Social Justice Warrior

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa à esquerda.png

Este artigo é coisa de progressista!

Ele(a) defende o estado laico, os direitos dos manos, minorias como LGBTs, Negros e mulheres.

Bandido bom é bandido com os seus direitos humanos respeitados!

Loituma.gif Este artigo é sobre algo ou alguém que enche o saco e é muito irritante. Se você vandalizar, ele será seu tormento pro resto da vida!
Típica SJW demonstrando como ter uma mente aberta em um debate ao ouvir uma ideia contrária (ou sensata).

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Alguém que possui tara por problematizar? Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Social Justice Warrior
Cquote1.png Ih, rimou! Cquote2.png
Você depois de ler a sugestão do google.
Cquote1.png Você quis dizer: Feminista? Cquote2.png
Google sobre Social Justice Warrior
Cquote1.png Experimente também: Mangina Cquote2.png
Sugestão do Google para Social Justice Warrior
Cquote1.png Eu me revolto, tu te revoltas, ele se revolta, nós nos revoltamos... Cquote2.png
SJW conjugando seu verbo favorito.
Cquote1.png ALL YOUR OUTRAGE ARE BELONG TO US Cquote2.png
AYBABTU versão SJW.
Cquote1.png ALL YOUR PRIVILEGE ARE BELONG TO US Cquote2.png
AYBABTU dos brancos.
Cquote1.png Pabllo Vittar tem cromossomos XY, identidade masculina e um bilau, portanto, é um homem, ao qual o pronome de tratamento "ela" não se aplica. Cquote2.png
Biologia, direito civil, língua portuguesa e bom senso sobre Pabllo Vittar.
Cquote1.png TRANSFÓBICO, MISÓGINO, DEIXA "ELA" SER CHAMADA DO QUE QUISER!!! Cquote2.png
SJW sobre fatos acima.
Cquote1.png JUSTICE! Cquote2.png
Toppo sobre SJWs.
Cquote1.png TRIGGERED Cquote2.png
SJW depois de ler este artigo.

Um Social Justice Warrior (ou justiceiro homosocial em brasilês) é basicamente um indivíduo hipócrita e filho da puta que acha que representa um certo grupo (geralmente alguma minoria) ao se ofender com tudo que for dito contra tal grupo, inclusive em ocasiões que nem mesmo membros da minoria defendida se sentem ofendidos.

Origem[editar]

Com o passar do tempo, o avanço da internet e as melhorias na qualidade de vida, muita gente imbecil ganhou voz e aproveitou isso ao máximo, desabafando todo tipo de frescura que estava guardada a 7 chaves em suas mentes, o que levou ao resto da humanidade a viver num mundo cada vez mais chato, já que... bem, não importa o motivo, é exatamente com base neste primeiro argumento que é explicada a ascensão dos tais guerreiros sociais da justiça.

A história mostra claramente TRIGERRED que já rolou muita merda contra minorias: mexicanos tomando no cu legal, sendo tratados como lixo e levando chumbo no rego ao tentarem sair do inferno que seu país virou, pretos TRIGERRED sendo assassinados após tentarem assaltar por policiais alegando legítima defesa [carece de fontes], gays sendo perseguidos por padres com ciúmes de seus namorados menores de idade (peraí, freia) e morrendo de AIDS TRIGERRED a torta e a direita etc... Um SJW se aproveita dessas merdas para construir uma reputação baseada em porra nenhuma além de ficar TRIGERRED ofendidinho com tudo que é ligeiramente controverso e não vai com os "interesses" dessas minorias, como cuidar de seus tênis de marca, abrir um restaurante de tacos e burritos e poder doar sangue sem precisar falar "chiclete".

Tipos de SJW[editar]

Inimigos[editar]

Careca do Star Trek Next Generation ao escutar um SJW argumentando por 2 minutos.

Nem todo mundo decidiu entrar nessa onda "imagine" dessa galerinha do barulho. Algumas das outras quebradas são:

  • Alt-Right (vulgo: ancapistas) - Um outro movimento que gosta de tretas controverso ganhou força nos ixxxxtates, tacando o foda-se legal pra tudo que esses engomadinhos fdps pregam. Liderados pelo viadão Milo Yanopaulus, a direita alternativa quer os muçulmanos o mais longe possível do ocidente, que os mexicanos voltem pra casa do caralho, que a famosa THE WALL seja construída e que gays sejam perseguidos e atingidos por lâmpadas florescentes. Contudo, o movimento perdeu força depois que Yanopaulus foi pego dizendo que curtia dar o toba para velhos desde novinho e que aconselhava que outros tentassem. Após isso, ganhou fama de defensor de pedófilo e hoje vive de palestras que faz para mongoloides universitários que também curtem dar o toba.
  • Gaymers - essa galera adolescente, nerd, gorda e suada jogando Counter-Strike dentro de uma lan house, que curte mina com peitão nos MMORPG, com roupinhas generosas... Enfim, esses bandos de virjão terão seus dias de diversão e perversão rimou de novo sem escrúpulos contados quando os SJWs dominarem o mundo, que serão, respectivamente, 17 TRIGERRED dias e nunca. O tamanho dos melões e a forma como são mostrados contribuem para que as mulheres essas cadelas sejam vistas como objetos e isso denigre seus valores, blá blá blá. Na verdade, isso tudo não passa de uma conspiração criada por feministas feias pra caralho que sentem inveja das gostosas virtuais, tanto é que as feministas gostosas nem têm oportunidade de falar sobre a liberdade do próprio corpo ou qualquer assunto realmente relevante, sendo sufocadas pelos corpos muito maiores das SJWs.
  • Descíclopes - O humor tem limite sim. Com que autoridade os descíclopes falam mal de tudo e de todos? Piadas com loiras, doenças degenerativas, aleijados, negros, mulheres e gays devem ser banidas da internet, mesmo que a Desciclopédia seja livre desse tipo de conteúdo e qualquer possa editar, exceto os SJWs. TRIGERRED
  • Igreja Universal do Reino de Deus - Edir Macedo afirmou que alguns SJWs no Brasil impediram a construção de seu mais novo templo financiado com dinheiro de fieis: o "Cabaré de Salomão" tinha o intuito de ser o primeiro puteiro gospel da história e ilustraria como seria viver como o Rei Salomão e ter 89129921 esposas e 12919290 concubinas. Ao saber dos planos, guerreiros sociais xingaram muito no twitter e se puseram a ameaçar roubar o dinheiro do dízimo de seus pais, o que fez com que Edir voltasse atrás, mas não sem sentir profundo ressentimento dos SJWs.

Vocabulário SJW[editar]

Para identificar um desses fdps e/ou checar a suspeita de alguém ser um SJW, observe atentamente se o mesmo consegue passar mais de 30 minutos sem se utilizar das seguintes palavras ou frases:

  • Cquote1.png MISOGINIA/MISÓGINO!!!! Cquote2.png
  • Cquote1.png Gênero é uma construção social! Cquote2.png
  • Cquote1.png Seu homem branco privilegiado! Cquote2.png
  • Cquote1.png BIGOT/BIGOTRY Cquote2.png
  • Cquote1.png O capital financeiro Cquote2.png (Foi mal, essa é da Luciana Genro, que provavelmente deve ser uma SJW em seu coração)
  • Cquote1.png Isso é um crime de ódio! Cquote2.png
  • Cquote1.png O patriarcado... Cquote2.png
  • Cquote1.png Seu reacionário! Cquote2.png
  • Cquote1.png SEXISMO/SEXISTA!!!! Cquote2.png
  • Cquote1.png MACHISMO/MACHISTA!!!! Cquote2.png
  • Cquote1.png Você não pode opinar por conta do seu privilégio! Cquote2.png
  • Cquote1.png Lacrou, migx! Cquote2.png (Lacradores são diferentes de SJW, pois falam com gírias gays e têm cabelo de anime)

Como se tornar um SJW[editar]

Muito simples, só existem 3 passos essenciais para que você tenha sua transformação.

  • Se ofenda com tudo e todos.
  • Use pelo menos uma das expressões da seção acima de 30 em 30 minutos.
  • Exagere tudo que você ver pela frente. Ex: ofereceram protetor solar para um negro na praia? RA-CIS-MO! Negros têm muita melanina e não precisam dessas invenções capitalistas brancas cis-hétero.

Conclusão[editar]

Guerreiros da justiça social são chatos para caralho e não servem para absolutamente porra nenhuma a não ser causar o tal "apocalipse de AIDS ads" no Youtube vez ou outra, mas essa já é outra história.

Ver também[editar]