Som

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Albert e.jpg Este artigo é relacionado à física.

pV=nRT

Um gráfico (mal feito) de ondas sonoras

Cquote1.png É o XxXoM bArUlHiEnTxXxuuuuuuuuuu?!?!?! Cquote2.png
Emo sobre Som
Cquote1.png Pac-pac-pac-pac... Cquote2.png
Pac-man mostrando seu som
Cquote1.png O som está no ar Cquote2.png
Especialista sobre suas teorias em relação ao som
Cquote1.png Não seria o amor? Cquote2.png
Carla Perez sobre a frase acima

O Som[editar]

O som tentando competir com a luz

Som em primeiro lugar é algo que você não deve confundir com acústica, depois ele é nada mais que a propagação de uma onda mecânica. Esta onda se propaga de forma circuncêntrica (procura no dicionário).O som morre de inveja da luz, afinal, suas ondas se propagam apenas em meios materiais, isso significa que não se propagam no vácuo, fora que em termos de velocidade a luz com seus 300.000.000 de metros por segundo deixa o som com 340 metros por segundo no chinelo e comendo poeira. Conclusão, a luz é das trevas. Como já pudestes ver, o som está incluso nos estudos da física, portanto se você veio aqui à procura de restart pode ir embora.

Desculpe por destruir seus sonhos logo no primeiro parágrafo, mas não posso deixar de dizer que apenas essas poucas palavras ditas, ou escritas jogaram completamente por terra a possibilidade de Star Wars ser verdade (confesso que também fiquei decepcionado e não quis acreditar nessas mentiras até ter certeza de que eram a realidade...)

Muito triste, mas agora chega de lamentações e vamos em frente!

Medidas de som[editar]

Uma escala interessantíssima de potência em deciBell

Os mais ignorantes como você diriam que o som é medido pela altura, mas esta é claramente a medida mais incorreta para dar ao som, vendo que ele não é uma pessoa para ser alto ou baixo; o som é medido em intensidade, ou seja, o correto de dizer não é a música está alta e sim a música está muito intensa, ou em genérico a música está forte. Eu sei que isso parece ridículo e de fato é, esse é o tipo de conhecimento que é bom apenas ter, mas nunca sair falando na rua a não ser que você goste de ser chamado de burro mesmo sabendo que está certo.

Enfim, o som é representado por uma senóide pura, possui uma velocidade de oscilação ou frequência que se mede em hertz AM e uma amplitude ou energia que se mede em déciBell.

O Hertz[editar]

Se você quer saber sobre o hertz vá até a página do artigo Frequência e fique sabendo, aqui, nós trataremos direta e exclusivamente do Bell, também conhecido como deciBell

O Bell[editar]

O Bell é uma unidade de medida de razões, o que significa isso, significa que ele é para medir, só isso...Ele é mais uma das medidas do ramo da física que vai fazer você morrer de estudar e ter vontade de assassinar seu professor.

A História do Bell

O bell surgiu em algum lugar do passado e o vento levou...Como tudo na física, ele foi inventado por gente que não tem o que fazer e tem o prazer de pensar que vai foder alguém no futuro.Nesse caso, foram múltiplos inventores, todos os engenheiros do laboratório Bell Lab se envolveram nessa arte (literalmente), mas quem ficou com o mérito do nome (grande mérito) foi o dono do laboratório, o senhor Alexander Graham Bell (aquele do telefone).


Utilidades e Propriedades do Bell

Para você apaixonado por logarítmos

A intensidade sonora pode ser definida como potência por unidade de área, expressa em watt/m2. Essas escalas para medida de pressão, potência e intensidade das ondas sonoras são escalas lineares, ou seja, não vai dar tanto trabalho para medir...Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto,todas as medidas já citadas são captadas pelo ouvido em uma faixa muito ampla e variante (maldito ouvido), por exemplo, cochichar coisas suspeitas para seu amigo irradia uma potência de 0,000,000,001 watt, ao passo que gritar com ele por ele ter cantado sua mina irradia uma potência de 0,001 watt, bem maior não?!

Para você que é um tapado e não conseguiu perceber a diferença, não se preocupe, eu vou dar um outro exemplo com medidas um pouco maiores para que fique bem claro. Ter o prazer (ou não) de contemplar um concerto da OSESP vai fazer com que você tenha de suportar uma irradiação (não é radiação) de 10 watts por umas duas horas, ao passo que morar do lado do aeroporto de Guarulhos vai obrigar você a suportar 100.000 watts a cada vez que um avião decolar (coitado). Se continua sem entender, finge que entendeu...

Enfim, de 0,000,000,001 até 100.000 tem muita coisa que para ser representada de uma forma linear seria impossível, é para isso que veio o Bell. O Bell é uma medida logarítmica, ou seja, trabalha com logarítmos (se ferrou). Como já sabemos os logarítmos são ideais para grandes variações de medidas e é por isso que o Bell é a melhor forma de representar o som. Finalizando, é muito importante lembrar que o Bell é uma medida adimensional, ou seja, não tente mandá lo para outra dimensão, não vai dar certo.

para estimular ainda mais seu amor pelo som

Curiosidades

- O surgimento do deciBell: Se o velhote, pseudo inventor chamava se Bell e até agora nós falamos apenas em Bell, de onde surgiu essa desgraça de deciBel? Isso serve (apenas) para complicar minha vida?

Como já foi dito, o Bell é uma medida infinita e serve para representar coisas de variação muito grande, vou repetir, variação, ou seja, ele não foi feito apenas para representar o que é grande e a forma encontrada de fazer com que ele também represente as medidas pequenas foi dividí lo em 10 partes iguais e usar apenas uma dessas partes como representação de medidas; Daí surgiu o deciBell que é nada mais que a décima parte do Bell.

- DeciBells vs DeciBéis: Qual seria o plural da palavra deciBell?

Temos uma discussão muito grande em relação a tais termos, na linguagem popular que ficou famoso foi o deciBéis, mas para os mais desinformados temos até uma lei federal (acredite) que diz que o plural de Bell deve ser Bels". Quem está certo?

Na verdade está todo mundo errado (como sempre), o Bell é uma medida, uma unidade; Uma unidade é um qualificativo, um padrão e não tem nada a ver com quantidade, portanto as unidades não têm plural e nem gênero, sendo assim, você jamais encontrará uma deciBell (pelo mesmo motivo que você jamais encontrará um zebro) e mesmo se existir uma, ela será um deciBell fêmea.

Emissão e Percepção do Som[editar]

A maioria das espécies é capaz de emitir e perceber sons, umas mais que as outras, claro. A diferença entre Eu, Você, o cachorro, o gato e seu passarinho (o animal) e até seu peixe (pensa que ele é mudo?) é a frequência alcançada na emissão e percepção desses sons. A espécie humana em geral tem uma audição muito limitada (viu não é só o cérebro) que fica entre 20Hz e 20KHz (20 mil Hz).

Você se ferrando virando com os sons a sua volta

É interessante lembrar que a natureza humana não permite que excedamos muito os valores previamente citados relacionados ao som, quero dizer, se você ficar o dia inteiro gritando igual doido vão te internar em um hospital psiquiátrico a sua voz não vai durar um só dia e você ficará sem poder falar por um bom tempo. E mais, se você der na telha de passar a noite ouvindo NXZero na maior altura, na manhã seguinte você vai acordar morrendo de dor de ouvido (isso se alguém já não tiver te matado); mesmo que você não sinta nada pode ter certeza que aos quarenta anos você já vai estar mais surdo que um velho de oitenta.

O som é produzido por vibrações de alguma coisa (pára de pensar besteira), no caso de alguns instrumentos musicas ele é produzido pela vibração das cordas, o violino, o piano (tem cordas), a harpa, etc; no caso de outros é pela própria vibração do ar, a flauta, o clarín e tal. No caso dos humanos é pela vibração das cordas vocais, lembrando que quanto mais espaço para vibração, mais grave será o som.

Depois de concluirmos que a produção do som não passa de vibrações vamos fazer uma experiência muito legal (ou nem tanto).

1- Tampe seus ouvidos com algo que não seja sua mão (essa nós usaremos para outra coisa)

2- Coloque sua mão na garganta (ou pescoço, tanto faz)

3- Diga "Eu sou um imbecil por estar fazendo isto" (sem rir)

4- Sinta se ocorreu alguma vibração (é na garganta tá). Se ocorreu, é porque você está bem, então pára com essa idiotice e vai fazer alguma coisa útil. Se não ocorreu, é porque você está mudo e deve imediatamente gritar por socorro.

Sua namorada histérica tentando fazer você gravar a voz dela

Outra curiosidade essa bem mais interessante. Quando a sua namorada te liga e você pergunta quem é, ela já faz um escândalo danado falando que homem não presta, que você é um salafrário que não a ama e que por isso você não reconhece a voz dela, aí você já sabe onde isso termina (literalmente).Como ela não entende nada de física e você provavelmente também não, quanto mais brava ela fica, mais você se culpa (ou não). Enfim, que homem não presta todo mundo já está cansado de saber, mas nessa os homens estão corretos. E para as minas chiliquentas saiba que nem seu namorado e nem ninguém é obrigado a reconhecer a sua voz, simplesmente porque o telefone limita as frequências da parte aguda do som de tal modo que qualquer voz feminina, principalmente se for muito aguda, fica quase irreconhecível.

Supersônicos[editar]

O Super Sonic Sônico atravessando a barreira do som


Supersônicos são os objetos e pessoas que ultrapassam a barreira do som em matéria de velocidade. No momento em que se está ultrapassando a barreira do som, se forma em volta do "supersônico" uma nuvem branca infernalmente barulhenta. Quero dizer, quando você ultrapassar essa barreira você vai ouvir um barulho insuportável para avisar que você ultrapassou, paradoxal, não? No caso dos aviões supersônicos, só o barulho do motor já é infernal, imagine o resto dos ruídos então...

Além dos supersônicos temos os Hipersônicos, que ultrapassam em mais de 5 vezes a velocidade do som, esses sem dúvida também querem alcançar a velocidade da luz (mas não vão conseguir, porque a luz é ninja e portanto inalcançável).

O Som e a Música[editar]

Restart, a parte da música que não dá nem pra reciclar

Querendo nós ou não, a música e o som tem relações muito estreitas, afinal a música é uma combinação de sons.

Cquote1.png Isso significa que o som é o culpado por hoje ouvirmos Cine e Fiuk? Cquote2.png
Você sobre a afirmação acima

Cquote1.png Significa Cquote2.png
Ronnie Von. Essa nem precisa relacionar...

Mas na verdade não seria justo atribuirmos ao som apenas as porcarias que chamam de música, tudo que existe nesse mundo musicalmente falando deve ser atribuído ao som, tanto o que é bom quanto o que não é tão bom assim... Como quem está escrevendo o artigo sou eu, eu decidi que vamos apenas ver o que vale a pena, o resto, vai pro lixo.

Do que realmente vale a pena e devemos agradecer ao som se destacam alguns estilos como:

Algo decente
  • Rock (de verdade) Porque eu gosto
  • Blues e Jazz Por vários motivos, primeiro porque foram um dos primeiros estilos a surgir e depois por serem os precursores do Rock
  • MPB Porque tem uma construção muito rica musicalmente falando e principalmente por sempre retratarem a realidade de nosso país de uma forma inteligente.
  • Eu diria "Música Clássica ou Erudita", mas esse é um gosto muito particular meu, eu sei que esse tipo de música é uma chatice, dá um sono danado e que portanto a maioria deve odiar; Mas eu gosto e ninguém nada com isso.

Finalizando, se o seu estilo preferido não se inclui dentre estes o problema é seu, não estou nem aí se você gosta de RBD, eu não vou encher meu artigo de porcarias por sua causa!