Super Vândalo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Descomics.jpg

Este artigo é parte do Projeto Descomics, o seu universo de personagens.

Não, o nome dele não é Chico Tripa... mas bem que poderia ser...

Super Vândalo é um vilão do Descicloverso, que não tem muita importância no mundo. Em vez de cometer grandes crimes, ele prefere pintar as coisas, espalhar lixo e colocar Funk e Sertanejo Universitário em alto som para todos ouvirem. Ele não é engraçado, apenas idiota. E nem é perigoso, mas incomoda muita gente. Aliás, se tivesse dois dele, e ele fosse um elefante, ele incomodaria, incomodaria muito mais... pior se ele fosse uns 200... melhor não aumentar...

História[editar]

Super Vândalo é a identidade secreta de Heder Marcel, que não é tão secreta assim. Antes de ser um vândalo, Heder era um cidadão comum, contador, que trabalhava em uma indústria de salsichas enlatadas. Heder estava fazendo seu trabalho de contabilidade (Ele contava as latas que estavam amassadas) quando uma enorme lata de 100 gramas caiu em sua cabeça. Heder não morreu, mas havia perdido a consciência. Quando finalmente saiu do coma, Heder ficou maluco. Já não era mais um cidadão de bem. Havia se tornado o insano Super Vândalo, o todo poderoso do crime segundo o próprio.

Principais crimes[editar]

O Super Vândalo já vandalizou várias vezes a cidade de Desciclópolis. Pintou o rio que corta a cidade com a cor rosa-choque. Com seu dirigível, Vandalin, espalhou santinhos de políticos de eleições passadas por toda a cidade. E o problema é que ninguém conhece capturá-lo. Super Vândalo espalha lixo pela cidade, joga Guaraná Dolly na roupa dos incautos, espalha papel picado em parques e florestas, joga ovo frito nos pontos turísticos da cidade, entre outras safadezas. Por sorte, Super Vândalo é um completo idiota e seus crimes não prejudicam ninguém, a não ser os garis.

Ver também[editar]