Sul-mato-grossês

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

O Sul-mato-grossês é um dialeto da língua portuguesa majoritariamente utilizado na cidade de Campo Grande, que une traços de caipirês, mineirês, goianês e paulistanês. É importante ressaltar que a utilização das concordâncias verbais e nominais e das demais regras ortográficas do português, tanto na fala como na escrita, não são culturalmente aceitas em solo campo-grandense, bem como a utilização de qualquer vocábulo diferente (ou seja, nunca veiculado em nenhuma novela) também não é permitida, sob pena de sofrer com o severo preconceito social que atinge quem se expressa de maneira a destoar das "variantes linguísticas" encontradiças na capital.

Abaixo, algumas expressões típicas do campo-grandês, algumas tem tradução para português entre parênteses, mas algumas expressões são tão locais que não possuem tradução para nenhuma outra língua:

  • Malemau
  • Trompei! Dei uma trompada! Acabei trompando... (trombar, bater)
  • "Aoowww" (usado para: ter a atenção, dispersar ou juntar bois e/ou campograndenses.)
  • ôô trem cosquento (coisa boa, coisa ruim, qualquer coisa, geralmente é dito quando não se tem nada pra dizer.)
  • Toda vida (sempre, claro, vamos sim, já fui...)
  • Péts (palavra dita depois que alguém aperta seu mamilo)
  • Bora lá no postinho...
  • Á te lasca, rapah...
  • Ohh carai de asa!
  • Bizorrinho (besouro)
  • Ã-rãn!
  • Estucar (humilhar ou ser melhor)
  • Na moral...
  • Eita pêga!
  • guri/guria (menino/menina)
  • Mato Grosso do SUUUUUUUUUUUUUUUUUUUULL, PORRA!!
  • Di Boa (ok, beleza, feito)
  • Qual buzão cê vai pega?
  • Isso é di boa.. A gente fica ai morgando!
  • furdunço (bagunça)
  • Agora eu tô buneco (agora eu estou bonito)
  • Aff
  • Que derrota, hein!
  • Fela diuma rapariga! (xingamento)
  • Fela da P! (outro xingamento)
  • Corgo (córrego)
  • Eita povo moagento
  • Cambota (cambalhota)
  • É pra cabá
  • Ai carai!!! ("Ai caralho")
  • Bemdizê que foi
  • Segue toda a vida até ali..
  • ... pior!
  • O fii! (ei você!)
  • PeRfeito! (qualquer coisa que não seja terrivelmente ruim ao ponto de não se querer comer o próprio rosto é dito "perfeito", principalmente pelas patys, que concorrem em gírias diretamente com as cowgirls... Cowgirls podem ser patys, contanto que os pais sejam donos de fazendas, o que é bastante comum...)
  • Que onça! (demonstração de estupefação)
  • pah né véi (qualquer coisa quando não tem o que dizer)
  • Aaaaalass!!!
  • Capaiz né!
  • Fiz tudinho..
  • Nem vô, vai ta cheio de malaco (resposta da pergunta "vai lá no show amanhã?" na qual "malaco" significa maloqueiro, favelado do pé rachado)
  • Causando (expressão usada por quase todos, mais ainda por malacos, que significa: arrumando briga ou procurando confusão)
  • Di certo...
  • Disk ele foi lá..
  • Daqueles que...
  • UAI!
  • UÉ!
  • Massa véi!
  • Ta galãnn heim..
  • Tipassim..
  • ai que feraa..!
  • Fazer moage
  • Saca?
  • Oia que cavala! (expressão usada quando uma mulher gostosa e de altura maior que 1,80m é avistada)
  • Nem...
  • Meio que quase (foi, mas não foi)
  • Eu qui vô, eu qui sô
  • Parça ou parcêra (parceiro ou parceira)
  • Sapituca, siricutico (piripaque)
  • Tilangas (qualquer coisa parecida com uma biscate)
  • Aooo Isminino(a)!
  • Bora lá nos altos?
  • Capivara (nome designado às meninas desprovidas de beleza)
  • Mermão... (a conjunção de "Meu" com "Irmão" usado pelos malacos para se comunicarem ou chamarem a atenção da vitima na hora do assalto)
  • Borso, Borsa (bolso, bolsa - expressão muito usada pelos agroboys que gostam tanto do 'r' que o colocam ate no lugar do l)
  • Se pah eu vou lá (se der certo eu vou)
  • Aloka
  • Quando é o próximo show do JB & V?
  • O ônibus tá demorando
  • Que tédio
  • Pintei meu quaRto de veRde
  • Poconiano (pessoa nascida no Poconé)
  • Meu amigo morreu na saída/entrada do show
  • Luan Santana é o sucesso e é de CG
  • TA DE PIERA COM A MINHA CARA NÉ?! (VOCÊ ESTÁ MENTINDO PARA MIM?!)
  • NUM ERA BOBO ESSE! (NÃO ACREDITO NISSO)