Sochi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Sochi é a terceira menos russa cidade da Rússia (a cidade menos russa da Rússia é Kaliningrado, e a segunda é Vladivostok). Sochi parece mais uma cidade albanesa, marcada por praias feias e poucos prédios.

História[editar]

Essa praia feiosa e cheia de cascalho é o que os russos tem para curtir um verão de tórridos 10ºC.

O motivo de Sochi ser uma das cidades russas menos russas da Rússia se deve ao fato de Sochi nunca ter sido ocupada por russos em 2000 anos de história. Quem fundou essa cidade foram o pessoal do Reino do Ponto, apelidado assim pelos romanos porque Sochi não passava de um pontinho insignificante na Cólquida que dava até preguiça de ir conquistar. Como ninguém sabe quem foi esse pessoal do reino ponto, quem colonizou a cidade mesmo foram muitos abecásios (os russos não permitem que a história diga que foram os georgianos).

Já passou por ali gente do povo Ubykh, do povo Adyghe e até otomanos, mas nada de russos, porque a cidade era gelada de menos para parecer genuinamente russa. Esse tanto de gente mais desconhecida que quirguizes resultou que no século XIX Sochi fosse a capital da Circássia, um pedaço de terra menos estratégico que a Chechênia.

Mas qual o motivo de hoje só existir três nações no Cáucasi (Armênia, Azerbaijão e Geórgia), mas não existir Circássia e ninguém saber o que é um circássio? O motivo disso foi um evento histórico chamado: passação de régua nos circassianos de 1864, que foi um episódio de mais matança do cáucaso. Nesse caso, os russos com inveja de outros países por não possuírem praias, decidiram invadir a praia mais perto e torná-la sua (mesmo que fosse uma praia bem feia, tipo a de Sochi). A ideia de matar todo mundo era para depois colocar russos no lugar dos circassianos, e fingir que a cidade sempre foi russa (plano que aliás, deu muito certo, tanto que hoje em dia todo mundo chama Sochi de cidade russa, mesmo não sendo).

Sendo assim, Sochi como um lugar aprazível (para os padrões russos), já que faz apenas 5ºC no inverno, tornou-se uma cidade turística russa, tanto que até Stalin fez ali o seu Dacha (nome russo para "puteiro particular"). A partir de então Sochi atraiu atenções e tornou-se uma cidade importante para os russos, tanto que inclusive o governo da Rússia reconheceu a Abecásia e a Ossétia do Sul como países, justamente para ocupar os georgianos com suas próprias tretas particulares, desviar atenções e não correr o risco daqueles malucos invadirem Sochi.

Esportes[editar]

Por ser a cidade russa mais agradável de todas (quando tá frio faz só 5ºC), Sochi rapidamente tornou-se um polo esportivo na Rússia, surgindo pela primeira vez quando, ironicamente, foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, mesmo não tento tanta neve como a Sibéria, que seria uma sede mais adequada. Para conseguir sediar esses jogos, mesmo estando na mesma latitude da paradisíaca Mônaco, importou umas montanhas geladas, permitindo espaço para a prática do skeleton, o esporte de inverno mais aguardado.

Depois que as olimpíadas acabaram, muito da estrutura esportiva foi aproveitada, como a pista de patinação que foi transformada num dos circuitos mais sem graça da história da Formula 1, o Sochi Avtodrom.

Além disso, também foi uma das sedes da Copa do Mundod e Pebolim de 2018, do Mundial de Xadrez de 2019 e do Mundial de Gamão de 2023, embora tudo isso não seja exatamente um esporte.

Turismo[editar]

Sochi é a capital russa do verão. Destaca-se por suas belas prostitutas e pelo clima agradável de apenas 9ºC no inverno. Portanto, as suas praias feias de cascalho e água gélidas do Mar Negro atrai turistas, todos desejando saber como é banhar-se numa praia feia e gelada rodeado de russas gordas.