Skyclad

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Evo.jpg Este artigo sem imagens será nacionalizado!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Por favor considere adicionar novas imagens para deixá-lo mais interessante. Ou o Evo pode roubá-lo daqui!
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Skyclad.

Cquote1.png Essas músicas são do DEMO! Radical! Cquote2.png
Um fã drogado sobre as músicas flocólicas da Skyclad
Cquote1.png O Hobing Hood faz parte dessa banda véio Cquote2.png
Um fã retardado sobre Skyclad

Skyclad é uma banda de heavy metal britânica com fortes influências satanicas folclóricas em sua canção. Eles são considerados um dos inventores do folk metal, a outra grande influência do gênero é a banda Bathory encapetadas as vezes não.

A sua biografia[editar]

A banda foi fundada em 1990 pelo ex-vocalista da banda Sabbat após outros das suas bandas brigarem com ele por não colaborar com as suas músicas tipo satanismo, Martin Walkyier e o ex-guitarrista da banda Satan/Pariah, Steve Ramsey, após Walkyier deixar a banda devido a uma discussão com o guitarrista Andy Sneap com relação às letras de suas canções, como falada algo relacionado ao 666. A intenção dos dois era a de formar a 'definitiva banda de metal pagã (que não tinha nada haver com a religião (ou sim))'. Juntaram-se ao grupo os ex-integrantes da Pariah, o baixista Graeme English e o baterista Keith Baxter, eles firmaram um contrato com a gravadora alemã Noise International onde gravaram e lançaram o álbum Wayward Sons of Mother Earth em 1991 onde a baixaria começou a ser tocada pra valer.

Os primeiros anos do grupo foram muito produtivos e lucrativo, gastando tudo com sexo e bebidas, com o lançamento de outro álbum (Jonah's Ark) em 1993 e Prince of the Poverty Line, um ano depois, em 1994 com Cath Howell substituindo Jenkins. Ela por sua vez, foi substituída por Georgina Biddle no álbum The Silent Whales of Lunar Sea de 1995, não deu muito certo essa canção, onde após o qual Baxter e Pugh deixaram o grupo por não gostarem nada dessas coisas de gastar os dinheiros em botecais. Sem condição de seguirem em excursão, o grupo gravou e lançou Irrational Anthems e Oui Avant-Garde a Chance no espaço de um ano, os dois álbuns com bateristas de estúdio, começando as suas quedas como qualquer banda de terceira. The Answer Machine? foi lançado em 1997 com a banda ainda sem um baterista permanente, mas o baterista Jay Graham e o guitarrista Kevin "Riddler the Fiddler" Ridley (que havia sido anteriormente o produtor da banda) assinaram com a banda em 1998, a tempo de gravarem Vintage Whine para um lançamento em 1999.

Enfim, alguns anos depois e muitas estréias de músicas bem desagradaveis, não por ser de demo, mas sim por não saberem tocar e cantar bem, a banda se desintegrou-se em 2006, terminando todo mundo na sargeta por isto.

Os temas das suas músicas[editar]

Basicamente quase todo os seus temas possuem mensagens subliminares diabólicos (ou não), mas Skyclad pode muito bem ser descrita como uma banda de protesto a essas coisas. As letras de suas canções tratam de uma grande variedade de temas ligados ao mundo real (como também assuntos mais pessoais, como sexo e drogas) inclusive pobreza, drogas (como já foi falado), ambientalismo, política, decadência urbana, paganismo, sociedade e comercialismo. As polêmicas da banda são geralmente baseadas em experiências reais, as vezes reais demais. Em uma entrevista, Walkyier recordou em tempo no início da banda onde seu medidor de energia elétrica alcançou 19 pence e ele foi obrigado a dividir sanduíches frios de Boston baked beans com o guitarrista Steve Ramsey e ainda ter dado seu toba a um gay para poder comer alguma coisa no dia seguinte.

Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!