Sverdlovsk

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Sverdlovsk(em russo, Cвepдлoвck), um óblast russo, de que quando o assunto são estados russos, é o último a ser lembrado. A sua capital é a bizarra cidade de Yekaterinburg.

História[editar]

Toda a população de Sverdlovsk reunida para posar para foto.

Sverdlovsk é mais uma região russa de projeção mudial/interna russa próxima a zero. Foi conquistada durante a campanha de Ivan, o Terrível que nem reparou que havia conquistado o atual óblast de Sverdlovsk por acidente quando assaltou a pequena vila de Yekaterinburg, com 40 habitantes na época.

Anexada ao território russo, Sverdlovsk floresceu e se tornou um próspero estado. Como os russos são megalomaníacos, até no óblast inútil de Sverdlovsk construiram grandes castelos, chafarizes, pilares e coisas russas.

Atualmente Sverdlovsk é sinônimo de xingamento na Rússia, porém na verdade a palavra Sverdlovsk foi um xingamento proferido por Ivan quando descobriu aquele fim de mundo.

Etnia[editar]

Em Sverdlovsk residem russos autênticos, todos de Sverdlovsk que decidem viajar para Moscou se dão bem, logo todos habitantes com o mínimo de inteligência ou objetivo de vida conterrâneos de Sverdlovsk viajam à Moscou, fazendo de Sverdlovsk parecer uma cidade de velho-oeste abandonada.

Sverdlovsk foi onde Boris Iéltsin nasceu, mas ninguém faz a mínima ideia disso, muito menos aonde que fica Sverdlovsk.

Curiosidades[editar]

  • Há uma forte dúvida sobre a existência do Óblast de Sverdlovsk. Todos estudam que a região existe, mas nunca conseguem chegar no estado sverdlovskiano, ou muito menos conhecem algum sverdlovskiano.
  • Ninguém sabe onde fica Sverdlovsk ao certo.
  • Se você pronunciar Sverdlovsk no meio da Praca Vermelha em Moscou, pediu para apanhar.
  • Sverdlovskianos são tão comuns quanto gnomos.
  • Existe 99,9999999999999% de chance de você NÃO conhecer algum Sverdlovskiano.
  • Se você matar alguém em Sverdlovsk você será imortal
  • Chuck Norris passou sua lua de mel lá