Slipknot (álbum)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Were-Only-in-It-for-the-Money.png Este artigo se trata de um álbum

E com certeza você comprou uma cópia pirata no camelô da esquina.
A capa de um álbum que não é esse, mas que é a mesma coisa, ou não.

Cquote1.png Que falta de originalidade, por o nome da banda no álbum. Cquote2.png
Qualquer um sobre Slipknot.
Cquote1.png Rap Metal? Que porra é essa? Cquote2.png
Você sobre o estilo da banda.
Cquote1.png Mãe, quero uma máscara igual a daquele moço. Cquote2.png
Criança sobre Corey Taylor.
Cquote1.png Prefiro aquela outra. Cquote2.png
Outra criança sobre Shawn Crahan.

Slipknot é o álbum auto-intitulado da banda de New Metal barulhento de mesmo nome, Slipknot. Antes do lançamento desse álbum, a banda era simplesmente ignorada dentro do meio musical, por apenas fazer covers mal feitos e demos de gosto duvidoso. Após o lançamento do álbum, o Slipknot passou do nível de desconhecimento público para o de indiferença pública.

História[editar]

Na época, todos os mais de oito mil membros da banda de barulho ritmado Slipknot viviam tranquilamente suas medíocres vidas, tocando em bares para bêbados, indo a puteiros montar a ignorada trilha sonora de um espetáculo de strippers, animando festas de criança com suas hospitaleiras e extremamente divertidas máscaras, entre outras coisas que todo músico meia-boca frustrado faz para tocar a vida.

Corey taylor sem máscara na época anterior ao sucesso, quando ele ainda animava festas de velhinhas taradas de 80 anos.

Até que um dia, num lapso de sorte, um produtor semi-falido encontrou a demo Mate. Feed. Kill. Repeat., jogada no chão após ter sido pisoteada. O produtor ouviu o álbum e teve um acesso de loucura, pegou uma espingarda e saiu atrás dos hereges que conseguiram fazer algo tão nojentamente ruim.

Grande sucesso do CD, Wait and Bleed totaliza 15 visualizações no youtube, um recorde da banda.
O produtor saiu de casa com uma espingarda e quilos de munição e foi até a cidade dos músicos, e encontrou os membros da banda trabalhando em uma loja de pornografia americana, um daqueles lugares que jovens americanos punheteiros vão torrar a mesada em playboys e filmes das Brasileirinhas e que são tidos como locais inexistentes pela casta sociedade americana.

Ao chegar lá, o produtor apontou a arma para a cara do Joey Jordison e mandou ele aprender a tocar bateria, e mandou, também, a banda fazer algo útil para que ele pudesse pensar em poupar-lhes a vida, e todos sabem o que aconteceu depois, 48 minutos depois estava pronto esse álbum, o Slipknot.

O produtor ouviu e teve um ataque cardíaco, os integrantes decidiram aproveitar esses 50 minutos de trabalho duro e publicaram suas músicas com o mesmo produtor chinfrim que produziu o demo anterior.

Ao lançarem o álbum, o supergrupo alçou-se a fama, graças a incrível quantidade de gurias retardadas metaleiras que amaram seu trabalho completamente inovador, ao mesmo tempo que tradicional, e repetindo a cansada fórmula de outras bandas que não fizeram qualquer sucesso.

Faixas[editar]

Shawn Crahan na época em que tinha de trabalhar para viver, antes do sucesso da bandinha.
  1. "742617000027" - 0:35
  2. "(Sic)" - 3:19
  3. "Eyeless" - 3:56
  4. "Wait and Bleed" - 2:27
  5. "Surfacing" - 3:38
  6. "Spit It Out" - 2:39
  7. "Tattered & Torn" - 2:53
  8. "Frail Limb Nursery" - 0:45
  9. "Purity" - 4:14
  10. "Liberate" - 3:06
  11. "Prosthetics" - 4:58
  12. "No Life" - 2:47
  13. "Diluted" - 3:23
  14. "Only One" - 2:26
  15. "Scissors" - 19:15
  16. "Me Inside"
  17. "Get This"
  18. "Interloper (Demo)"
  19. "Eeyore"

Ver também[editar]