Suinidade Desportiva do PORCARIA

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Para mais porcadas ver: Palmeiras (desambiguação)


Inter gay 55.jpg
AVISO IMPORTANTE:

Clubismo aqui não, cazzo!


A Desciclopédia é um site de humor, portanto NINGUÉM se importa com que time você torce, seja o Ceará, o Fortaleza ou o Bahia. Seja engraçado e não apenas idiota.
Sociedade Esportiva Palmeiras
Escudo do Palmeiras.png
Brasão
Hino "Quando surge o alviverde impotente"
Nome Oficial Sociedade Esportiva dos que Palmeiras
Origem link={{{3}}} Paraná Ponta Grossa, num bairro com o nome obsceno
Apelidos Porcas Rosas, Saco de Pancadas, Time de Segunda, Drag Green
Torcedores Porcos, italianos pobres, nordestino que pensa que é italiano
Torcidas Mancha Verde
Fatos Inúteis
Mascote Loro José, Nani People, Zé Carioca
Torcedor Ilustre Hebe Camargo, José Serra
Estádio Ananias Parque
Capacidade 10 mil sentados, 10mil no colo e 20mil de joelhos
Sede São Paulo; Fazenda Riacho Feliz, 1840, chiqueiro (ao lado do poço)
Presidente Belluzo, conhecido como zé porcão
Coisas do Time
Treinador Tio Dodô
Pior Jogador Nuvola apps core.png Romero Jucá, fez 2 gols-contra de costas
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Marcos
Patrocinador Pirelli (o maior pneu do mundo), Fiat e Suvinil
Time
Material Esportivo Ardidas
Liga Das Nações
Divisão  ?
Títulos Informação não consta nem na Wikipédia
Ranking Nacional 180°
Uniformes Uniforme01.jpg
Plagio-olaria -palmeiras.jpg



Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.png Você quis dizer: Porcaria da segunda? Cquote2.png
Google sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Você quis dizer: Sociedade de Pipoqueiros Palmeiras? Cquote2.png
Google sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Experimente também: Torcer para um time que não rebaixa toda hora Cquote2.png
Sugestão do Google para Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Isso ainda existe? Cquote2.png
Qualquer um sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Acho que não, filho. Não vejo esse time jogar desde 1940 Cquote2.png
Teu avô sobre o comentário acima
Cquote1.png Meu filho não joga em time fracassado, de 3° divisão Cquote2.png
Pai do jogador Marcelo Moreno sobre Palmeiras
Cquote1.png E aí eu o gênio da grande área tava lá e o resto você já sabe né peixe. Cquote2.png
Romário sobre o gol da vitória do Vasco sobre sobre o Palmeiras por 4x3 na final da Copa Mercosul de 2000
Cquote1.png Pai, como é que é ser campeão de um título descente? Cquote2.png
Garoto de 15 anos palmeirense, perguntando ao pai
Cquote1.png Perdedores! Cquote2.png
Peñarol sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Perdedores! Cquote2.png
Boca Juniors sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Perdedores! Cquote2.png
Manchester United sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png Perdedores! Cquote2.png
Íbis Futebol Clube sobre Sociedade Esportiva Palmeiras
Cquote1.png É CAMPEÃO!!! Estamos quase alcançando o Corinthians em número de títulos. Cquote2.png
Orgulhoso torcedor palmeirense sobre o paulistinha de 2008
Cquote1.png Grande coisa... Nós já fomos campeões do mundo 3 vezes! Cquote2.png
São Paulino sobre o comentário acima
Cquote1.png Droga Cquote2.png
Torcedor palmeirense sobre a Copa do Brasil, o paulistinha de 2009 e o brasileiro da série B de 2008, conquistados pelo Corinthians
Cquote1.png Gás-pimenta no vestiário dos outros é refresco Cquote2.png
Ademir da Guia, do INSS
Cquote1.png Se não agora, amanhã, não importa; por você, posso esperar... Cquote2.png
Torcedor emo sobre Próximo título do Palmeiras
Cquote1.png Quando a gente vê na tabela que tem jogo contra o Palmeiras, nós sabemos que os três pontos estão garantidos. Cquote2.png
Souza, do SPFC sobre os porcos da Turiassú
Cquote1.png Eu amo os jogadores e amo o Palmeiras. Cquote2.png
Leão Lobo sobre que time é teu, na entrega no Troféu Imprensa no SBT
Cquote1.png Fiz isso porque estava engasgado com o Palmeiras, principalmente com o Paulo Nunes Cquote2.png
Edilson sobre a surra em Paulo Nunes na final do Paulistão
Cquote1.png O Palmeiras na minha época gastava 25 milhões por ano em contratações. Cquote2.png
Mustafá Contrursi sobre o gasto com os times na sua gestação, e que mesmo assim não ganhavam titulos.
Cquote1.png Eu não sei de nada. Cquote2.png
Torcedor palmerense sobre sobre qual título o Palmeiras ganhou nos ultimos anos.
Cquote1.png Como eu queria ser ele. Cquote2.png
Torcedor corinthiano sobre sobre qual título o Palmeiras ganhou em 99.
Cquote1.png Eu digo que eu pulei do Titanic quando tava imbicando. Peguei o meu barquinho e ó... me piquei Cquote2.png
Ilsinho sobre sua saída do Palmeiras para o São Paulo
Cquote1.png Edmundo na bola. Correu, bateu...PRA FORA. Cquote2.png
Narrador Esportivo sobre um dos penaltis perdidos por Edmundo
Cquote1.png O Porco morre pela boca! Cquote2.png
Lance! sobre a derrota do Palmeiras na Libertares de 2000, para o Boca Juniors
Cquote1.png Gooooooollllllllllllll! Éééééé, é do Flameeeengo! Quero ver esses Porcos virarem agora Cquote2.png
Galvão Bueno sobre um Palmeiras X Flamengo no qual o último acabara de virar o placar em seu favor
Cquote1.png Peroba neles! Cquote2.png
Osmar Lins do Pan sobre o Palmeiras
Cquote1.png Nem título mundial afastará crise no Palmeiras, apura a FOLHA Cquote2.png
Folha de São Paulo sobre Palmeiras
Cquote1.png Um time que começa com PAU só pode ser time de viado mesmo! Cquote2.png
Clovis Bornay sobre o Palmeiras
Cquote1.png O Palmeiras é um time nota 5 Cquote2.png
Emerson Leão sobre o Palmeiras
Cquote1.png O Palmeiras contratou o técnico Caio Júnior por se parecer com o Harry Potter .Afinal só sendo mágico mesmo para tentar salvar o Palmeiras. Cquote2.png
Alfonso turma da Monica sobre a contatação do O filho do Caio
Cquote1.png Meus fregueses preferidos. Cquote2.png
Cicinho sobre o Palmeiras
Cquote1.png Oba!! Tá chegando mais um Fax!! Será que é da FIFA? Cquote2.png
Secretária que trabalha no Palmeiras gerando um alvoroço no clube, com a esperança que o time ganhe algum novo título.
Cquote1.png Desde quando Libertadores vale mais do que Mundial? Cquote2.png
Corintiano sobre Palmeiras
Cquote1.png Desde quando o Summer Cup 2000 veleu alguma coisa? Cquote2.png
Todos sobre Comentário acima
Cquote1.png NUNCA GANHOU MUNDIAL!!!!HAHAHAHAHAHAHAHA SUINOS!!! Cquote2.png
São Paulino sobre Palmeiras
Cquote1.png Ronc ronc ronc ronc ronc palmeirasronc! Cquote2.png
Um porco falando do outro!
Cquote1.png Palmeiras é pequeno pra cara*. Cquote2.png
Santos, Corinthians, São Paulo! sobre o Palmeiras
Cquote1.png Oba! Chegou mais um fax! É da CBF e diz que somos octa-campeões! Cquote2.png
Dirigente palmeirense sobre títulos por fax
Cquote1.png Se Palmeiras e Santos são octa-campeões nacionais, temos que considerar que Dom Pedro I foi o primeiro presidente do Brasil... Cquote2.png
Intelectual
Cquote1.png Eu anuncio que o Ronaldinho Gaúcho é jogador do PALMEIRAS CARALHO!!! Cquote2.png
Presidente do Palmeiras sobre a mais nova aquisição do time!? Como isso se o salário do Valdivia e do Kléber está atrasado presidente?
Cquote1.png Mas iremos emprestá-lo ao Flamengo... Cquote2.png
Presidente do Palmeiras treinando como sair de uma saia justa
Cquote1.png Sentimos saudades do Palmeiras! Cquote2.png
Os 4 grandes de São Paulo (Corinthians, Santos, São Paulo e Portuguesa sobre a fase ruim do Palmeiras
Cquote1.png Somos campeões invictos da Copa do Brasil 2012 Cquote2.png
Torcedor do chiqueiro verde iludido
Cquote1.png Seremos campeões invictos da segunda divisão de novo Cquote2.png
O torcedor acima 4 meses depois

Sociedade Esportiva Palmeiras é um time inexpressivo do estado de São Paulo cujo único orgulho é o recorde de participações frustradas na Libertadores e uma quantidade massiva de títulos nacionais de uma época onde o futebol era completamente amador e os regulamentos dos torneios absolutamente desorganizadas.

Tabela de conteúdo

História

Fundação

Apesar do nome "Palestra Itália", ao contrário do que muita gente supõe, o Sociedade Esportiva do Marco Palmeira foi fundada por portugueses e não por italianos. Mas portugueses simpatizantes da modinha emo da época, o nazismo. Após anos de pesquisas, arqueólogos encontraram o que parece ser um retrato do primeiro título do Parmera, o qual cartolas tentam desesperadamente validar como título válido, para suplantar a ausência de títulos modernos.

O primeiro time do Palmeiras era formado por Matusalém, General Custer, Cristovão Colombo, Pinguço, Pedro Álvares Cabral e Monalisa. Na época, futebol era jogado de quatro, com mais dois entrando por trás.

Palestra torna-se Palmeiras

Em 1942 uma lei proíbe que times de futebol façam referência ao nazismo ou fascismo, o que incluiu a proibição do nome "Palestra Itália". Enquanro o time não se decidia por algum nome novo, jogou como "Palestra Paulista" por 6 meses, época do clube com o maior tempo de invencibilidade, 6 meses de invencibilidade, por não ter jogado nesses dias devido à indecição do novo nome.

O nome "Palmeiras" foi adotado, deriva do fato de que nossa terra tem palmeiras, onde canta o sabiá. Chamou a atenção o fato de haver várzeas com flores, então o nome "Palmeiras" foi adotado.

Amistoso de 1951

Cabral e seus colegas, vencedores da Taça 51, primeiro campeonato de pelada do país.

Copa Rio era o nome de um campeonatinho de pré-temporada tão valiosa quanto a recente Copa Suruga Bank, que reunia times para jogos amistosos com seus respectivos times reservas. O regulamento do torneio era tão feito nas coxas que mesmo o Juventus de Turim ganhando de 4x0 do Palmeiras num primeiro jogo, o empate de 2x2 no jogo seguinte foi o bastante para o Palmeiras estranhamente ter sido declarado campeão, porque na época os times brasileiros eram considerados café-com-leite perante o profissionalismo já avançado do futebol europeu, tanto que nada menos que o Fluminense viria a ser campeão dessa porcaria no ano seguinte. Isso sem contar que todos jogos eram disputados no Brasil e nenhum na Itália.

Década de 60

Cquote1.png Pode isso Arnaldo? Cquote2.png
Galvão Bueno sobre Palmeiras ter 2 títulos brasileiros num único ano

Numa época em que o suposto campeonato brasileiro, a Taça Brasil, era decidida com a disputa de no máximo 6 partidas, graças a um regulamento criado por pessoas com Mal de Alzheimer, o Santos conquistou na época um octa-campeonato brasileiro. Aproveitando-se dessa desorganização e desse amadorismo todo,o Palmeiras numa dessas aberrações conseguiu ser campeão brasileiro duas vezes num mesmo ano, afinal esses torneios eram decididos em menos de meia-dúzia de rodadas, então dava tempo de fazer outro, assim em 1967 o Palmeiras conquistou dois Brasileirões.

Década de 70

Ademir da Guia(esquerda): Maior ídolo da torcida do Palmeiras.

Na época da chamada Segunda Academia de Futebol, o Palmeiras novamente fez um time que se destacou nacionalmente que se destacou por morrer na praia, fazer número em competições nacionais. Os poucos títulos, como os brasileirões de 1972 e 1973, foram conquistados por acaso, na base de muitos empates e beneficiação por parte do regulamento que dava vantagem do empate para times café-com-leite, tipo o Palmeiras.

Década de 80

Com a modernização do futebol, o Palmeiras dava os primeiros sinais de que não daria conta de acompanhar os avanços da modernidade, e na década de 80 já conquista seu primeiro jejum de títulos.

O mero campeonatinho paulista foram 17 anos sem ganhar uma taça sequer (de 1973 a 1996). Brasileiro foram 20 anos sem ganhar (de 1973 a 1993).

A exemplo do que o Palmeiras viria a fazer na década de 2000, na ausência de possibilidade de títulos, decidiu ir disputar a Taça Prata de 1981 (versão da Série B da época), torneio que foi o único título do Palmeiras durante toda década de 80.

1992-2001 A Era do Leite

No início da década de 90, há exatos setenta séculos do fim da política alimentícia matutina conhecida como "café-com-leite", em que paulistas e mineiros se alternavam no comando dos campeonatos mundiais de bater bafo, as equipes brasileiras de futebol, balé, regatas e danças de salão sofriam gravemente devido à crise no abastecimento de leite e derivados, em virtude da doença da Vaca Louca.

Nesta época, milhares de vacas loucas passavam todo seu tempo a assediarem os jogadores de futebol e demais proprietários de Mitsubishis Eclipse, o que gerou desabastecimento tamanho que jamais havia sido visto desde a Lei Seca aprovada pela Princesa Isabel.

Enquanto isso, secretamente em parceria com uma multinacional de sua pátria natal, a alta cúpula de engenheiros palmeiristas desenvolvia um projeto de abastecimento de leite suíno a seus jogadores, desenvolvido para maximizar sua performance esportiva.

Dopados com leite de porca, os jogadores palmeirenses encontraram na década de 90 a era de ouro do time, finalmente conquistando títulos paulistas, brasileiros e até mesmo uma Libertadores (o Mundial aí seria demais também, os ingleses eram dopados com fuligem de carvão).

Campeonato Paulista de 1999

Seria apenas mais um campeonato estadual qualquer que ninguém se importa, ainda mais com o Corinthians vencendo o freguês de sempre, o Palmeiras, com o elástico placar de 3x0. Perto do fim do jogo, a partida estava tão fácil que Edílson conseguiu até fazer embaixadinhas. O atacante do Palmeiras Paulo Nunes, o cara mais firulento da história do Palmeiras, superior até ao Valdívia veja só, com inveja de não ser ele o autor da palhaçada, partiu pra cima do corintiano e desencadeou uma generalizada confraternização de alegria e festividade do esporte. Os palmeirenses foram tão esportivos que assim deixaram o jogo acabar antes do horário previsto para o título ficar logo com o Corinthians.

Jogadores civilizados e em harmonia no clássico da final do Campeonato Paulista.

Copa Intercontinental de 1999

Foto do elenco após a derrota

No ano de 1999, após a heroica conquista da Libertadores daquele ano cuja eliminação do Corinthians nas quartas-de-final é relembrada até hoje, mesmo que o time rival já tenha uma Libertadores também. No Mundial daquele ano enfrentou em amistoso o time do Manchester United, que obviamente derrotou o mediano time do Palmeiras na final em Tóquio. E palmeirenses choram a derrota.

O gol foi marcado por Keane, no primeiro tempo, após falha do goleiro Marcos, cujo lance marcante o transformou em ídolo incontestável da torcida palmeirense.

O Manchester United, que neste ano já havia conquistado a Copa dos Campeões da Europa, o Campeonato Inglês e a Copa da Inglaterra, completava a temporada perfeita e se tornava o primeiro time inglês da história a vencer um amistoso contra um time brasileiro.

Já o Palmeiras ficou sem o sonho de um suposto título mundial. Foi o quarto time brasileiro seguido a perder em Tóquio - em 95, o Grêmio foi derrotado pelo Ajax (Holanda) nos pênaltis; em 97, o Cruzeiro perdeu do Borussia Dortmund (Alemanha); e, em 98, o Vasco perdeu para o Real Madrid (Espanha).

O Manchester United começou o jogo melhor, tocando a bola no meio-de-campo e explorando o nervosismo do Palmeiras. Aos 6min, a primeira chance, com o norueguês Solsjkaer. Foi ele o autor do gol do título europeu, contra o Bayern de Munique, aos 46min do segundo tempo.

Depois dos 15min, porém, o time brasileiro passou a dominar totalmente as ações, trocando bola no campo do Manchester. Aos 22min, a grande chance. Após boa jogada de Asprilla, o único bom do time, a bola sobrou para um jogador superestimado chamado Alex, que a única coisa de bom que fez na carreira fopi dar um lençol no Rogério Ceni. Livre, ele tocou na saída do goleiro Bosnich, que conseguiu espalmar.

O Palmeiras dominava, mas não criava chances de gol. E, na primeira bobeada, tomou. Giggs, o melhor jogador do Manchester em campo, fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. Marcos falhou miseravelmente e errou o tempo de bola. O cruzamento acabou sobrando nos pés de Keane, que tocou de primeira para marcar.

Aos 42min, o Palmeiras perdeu mais uma chance. Depois de cruzamento de Júnior, Alex tocou de cabeça e Sylvestre salvou em cima da linha, quando o apagado Paulo Nunes estava pronto para marcar.

Na etapa final, o jogo mudou de figura. Se o primeiro tempo teve poucas chances de gol, o segundo teve várias para os dois lados. O Palmeiras foi desde o início para cima, utilizando-se principalmente de bolas cruzadas com perigo na área. Já o Manchester, com Dwight Yorke no comando do ataque, chegava com muito perigo nos contra-ataques.

A melhor chance do Manchester foi logo no início, com Giggs, que tocou com muito desprezo quando estava na cara de Marcos. Jogando muito mal, Beckham, o maior astro do time inglês, matava os melhores contra-ataques pela direita.

Aos 9min e aos 11min do segundo tempo, Luiz Felipe Scolari mudou o Palmeiras. Tirou Galeano e o bom Asprilla para botar Evair e Oséas. Lentos, os dois não melhoraram o ataque do time.

No final, nos últimos 15 minutos, o Palmeiras, muito nervoso, criou poucas chances de gol.

Copa Mercosul de 2000

Romário e Juninho Paulista mandando os porcos calarem a boca dentro do chiqueiro.

O Palmeiras com um curriculum invejável em vexames em campeonatos internacionais fez a sua maior proeza na Copa Mercosul contra o Vasco da Gama. O ano era 2000, o time palmeirense vivia do leitinho da Parmalat, entrara em campo com uma alta vantagem por jogar em casa, uma tremenda roubalheira, pois o Vasco tinha vencido por mais gols em casa, uma das duas partidas anteriores. Mesmo assim o Paumerda chegou a fazer 3 X 0 no primeiro tempo e já se consideravam campeões. Já podia ouvir os jogadores e a torcida gritando:Olê Porrrrrco!!!(X2) e É Campeão!!! mas o time carioca deu um banho na porcalhada e virou o jogo para 4X3 com três gols de um cara de 1,50m chamado ...Ronaldo! Romário. No final o Vasco comemorou o título dentro da casa do Palmeiras e confirmou mais um título contra os fregueses suínos.

Como se isso não bastasse, o Palmeiras conseguiu tal façanha com Odvan e Júnior Baiano formando a dupla de zaga do Vasco. Dois dos piores zagueiros da história do Brasil conseguiram um título tão importante juntos nesta situação. É bem verdade que Júnior Baiano deu uma grande ajuda ao Vasco quando foi expulso, mas isso não apaga o vexame Alviverde.

Libertadores de 2000

Boca Juniors levanta a taça de Campeão da Libertadores
"Chorei, chorei, chorei,... de saudades"

No mesmo ano, não contentado com o vexame na Mercosul, o Palmeiras foi mais ousado e foi morrer na praia na Libertadores. O Boca Juniors foi campeão da Libertadores daquele ano ao vencer o Palmeiras na final, nos pênaltis, por 4 a 2, após empate em 0 a 0 no tempo normal.

Na partida decisiva a equipe de Luiz Felipe Scolari atuava como se tivesse a vantagem do empate e o Boca se aproveitava disso. Logo aos 4min, Palermo recebeu a bola dentro da área e tocou para Schelotto, que sozinho, marcou o gol dos argentinos, mas o assistente Selestino Galván, de forma equivocada, anulou a jogada dando impedimento de Palermo.

O Palmeiras assustou-se com o lance e o Boca cresceu ainda mais. A bola estava em todo momento viajando pela área palmeirense.

Aos 28min, o Palmeiras teve uma oportunidade. A bola sobrou para o lateral Ibarra que tentou estourar. A bola bateu no joelho de Galeano e quase pega Córdoba de surpresa. O Palmeiras teve uma boa chance aos 30min. Alex recebeu na entrada da área e bateu para a boa defesa de Córdoba. O jogo ficou equilibrado até o final do primeiro tempo, quase sem chances para as duas equipes.

O segundo tempo começou com um outro Palmeiras. O time brasileiro pressionou bastante e logo aos 4min teve a primeira oportunidade. Euller fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro na área. Asprilla marcaria o gol, mas foi empurrado pelo zagueiro Samuel. Epifanio González errou e não marcou o pênalti (HUAHUAHUAHUA).

Aos 6min, Argel teve uma grande chance. Recebeu cruzamento da esquerda e sozinho cabeceou para o gol. A bola bateu na perna de Bermudez e saiu para escanteio. Os jogadores do Palmeiras pediram pênalti, que não aconteceu. Luiz Felipe Scolari ainda tentou mais uma alteração, colocando Basílio no lugar de Pena. O jogo arrastou-se até o final, e com o final em 0 a 0, a decisão iria para os pênaltis. O time do Palmeiras começou com as cobranças. Alex converteu. Schelotto empatou para o Boca. Já na segunda cobrança começou a derrota palmeirense. O colombiano Faustino Asprilla bateu e o goleiro Córdoba, também colombiano, defendeu (HUAHUA).

O habilidoso Riquelme converteu o segundo e colocou o Boca na frente; 2 a 1. Roque Júnior foi para a cobrança com mais responsabilidade, mas também não converteu. Outra vez o goleiro Córdoba defendeu(HUAHUAHUA). Palermo, aquele que ficou famoso após perder três pênaltis numa mesma partida, cobrou e fez; 3 a 1 Boca. Rogério bateu sem poder errar para o Palmeiras continuar na briga. E o jogador palmeirense foi seguro na cobrança; 3 a 2. O zagueiro colombiano Bermudez foi o quarto a cobrar para o Boca. O jogador bateu de um lado, Marcos pulou para o outro, e o Boca Juniors conquistou o título; 4 a 2.

Foi o terceiro título do time argentino, que já havia conquistado a Libertadores em 1977 e 1978.

O goleiro Marcos, do Palmeiras, confessou após a final da Copa Libertadores da América que não estudou os cobradores de pênaltis do Boca Junior.

O Século do jejum

Palmeirense virgem chorando mais uma derrota do seu time.

O século XXI ficou conhecido na história do Palmeiras como "O Século do Jejum" devido à ausência extrema de títulos.

O Santos conquistou no novo século, os Títulos Brasileiros de 2002 e 2004, e os Campeonatos Paulista de 2006, 2007 e 2010, o São Paulo, levou para o Morumbi, os Paulistas de 2000 e 2005, o Supercampeonato(?) de 2002, a Libertadores da América de 2005, o Mundial Interclubes (Copa Toyota) em 2005, o Brasileirão de 2006 , 2007 e 2008. O Corinthians ganhou o Mundial de Clubes da FIFA, em 2000 e 2012, as Copas do Brasil de 2002 e 2009, o Torneio Rio-São Paulo de 2002, e os estaduais de 2001, 2003 e 2009 e o Campeonato Brasileiro de 2005. Até times paulistas de menor expressão como São Caetano, que ganhou o Estadual de 2004, Ituano, o Paulistão de 2002 e 2014, Paulista a Copa do Brasil de 2005, Santo André a Copa do Brasil de 2004, e recentemente a Portuguesa que conquistou a Campeonato Paulista da Série A-2 em 2007 (esse sim comemorou um título de segunda divisão pois não ganhava títulos desde 1955).

Com esse jejum de títulos a solução de muitos torcedores, é apelar para as classificações na Libertadores da América em 2005 e 2006 (em ambas o time foi desclassificado pelo São Paulo nas oitavas-de-final), e a invenção de títulos, como do suposto Mundial da Taça Rio (?), ganho por Fax vindo da FIFA (que percebendo o equivoco, anulou logo em seguida). Por isso, para muitos a esperança alviverde é cair novamente para a segunda divisão (seja no Paulistão ou no Brasileirão) para ganhar um novo título, fato quase alcançado em 2006, onde lutava contra São Caetano e Fluminense, para disputar a segunda divisão, e depois em 2014 quando por pouco não rebaixou de novo. Infelizmente, o alvi-verde terminou estes campeonatos uma posição acima da necessária para o novo rebaixamento.

Campeonato Brasileiro de 2002

Em 2002, foi um ano especial para o cenário do futebol brasileiro. Afinal, o Brasil se tornava o primeiro país Penta Campeão, superando os maiores adversários como Argentina, Alemanha e Itália.

Mas 2002 foi mais do que isso. Foi o ano em que o time alviverde caiu para a segundona. Isso porque o goleiro titular da seleção brasileira era Marcos, goleiro titular do Palmeiras, e o Campeonato Brasileiro continuou. Ou seja, Palmeiras - Marcos = Série B.

Série B de 2003

Em 2003 já na série B, conquistou o seu primeiro dos poucos títulos do Século XXI (um título que nem a própria torcida reconhece), o de Campeão Brasileiro da (hue hue hue) Série B. Como esse título glorioso não é contado nas estatisticas, o time (ou árvore) Palestrino é gozado pelos outros times paulistas por somente ganhar títulos no século XX.

Campeonato Brasileiro de 2007

Magrão, ídolo palmeirense, faz juras de amor ao Timão

Em 2007, as coisas pareciam que iam melhorar. Na falta de possibilidades de títulos, os palmeirenses começavam a se contentar com vagas na Libertadores como se fossem títulos. No campeonato de 2007 a vaga na Libertadores parecia garantida até que tinha um Galo no meio do caminho. E uma sapecada na ultima rodada para o Atlético MG tirou o time da libertadores e o cargo de Caio Junior.

Campeonato Brasileiro de 2009

Em 2009, novamente o "quase". O time liderou o Campeonato Brasileiro por várias rodadas, tendo a chance de abrir cerca de 8 pontos para o 2º colocado. A torcida estava satisfeita com o time, dizia que esse ano seria deles. Maaaaaas... Ficou no quase, novamente! O time conseguiu a proeza e deixar o título escapar e aliado à falta de competência do São Paulo, que também pareceu não querer levar o hepta-campeonato, deixou o título cair no colo de um Flamengo bem meia-boca, que estava num jejum de títulos que já perdurava por um longo período. Só pra constar, um Petkovic com 40 anos foi capaz de acabar com ambos os times! E, olha só como é o destino: nas últimas rodadas, o time (ou árvore, sei lá) dependia de uma vitória do seu arqui-rival Corinthians contra o Flamengo (bem como o São Paulo dependia da mesma partida). Logicamente, o Flamengo venceu, e o sonho do título ficava adiado para a próxima década. Aliás, o time terminou o campeonato na 5ª posição, não conseguindo sequer vaga para disputar a Taça Libertadores. Curiosamente, o mesmo Flamengo meia-boca eliminaria o Corinthians no ano seguinte, na Taça Libertadores, mas isso é história para outro artigo!

Ainda por ironia do destino o Palmeiras seria responsável para que a última rodada dos campeonatos brasileiros fossem compostas por clássicos, como tentativas de coibir marmeladas. Todavia, temendo ser rebaixado por algum rival, foi o próprio Palmeiras um dos responsáveis por impedir que as rodadas finais do campeonato fossem de clássicos.

Títulos por fax

O principal responsável pelas conquistas palmeirenses!

O clube do Palmeiras possui uma tradição quando o assunto em questão é títulos: todos os seus títulos comemorados recentemente foram recebidos por fax. Desde o vergonhoso (e famoso) mundial dos 10 minutos, sempre que chega um fax nos escritórios do Parque Antárctica é o maior alvoroço, pois podem ser mais títulos chegando!

E no final de 2010, não é que Papai Noel foi generoso com a porcada os palmeirenses? Quatro títulos nacionais cairam no colo do clube, após mais um fax, mas dessa vez da CBF. Agora, a mensagem dizia que o time era octacampeão brasileiro. Além do Palmeiras, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Bahia também receberam títulos nacionais do Papai Noel, e ainda podemos citar o Flamengo, que se fudeu foi rebaixado, e agora é só pentacampeão.

Descontando os outros times que também ganharam de presente títulos nacionais, logicamente que nenhuma outra equipe ou torcedor considera qualquer um desses clube campeões nacionais. A justificativa usada é: "era equivalente na época!". Se for assim, então teremos que admitir que Dom Pedro I foi o primeiro presidente do Brasil, pois também era o cargo equivalente da época, além de considerar o Uruguai tetracampeão da Copa do Mundo, pois venceu as olimpiadas de 1928 e 1932, que também eram equivalentes à Copa Mundial, ainda inexistente na época. E teríamos que incluir títulos mundiais ao Botafogo, Corinthians, São Paulo (2), Real Madrid (2) e Barcelona, pois venceram a Pequena Taça do Mundo, também equivalente ao atual Mundial de Clubes da Fifa.

Uma outra desculpa utilizada é: "a CBF é quem diz!". Ora, partindo desse princípio, então os palmeirenses acabaram por admitir que seus odiados arquirrivais corinthianos são de fato campeões mundiais, pois apesar da duvidosa conquista de 2000, a Fifa afirma que o Corinthians é campeão mundial... E agora Palmeiras? Vocês são octacampeões e o Corinthians campeão mundial? Ou vocês admitem que são só tetracampeões e não consideram título mundial a Summer Cup de 2000? A regra que vale pra um, vale para o outro. Você decide...

Ainda foi levantada a hipótese do clube ser considerado como campeão nacional por 8,5 vezes, considerando o título da Série B de 2003 como "meio-nacional". Parabéns ao garotinho que chorou na derrota para o Goiás, pois agora pode vibrar com as incríveis conquistas de mil-novecentos-e-sessenta-e-tantos...

Temporadas de 2010 a 2011

Época em que o Palmeiras ficou conhecido como "Marcos Assunção e mais 10 cones", foram dois anos de coadjuvação.

Truco na Copa do Brasil de 2011

Em 2011, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil o Coritiba enfrentou o Palmeiras, que após sofrer um assalto uma derrota para o Time de Fernandinho Beira-Mar, reuniu-se no primeiro chiqueiro que acharam na concentração do time e decidiram fazer a melhor partida de sua história e encher de orgulho o torcedor alviverde.

Felipão (de novo? Ele é técnico eterno do Palmeiras?) então colocou como goleiro Marcos, que estava velho e acabado em boa-forma e foi à guerra. O resultado foi uma goleada histórica do Coritiba sobre as porcas por 6x0. E no fim deu nisso, Parmeirinha gritou truco, Coritiba berrou: SEEEEEEEEEEISSSSSSSSSSSSS

Copa do Brasil de 2012

Em 2012 a maior alegria da torcida chiqueirense mundial: a Copa do Brasil, que muitas vezes tem um azarão da segundona como campeão, e foi o Palmeiras, que voltou pro seu lugar logo depois: segunda divisão.

Campeonato Brasileiro de 2012

O Palmeiras bateu mais um recorde ao atingir a marca única de ser o único campeão da Copa do Brasil que foi rebaixado para a Série B (nem o Paulista de Jundiaí ou o Juventude realizaram esse vexame). Com uma campanha terrível, o time rebaixou mais uma vez. Várias desculpas esfarrapadas e justificativas surgiram.

Série B de 2013

Se ter 1 troféu de Série B já rendeu toda a chacota a qual os palmeirenses sofrem, o time do Palmeiras tentou ao máximo não vencer a Série B de 2013 (mais ou menos como o Vasco conseguiu ser bem sucedido na Série B de 2014), e quem sabe sem o título da Série B os rivais esquecessem com o tempo este rebaixamento. Começou bem o projeto ao perder historicamente de 6x2 para o Mirassol ainda pelo Paulistão daquele ano.

Mas na Série B do Brasileiro, infelizmente o rival direto ao título era um timeco chamado Chapecoense, que só sabia empatar, então o Palmeiras infelizmente foi campeão da Segunda Divisão.

Campeonato Brasileiro de 2014

Gloriosa campanha do Amarelão Verdão em 2014!

O que dizer de um time que perde de 6x0 para o Goiás? Em situação normal o Palmeiras seria rebaixado pela terceira vez, especialmente quando na última rodada, dependendo só de si, consegue empatar com o Atlético Paranaense mesmo com o clube paranaense já de férias adiantadas, de time reserva e comprado. Restou depender do Santos, que foi camarada e derrotou o Vitória que assim foi rebaixado no lugar do Palmeiras.

Uniforme

Após o fim do Palestra Itália e a proibição de usar as cores italianas, a diretoria do Palmeiras não sabia que cor usar no uniforme do time. Até que o presidente, ao ver que o time era horrível após perder de 8 a 0 para o Bangu, decidiu usar o verde como cor do uniforme porque verde é da ruindade e essa era a ruindade do time após perder de goleada para o Bangu.

Atualmente o terceiro uniforme do Palmeiras ér azulzinho, plagiando o uniforme do Olaria.

(Su)Hino

"Blanka em sua candidatura pra presidente do Palmeiras".
Quando surge o alviverde impotente
No gramado a derrota o aguarda
Sabe bem o que vem pela frente
Como sempre levar goleada
E o Palmeiras perdeu a partida
Transformando a ruindade em padrão
Vale sempre lembrar, que já foi frequentar
A segunda divisão.
Defesa que só atrasa
Leva golaço de graça
Torcida de burro e bicha
Defesa que só atrasa
Leva golaço de graça
Torcida de burro e biba
Do bosta alviverde inteiro
Quem sabe ser pipoqueiro,
O Porco usa Calcinha!

Títulos

  • Conquista de Acesso à Série B (2002, 2012)
  • Quase conquista de acesso à Série B (2007, 2014)
  • Tri-campeão da Série B (1981, 2003, 2013)
  • Vice-campeão Intercontinental (1999)
  • Melhor jogador do Intercontinental (São Marcos - Padroeiro de Manchester) (1999)
  • Paulistão (2008) ( puff...quem liga pra paulista?! Só corintiano mesmo!).
  • Ex-Campeão do Mundo de 1951 por Fax FIFA (2007) (Foi campeão por apenas 6 meses até a FIFA cancelar o título e voltar a contar os mundiais de 2000 em diante)
  • Tomar gol de pênalti do Palermo numa final de Libertadores (nem, o Grêmio tem esse título)
  • Santos vencer o Vitória na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2014
v d e h
Copa Fox Sports Libertadores 2015
Novela america.jpg

Campeões: Independiente (7) • Boca Juniors (6) • Peñarol (5) • Estudiantes (4) • Nacional (URU) (3) • Olímpia (3) • São Paulo (3) • Santos (3) • Cruzeiro (2) • Grêmio (2) • Internacional (2) • River Plate (2) • Argentinos Juniors (1) • Atlético Mineiro (1) • Atlético Nacional (1) • Colo-Colo (1) • Corinthians (1) • Flamengo (1) • LDU (1) • Once Caldas (1) • Palmeiras (1) • Racing (1) • San Lorenzo (1) • Vasco da Gama (1) • Vélez Sarsfield (1)

Libertadores 2015:
Argentina: Boca JuniorsEstudiantesHuracánRacingRiver PlateSan Lorenzo
Bolívia: San JoséThe StrongestUniversitario de Sucre
Brasil: Atlético MineiroCorinthiansCruzeiroInternacionalSão Paulo
Chile: Colo-ColoPalestinoUniversidad de Chile
Colômbia: Atlético NacionalOnce CaldasSanta Fe
Equador: BarcelonaEmelecIndependiente del Valle
Paraguai: Cerro PorteñoGuaraníLibertad
Peru: Alianza LimaJuan AurichSporting Cristal
Uruguai: DanubioMontevideo WanderersNacional
Venezuela: Deportivo TáchiraMineros de GuayanaZamora
México: AtlasMonarcas MoreliaTigres UANL

Edições: 196019611962196319641965196619671968196919701971197219731974197419751976197719781979198019811982198319841985198619871988198919901991199219931994199519961997199819992000200120022003200420052006200720082009201020112012201320142015

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas