SsangYong

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Típico sonho de consumo da classe média. Este artigo é sobre um carro.

Não é homem, não é nada, mulher gosta é de carro...

Ele queima óleo, suja sua garagem, solta fumaça e sempre lhe deixa na mão no meio da estrada!





강남 스타일
Flag korea dog.jpg Este artigo é sul-coreano! Ele é nerd, odeia o Brasil e comunistas, come bulgogi e kimchi, luta Taekwondo, anda de Hyundai e briga com os japoneses por causa de duas ilhas. O autor pode ser um viciado em Pump it Up ou uma fã doida de K-Pop.

Park Geun-Hye, Yi Sun Shin e Kim Kaphwan estão de olho.


Cquote1.png Você quis dizer: Invasão de merdas coreanas Cquote2.png
Google sobre SsangYong
Cquote1.png Você quis dizer: Carro feio Cquote2.png
Google sobre SsangYong
Cquote1.png WTF? Cquote2.png
Anônimo sobre SsangYong
Cquote1.png Pai, aquilo é uma nave espacial? Cquote2.png
Criançinha sobre SsangYong
Cquote1.png Esse é dóse! Cquote2.png
Adolescente sobre SsangYong
Cquote1.png "Isso" é chinês? Cquote2.png
Pessoa que passava na rua sobre SsangYong
Cquote1.png Não, isto é um carro coreano Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre SsangYong
Cquote1.png NoXáÁá! qUXi CáRríu FêêÊÊiUuUu! Cquote2.png
Emo sobre SsangYong
Cquote1.png Isto nón exciste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre SsangYong

A SsangYong Kyron, repare na harmonia do desenho frontal

A SsangYong (cara, como é chato ficar escrevendo esse nome) é uma marca chinesa coreana criada em 1900 e sei lá das quantas por Kim-Jong-Il. Ela é uma das marcas mais vagabundas competentes do mundo, pra estar até hoje vendendo.

as vendas no Brasil[editar]

Aqui no Brasil, essa merda chegou ao lado das já conhecidas Hyundai e Kia, só que o desenho e a pequena rede de concessionárias não agradaram ao consumidor idiota brasileiro. Anteriormente, os coreanos já haviam tentado entrar no nosso país com os primeiros lotes de carros das marcas Hyundai, Kia e Daewoo (essa última com pouco sucesso), mas nunca agradaram a nós, brasileiros. Hoje em dia, enquanto a Hyundai vende uns 100 mil carros por ano, a SsangYong não vende nem 15 mil, Apesar de eles terem uma variada cartela de opções para o consumidor brasileiro. Aí em baixo vai a lista dos carros:

SsangYong Actyon Sports;

SsangYong Actyon;

SsangYong Kyron;

SsangYong Rexton.

E só.

A SsangYong Rodius, graças a Deus que ela não veio para o Brasil

Os motores[editar]

No Brasil, os motores que eles usam em seus carrinhos de mão carrões vão desde um 2.6 de incríveis 49 cavalos, 6 bodes e 12 éguas, até um 19.7 de estupendos 57 cavalos, 31 bodes e 27 éguas. há também o híbrido, que usa um motor elétrico de 34 cavalos, 2 bodes e 13 éguas e um a gasolina 1.5, de 12 cavalos, 1 bode e 3 éguas.

Aviso: Essas informações não são verdadeiras. E você ainda achou que se mede a potÊncia do motor com éguas e bodes? Caramba, diz que você não é um burrão?

a carroceria[editar]

As, digamos, belas carrocerias desenhadas pelos mestres do desenho coreano Axi-Jon-Fran e Rech-Val-Kim, de um jeito impressionante, nunca deram um pulo nas vendas, apesar de sempre ter vários idiotas como eu que acham aquela Kyron um máximo. Ela lembra o desenho do filho de 4 anos que achou o desenho criado por ele muito bom, acabou mandando para a sede da SsangYong na Coréia e, os empresários da marca, sem saber o que fazer, resolveram vender os carros que o menino desenhou. Menino que criou os carros da SsangYong, se apresente para levar 3 socos na cara de graça.

os equipamentos[editar]

Os equipamentos oferecidos pela marca são bem variados, e alguns até criativos e inusitados:

SsangYong Actyon Sports (versão picape)= 12 airbags para o motorista e 10 para passageiros; motor 2.5 de 49 cavalos, 6 bodes e 12 éguas; direção hidráulica;teto solar de 3 metros de comprimento (pra poder caber o chifre que os bodes que compraram os carros dessa marca tÊm); bancos de couro de vaca.

SsangYong Actyon = Os mesmos itens da versão Sports, mais câmbio automático de 35 marchas.

SsangYong Kyron = todos os itens das versões da Actyon, mais um motor 4.0 de 50 cavalos, 19 bodes e 20 éguas e um espaço maior, para acomodar confortavelmente 4 burros e 1 vaca (a sogra).

SsangYong Rexton = a mais luxuosa da linha, tem um motor 5.5 de 57 cavalos, 21 bodes e 24 éguas; câmbio Tiptronic de 59 marchas; bancos de camurça; Espaço para 6 burros e 1 vaca; direção elétrica; teto solar de 4 metros e 2 estepes.


A Rexton, repare na bela frente do automóvel

linha do tempo[editar]

1943: Kim-Jong-Il cria a SsangYong Motors Corporation;

1944: Eles criam o primeiro carro da marca, o Actyon Classic, mas suas vendas são poucas;

1947: O sucessor do Actyon Classic, o Actyon Splash, chega às revendedoras coreanas e tem um desempenho de vendas acima do esperado;

1950: A primeira re-estilização do Actyon Splash;

1955: A SsangYong faz seu novo carro, o Hidra Splash. Este, porém, tem vendas aquém do esperado e a marca se vê obrigada a parar a produção do carro;

1956: O Actyon Splash deixa de ser produzido;

1957: Eles criam o Kyron, modelo vendido até hoje, porém com muitas atualizações mecânicas e de estilo;

1967: O Kyron é o modelo da marca que mais vende desde que a SsangYong é criada;

1972: A SsangYong faz o Rexton, outro modelo que continua a ser vendido;

1975: A SsangYong cria um protótipo denominado 765, que iria servir ao presidente do Canadá, mas o projeto não sai do papel;

1980: Eles criam o esportivo Sport Asper, que vende pouco. Em seguida, sai de linha em 1982;

1984: A companhia refaz o Kyron, e suas vendas crescem;

1986: A SsangYong cria o projeto 15, que abusa de linhas retas; não sai do papel;

1990: A empresa está com suas vendas pequenas, e por isso re-estiliza o Rexton pela segunda vez;

1995: O modelo Aspen Classic é lançado, e faz a companhia sair do buraco com suas vendas ótimas;

2000: A marca faz o Speriato, que não vende mais do que 450 unidades. Hoje em dia esses carros são muito disputados por colecionadores coreanos;

2003; A marca recria o Actyon, que tem vendas pequenas por causa da idade;

2006: A marca faz um novo estilo de desenho, muito polÊmico, que até hoje está nos carros da marca;

2011: A marca pensa em fazer um novo tipo de carro, picape, para substituir o Actyon Sports;

O futuro: a marca continua vendendo até que, em 2032, acaba falindo, no mesmo ano que a Daewoo.