Sonne

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Sonne.
A gostosa da homenageada, apesar que ela não era pra ser loira, mas decidiram por essa loira mesmo, só pra deixar brasileiro que ama uma loira doido da Silva Sauro.

Sonne ("Ninho Soleil" em alemão) é uma música bizarra da banda ainda mais bizarra ainda, Hamster. Essa música foi feita em homenagem à Clara das Neves Branca de Neve e seus Sete Anões (que no caso do clipe eram apenas 6 anões: é que um morreu antes de a banda gravar o primeiro disco por descobrirem que ele não era ariano).

História[editar]

Quando Branca de Neve passou pelo Bosque Encantado na Alemanha, deu de cara com seis malucos que trabalhavam na escavação de uma mina de ouro pertencente ao Zé da Mina Abandonada. Ela acabou seduzindo os manés, que eram tarados e necessitados, mais necessitados que o Anão Chumbinho por mulher (vide o clipe sem censura de "Pussy" no XVideos para maiores detalhes do desespero dos caras - e bata com moderação!). Com isso, eles acabaram escravizados pela vadia, que os forçava a todo dia ficar contando "um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, fora" pra provarem que estavam trabalhando e a quantidade de ouro que eles escavavam para ela. Além de também os tornar seus escravos sexuais em momentos mais íntimos da megera.

Um dia, emputecidos já com a situação, aguardaram ela ir tomar um banho com o sangue e suco de maçã (que ela amava comer) para enfiarem um motumbo nas costas dela, aparentemente matando-a instantaneamente. Mas quando iam enterrá-la, a puta levou uma maçãzada na cabeça, e também graças ao nascer do sol, voltou à vida. E os manés voltaram à escravidão.

Letra[editar]

O sol nasce sorrindo por causa dessa música.

Babel fish.gifTraduzindo: Solzinho
Babel Fish sobre Sonne

Eins, zwei, drei, vier, fünf, sechs, sieben, acht, neun, aus

Alle warten auf das Licht
fürchtet euch fürchtet euch nicht
die Sonne scheint mir aus den Augen
sie wird heut Nacht nicht untergehen
und die Welt zählt laut bis zehn

Eins
Hier kommt die Sonne
Zwei
Hier kommt die Sonne
Drei
Sie ist der hellste Stern von allen
Vier
Hier kommt die Sonne

Die Sonne scheint mir aus den Händen
kann verbrennen, kann euch blenden
wenn sie aus den Fäusten bricht
legt sich heiss auf das Gesicht
sie wird heut Nacht nicht untergehen
und die Welt zählt laut bis zehn

Esse é o "sol" que a banda realmente gosta.

Eins
Hier kommt die Sonne
Zwei
Hier kommt die Sonne
Drei
Sie ist der hellste Stern von allen
Vier
Hier kommt die Sonne
Fünf
Hier kommt die Sonne
Sechs
Hier kommt die Sonne
Sieben
Sie ist der hellste Stern von allen
Acht, neun
Hier kommt die Sonne

Die Sonne scheint mir aus den Händen
kann verbrennen, kann dich blenden
wenn sie aus den Fäusten bricht
legt sich heiss auf dein Gesicht
legt sich schmerzend auf die Brust
das Gleichgewicht wird zum Verlust
lässt dich hart zu Boden gehen
und die Welt zählt laut bis zehn

Eins
Hier kommt die Sonne
Zwei
Hier kommt die Sonne
Drei
Sie ist der hellste Stern von allen
Vier
Und wird nie vom Himmel fallen
Fünf
Hier kommt die Sonne
Sechs
Hier kommt die Sonne
Sieben
Sie ist der hellste Stern von allen
Acht, neun
Hier kommt die Sonne

"Traduchion" (via Vagalume, lógico)[editar]

Caso o sol vire uma laranja, você virará escravo da Branca de Neve!

Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, fora...

Todos esperam pela luz
tenham medo, não tenham medo
O Sol brilha dos meus olhos
Ele não irá se por esta noite
E o mundo conta alto até dez

Um
Lá vem o Sol
Dois
Lá vem o Sol
Três
Ele é a estrela mais brilhante de todas
Quatro,
Lá vem o Sol

O Sol brilha em minhas mãos
Pode queimar, pode cegar vocês
Quando ele irrompe dos meus punhos
Deita-se quente sobre seu rosto
Ele não vai se por esta noite
E o mundo conta alto até dez

A maçã da Branca de Neve era muito desejada pelos anões.

Um
Lá vem o Sol
Dois
Lá vem o Sol
Três
Ele é a estrela mais brilhante de todas
Quatro
Lá vem o Sol
Cinco
Lá vem o Sol
Seis
Lá vem o Sol
Sete
Ele é a estrela mais brilhante de todas
Oito, nove
Lá vem o Sol

O Sol brilha em minhas mãos
Pode te queimar, pode te cegar
Quando ele irrompe dos meus punhos
Deita-se quente sobre seu rosto
Deita-se dolorosamete sobre o peito
O equilíbrio é perdido
Ele te faz ir com força sobre o chão
E o mundo conta alto até dez

Um
Lá vem o Sol
Dois
Lá vem o Sol
Três
Ele é a estrela mais brilhante de todas
Quatro
E ele nunca vai cair do céu
Cinco
Lá vem o Sol
Seis
Lá vem o Sol
Sete
Ele é a estrela mais brilhante de todas
Oito, nove
Lá vem o Sol

Versão polêmica e emo nazista de "Sonne"[editar]

Hitler ficou ainda mais fã do Rammstein depois dessa música.

Há não muito tempo atrás, algum maluco fez uma versão tosca dessa música chamada "Hitler", dizendo ser o Rammstein. Essa música é um mantra maluco em homenagem ao Adolfinho e diversos amantes dele, como Himmler, Rudolf e Göbbels.

Entretanto, todos os membros do Rammstein negam completamente terem participado de uma música assim, apesar de a voz do maluco que canta ser igualzinha a do Till Lindemann...

Vídeos[editar]

A versão oficial (ou não) da música

A versão cheia de mensagens ocultas sobre o emocore, ops, sobre o nazismo.