Subdivisões da Indonésia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Subdivisões da Indonésia é a maneira pela qual o Sultanato Monárquico Semi-Feudal da Indonésia se subdivide. Primeiramente, como bem observado em qualquer mapa do tabuleiro War, a Indonésia é a composição de três nações soberanas: Sumatra, Bornéu e Papua-Nova Guiné que por sua vez são subdivididas em províncias. Os arquipélagos de Celebes, Sonda e Molucas como são muito insignificantes são territórios independentes que não aparecem geralmente nos mapas. Já a ilha de Java por situar-se em outra dimensão virtual não é considerada uma subdivisão oficial da Indonésia, embora seja identificada por JavaScript.

Províncias[editar]

Mapa das sete principais ilhas que formam a Indonésia, em vermelho.

Como estamos lidando com um arquipélago com trocentas ilhas, as subdivisões das províncias do país pode ser ligeiramente caótica, especialmente quando pegam a ilhota de Sumatra onde só tem mata tropical, lixo, animais estranhos, doença tropical e mais lixo e a divide em nada menos que 9 províncias.

Apesar do idioma indonésio ser bem exótico e possibilitar uma gama de palavras interessantes, especialmente os usos de vogais aos montes, a criatividade dos indonésios para nomes é totalmente limitada, havendo províncias com nomes como Java Central, Java Ocidental e Java Oriental, ou a porcaria de Bornéu que bate o record em falta de criatividade em subdividir-se em Kalimantan Central, Kalimantan do Norte, Kalimantan do Sul, Kalimantan Ocidental e Kalimantan Oriental, agora que Kalimantan é Bornéu ninguém explicou.

Províncias autônomas

  • Achém - O que o acém é para a paleta do boi a província de Achém é para Sumatra, localizada no norte de Sumatra de Norte, ou seja, bem no norte mesmo de Sumatra, é uma província islâmica que possui sua própria bandeira e suas próprias leis surtadas. Possui também seus próprios partidos políticos, uma língua própria, e na verdade só não é um país independente porque eles nem sabem o que é um país independente.
  • Yogyakarta - Única província governada por um sultão vitalício que só continua assim porque é a província mais inútil do país, tão inútil que nem quis se separar como o Timor-Leste.
  • Papua - Auto-denominados e auto-proclamados como Irian Jaya, é o único reino da Indonésia, formada por um conclave de caciques canibais, possui autonomia política, econômica e gastronômica do restante da Indonésia.
  • Papua Ocidental - Como a província da Papua, só que com canibais vegetarianos.
  • Região Especial da Capital Jacarta - Como capital da Indonésia, tornou-se um aos urbano tão enorme que acabou tornando-se uma província independente.

República autônoma

  • Timor-Leste - Única república autônoma da Indonésia, goza de independência financeira, política, tem bandeira própria e seu próprio idioma (semelhante ao goianês) e serve para nada, tanto que a Indonésia só finge que se importa com o que acontece lá.

Kabupaten[editar]

Kabupaten (regências) é a primeira subdivisão das províncias. As regências diferem-se dos kota por serem vilarejos pequenos, plantações de arroz, florestas cheias de mosquitos e todas demais paisagens bucólicas da Indonésia que estão cada vez mais raras fora da Papua, inclusive as tribos canibais.

Kota[editar]

Kota (cidades) são as subdivisões das províncias que não tenha tanto mato como os kabupaten, mas sim prédios e muita fumaça.

Kecamatan[editar]

Kecamatan (subdistritos) são como os indonésios denominam seus "bairros", o que obviamente não serve para nada, nem estatisticamente já que estatística é difícil demais para eles, nem mesmo para organizar já que é tudo um caos mesmo, sendo a função dos kecamatan meramente cerimoniais.

Flag map of Indonesia.png Indonésia
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografiaEconomiaCulturaTurismo