Strogonoff

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
St Basils Cathedral-500px.jpg ДECCИКЛOПEДИА

Estin artigovski é russki!

Com a benção de Alexandre Nevsky!

Smirnoff.gif
Cquote1.png Este prato russo ganha toque tropical quando preparado com leite de coco Cquote2.png
Ana Maria Braga sobre comer feijoada na Rússia e strogonoff no Brasil

Cquote1.png Matou, cortou e fez estrogonofe Cquote2.png
Bradock sobre o preparo do Strogonoff

Cquote1.png Oba! Chomp! Chomp! Glup! Cquote2.png
Molinsky sobre comer strogonoff

Cquote1.png Na União Soviética, o strogonoff serve você no jantar! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Strogonoff

O strogonoff é um prato feito de frango à moda Tiradentes com creme de leite, podendo ser adicionado batatinhas, batatinhas, batatiiinhaaas, cenoura, tomate, cogumelos ou azeitona. Para poupar a vida dos pobres galináceos pode ser feito com carne de vaca. Infelizmente há um certo costume racista de servi-lo somente com arroz, deixando o feijão meio isolado.

História[editar]

Foi inventado no século XVI pelo exército russo. Era carne de urubu ou qualquer outro animal atingido por uma bala perdida. Um certo cozinheiro depois de por um chifre no tenente foi expulso do exército porque o corno tinha as costas quentes. Não tendo mais emprego foi abrir um boteco e devido a guerra causar muitas reviravoltas emocionais teve sucesso vendendo vodca. Aí ele teve a ideia de colocar coisas que até Deus duvida no rango que ele fazia para deixar mais cremoso e vender para os clientes do barzinho. Uma empregada da família Strogonov numa escapulida ao serviço foi la e vendo que o negócio era um bagulho do bão recomendou a receita aos patrões para justificar a cagada. Depois de rolar um suborno básico e umas adaptações usaram a coisa para babar o ovo do czar. Numa puta falta de sacanagem batizaram com o próprio nome. Hoje em dia a escola quando quer se livrar do frango podre faz strogonoff.

Outras versões[editar]

Após o pau ter comido na Rússia durante a Revolução de 1917, John Strog, cozinheiro da metralhada e bombardeada ex-monarquia foi nadar no rio Sena. De maneiras não doCUmentadas, sugerindo invenção alienígena, surgiu uma receita parecida com o que você por aí à base de molho bechamel. Por falta de dinheiro a versão atual é a base de creme de leite mesmo. No caso de não ter um frango mas se ter um porco se faz feijoada. Segundo internautas do Club Penguin, o Zé Vodca citado acima não cozinhava de uma vez, mas ficava ligando e desligando o fogão, dando origem ao termo StrogOnOff.

Como fazer[editar]

Ingredientes[editar]

  • O principal é o frango. Se tiver um certo gosto sofisticado poderá fazer que nem um certo amorosamente desfavorecido de Amor à Vida fez: pombos de rua. Se os Cury acharam que era galeto é uma boa ideia.
  • Para dar liquidez use creme de leite ou amido de milho. Pode trocar por um desses molhos de livro de receita se quiser impressionar alguém mas pelo amor do mestre dos magos não faça a base de maionese Hellmanns que nem um desses zilhões de comerciais do horário nobre recomendam. Se uma colherinha tem só 40 calorias um pote inteiro tem mais de 8000.
  • Para temperar use caldo Knor, ketchup, urucum, sete ervas, etc. No mercadinho mais próximo, baby.
  • Para dar mais sustância engrosse o líquido com champignon (o que está vivo), batata frita, nescau ou toddynho, banana, marshmallows, etc. Não enfie nada que te faça vomitar depois, não é necessário um processo por intoxicação alimentar.

Modo de preparo[editar]

É só por o frango para cozinhar e quando estiver quase pronto ir preparando a guarnição de sua preferência. Sirva junto com um prato principal para garantir os carboidratos. A Desreceitas agradece a preferência.

Olhando assim não dá pra saber se é filé, ou coxão duro