fala-se em cinco gostos básicos, além da infinidade de junções que se pode fazer entre eles, como aquele arroz pegajoso da sua tia de Guaxupé, cujo sabor é indecifrável.

Gostos básicos[editar]

Típico doce, com 2000 calorias em menos de 100 gramas.
  • Doce: Esse é o gosto produzido por substâncias como carboidratos, alguns aminoácidos e edulcorantes. Ele provoca uma sensação de satisfação tão grande, mas tão grande, que é capaz de hipnotizá-lo e fazer com que você deixe de comer qualquer outra coisa apenas para saborear um delicioso quindim, até o momento em que a sua existência se reduz à ingestão descontrolada de açúcar e mais açúcar. Nada mais importa, apenas o doce... Aquele pedaço calórico, cheio de gordura e doçura, que assim como a Larissa Riquelme, faz com que você perca a cabeça... E você come, come, come... Um bombom não basta, e uma caixa deles apenas serve para sujar os dentes... Isso acontece até o dia em que um cruel e malvado médico olha nos seus olhos e diz: "você está com diabetes".
  • Salgado: O gosto salgado tem o poder de modificar e potencializar o sabor de outros alimentos, o que não significa necessariamente que o resultado será agradável, como misturar sal e leite condensado, por exemplo. Contudo, existe uma diferença entre sais e gosto salgado: nem toda substância salina é salgada, pois existem sais que são doces ou amargos. Até o sal de cozinha, se você consumir em excesso, pode ter um resultado bem amargo para você: diabetes e hipertensão. Diferentemente do doce, o sal não engorda, só não o consuma em excesso ou se afogue na praia.
  • Amargo: Se você ficar numa piscina durante muito tempo você verá que os seus dedos ficarão enrugados. O mesmo acontece com a sua língua em contato com algo amargo. Em linhas gerais, é o gosto produzido por substâncias amargas, como sabiamente nos revela a Wikipédia. É sentido pela parte posterior da língua. Se você for otário o suficiente, pode tentar sentir as papilas gustativas que sentem esse gosto, e, provavelmente, acabará vomitando um pouquinho. A maior parte das coisas amargas não foram feitas para serem consumidas in natura, sem misturar com algo doce ou salgado. Exemplo disso é o café, uma frutinha assaz traiçoeira. Seu cheiro é maravilhoso e o líquido produzido por ela é um excelente estimulante, mas comê-la pura, ou em forma de pó é uma excelente forma para desencadear um processo amplo de diarreia. Entretanto, há coisas amargas que são muito apreciadas e provocam a felicidade geral da família brasileira: as bebidas alcoólicas. A primeira cerveja pode descer amarga, talvez a segunda... A terceira já se confunde com o sabor dos petiscos... E a décima quinta desce mais doce do que doce de batata doce.
O gosto azedo do suco de limão é muito bom para fazer caretas.
  • Azedo: Nas aulas de Química, enquanto você estava mais interessado em aprender a fazer bombas de fedor e coquetéis Molotov, seu professor disse, lá em Química Inorgânica, que existem os sais, bases, óxidos e ácidos. Pois então, os sabores azedos são uma característica desse último amiguinho que citamos! Agora, seja bonzinho e teste, colocando ácido sulfúrico na boca! Em outros termos, é o sabor que faz você ficar de beicinho. Se você tomar um copo de leite e se este estiver azedo, você provavelmente vai passar a noite no banheiro. Esse é um ponto importante: o gosto ruim é um sinal de perigo, sua anta! Última informação: na sua língua, as papilas que sentem o gosto ácido e amargo estão na mesma região, próximo à ponta e no fundo (nesse momento, aproximadamente trinta e dois leitores estão lixando a língua para poder fazer a experiência do ácido sulfúrico e ver o que acontece se ele entrar em contato com o suco gástrico).


Variantes[editar]

  • Agridoce: A sua língua ficará confusa na hora de apreciar algum alimento agridoce. Geralmente o gosto fica se transformando na boca. É um gosto, portanto, assaz indeciso... Não sabe se é doce ou salgado, e, ao fim e ao cabo, acaba não sendo nenhum dos dois. É muito utilizado por restaurantes extremamente chiques, que cobram um salário mínimo por uma refeição. As misturas possíveis são muito interessantes: picanha com açúcar, cebola com chocolate e, logicamente, temos de falar da maldita uva passa, que muitas pessoas tem mania de colocar em qualquer prato salgado, especialmente em farofas.
  • Queimado: Se você colocar algo com qualquer um dos gostos citados em uma panela e levar ao fogo, deixando que a substância fique preta e grude no fundo, terá algo com gosto de queimado. De todos os sabores este é o pior. Ademais, ele é obtido apenas em momentos em que você está com pressa, fome ou muita expectativa pelo prato que está sendo preparado. Ou seja, se você for preparar uma torrada e, para economizar tempo, for passar aspirador de pó na sala, terá um delicioso prato queimado para saborear.

Formas de tortura pelo Paladar[editar]

Uma boa pimenta, aqueles chicletes que azedam na boca, pratos de péssimos cozinheiros e alimentos saudáveis em geral. Outras coisas que não tem gosto bom são eficientemente torturantes para o paladar , porque são coisas que não foram feitas para serem comidas (Ex:terra, areia, pedra, jiló, brócolis), ou dejetos dos seres vivos (Ex: urina, fezes, ranho).

O Tato[editar]

Um famoso cantor cego mostrando como o tato pode ser útil na orientação.

Seu órgão principal é a pele. É o sentido que nos faz sentir intensos prazeres ou dores. É responsável também por você sentir-se no Inferno em dias acima dos 35°C ou na Sibéria abaixo dos 10°C.

Podemos também sentir o liso do sabonete fica caindo durante o banho, tendo que ficar agachando para pegar novamente, a aspereza do chão logo após ralar o joelho ao cair de bicicleta, a dureza do chão ao bater de cabeça na mesa, a moleza daquela maca em que te colocaram para te levar no hospital para levar uns pontos.

O tato foi descoberto por Aristóteles enquanto dava uma aula de anatomia particular para suas cortesãs. Feliz com a descoberta, não tardou a registrá-la com o nome de Tacto (que não deve ser confundido com o vocalista do Falamansa), que em grego arcaico quer dizer coceirinha. Mais tarde, foi dividido por cientistas em busca de fama repentina em outros quatro sentidos, os quais não foram muito estudados por serem impronunciáveis.

São eles: Sistema somatosensorial, o responsável pela habilidade em contas de somar; Cinestesia, que divide opiniões por ser considerado uma figura de linguagem que percebe os movimentos gramaticais; Termocepção, a percepção da presença do Exterminador do Futuro, e nocicepção, a percepção do Noturno.

Entretanto, o tato é mais conhecido como sendo a maneira que os cegos adotaram para enxergar sem poderem ver (WTF?). O cego que não usa o tato para ler o ambiente praticamente não existe, mesmo que seja na forma de tropeços e batidas de joelho em móveis. O tato são os olhos do cego. Em suma, o tato pode tornar um deficiente visual de um simples vegetal até um monstro sexualmente ativo, um Kid Bengala do mundo dark. Uma observação necessária: não estamos nos importando se este artigo está sendo ofensivo para com os cegos, até porque eles não podem vê-lo! MWAHAHAHAHAHA!


Transtornos relacionados ao Tato[editar]

  • Coceira: Uma sensação de irritação que surge em qualquer parte do corpo, e costuma ir se espalhando rapidamente para o restante do corpo. Se começa na cabeça, já desce para o rosto, depois para os braços, e vai coçando e coçando... Ocorre mais frequentemente no escroto.
Um insensível à dor, dormindo tranquilamente. Sem perceber que está virando churrasco.
  • Insensibilidade à dor: Não é chato quando você vai fechar a gaveta do armário e por muita sorte aperta os dedos? Aí ele ficam inchados, vermelhos, e claro, doendo. Pois uma pessoa que tem a insensibilidade à dor só dará conta de ver que os seus dedos ficaram presos na gaveta quando notar a falta deles na hora de dirigir para o trabalho. Assim eles passam a vida sem sentir dor, o que a primeira vista faz parecer que essas pessoas são as mais sortudas do mundo, enquanto você toma porrada quando anda por aí, sentindo toda a tensão. Só que é você que tem que agradecer por gritar feito maníaco numa extração de dente e ficar sem dormir por causa da dor! É você que tem que agradecer por ficar de cama um mês depois de ter quebrado as costelas em um acidente de carro! É você que tem que agradecer por todas as terríveis sensações de cólica que teve na vida! Se não você nem estaria nem lendo essa joça, pois a dor alerta que seu corpo tem um problema, e se você não resolver este problema, você simplesmente morre! Agora veja novamente aquele cara que notou a falta dos dedos só porque não os viu mais em sua mão. Por nada ele chega na casa da namorada e ela desmaia por ver um homem sem cabeça convidando ela para ir jantar!


Formas de tortura pelo Tato[editar]

Considerando-se que é pelo tato que nós sentimos dor, não faltam opções para se torturar alguém por este sentido. Cócegas são muito eficientes como tortura, mas bom mesmo é o cara pegar uma queimadura de pele para ficar cutucando, ou ficar cutucando uma ferida, remover pelos com cera quente, etc.

Outros sentidos[editar]

Equilíbrio[editar]

Sem o sentido do equilíbrio ele certamente estaria com a cabeça fincada no asfalto.

É o sentido responsável por você andar sem cair, ou seja, apenas quando você estiver sóbrio. Não é importante apenas para os malabaristas, mas para fazer coisas mais simples como andar... andar... e sei lá, andar. Os órgãos responsáveis pelo equilíbrio ficam no seu ouvido interno, e são chamados de Labirintos, que ficam dentro do sistema vestibular.

Trastornos envolvendo o Equilíbrio[editar]

  • Labirintite: Essa doença faz sua cabeça se sentir em um labirinto, totalmente tonto e com ânsia de vômito. Bono Vox, dono da Irlanda e do U2, nos relata a sua triste experiência com esse distúrbio na música Vertigo. A coisa é tão ruim e deixa o indivíduo tão desorientado que faz perder até o senso matemático, o que explica o uno, dos, tres, catorce dito no início da referida canção.

Formas de tortura pelo Equilíbrio[editar]

Convide a vítima para ir brincar com você em um gira-gira, mande-a sentar e então use a sua força bruta para girar o trambolho até que a força centrífuga se encarregue de fazer a vítima voar fora do mapa, cair e tentar encontrar o caminho de casa.


6ºSentido do filme homônimo[editar]

Seres horríveis que pertubam o sono das pessoas que possuem o 6ºSentido.

É o sentido da Mediunidade, que permite você ver fantasmas. Esse sentido dispensa a necessidade de haver uma tortura, pois deve ser muito difícil de dormir com a presença desses seres que nunca dormem e ficam falando buuuu!, pertubando o seu sono.

6ºSentido dos Cavaleiros do Zodíaco[editar]

Informações aqui

Telepatia[editar]

É o sentido paranormal de ler a mente das pessoas. Muito útil para descobrir os segredos das pessoas para sair fofocando por aí, ou usar isso para chantageá-las em troca de benefício financeiro ou simplesmente convencer a pessoa a te mandar um nude. Acontece que se você for moralista de mais para achar isso errado, dá ainda para encontrar outras utilidades para a telepatia, como assegurar a fidelidade de seu cônjuge.

Os cinco sentidos
 
Gabriel Pensador.gif
Audição
 
Narigao.png
Olfato
 
Rolling Stones Tongue.jpg
Paladar
 
Cego.jpeg
Tato
 
EfeitoFlashScoop.gif
Visão
v d e h
Sistemas do Corpo Humano

Sistema circulatório | Sistema digestivo | Sistema endócrino | Sistema esquelético | Sistema excretor | Sistema imunológico | Sistema sensorial | Sistema tegumentar | Sistema linfático | Sistema muscular | Sistema nervoso | Sistema reprodutor | Sistema respiratório | Sistema urinário

Diamante.gif O Desafio dos Artigos da Desciclopédia Diamante.gif
Edições: 1 - 2 - 3