Sweet (banda)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Predefinição:70

GuardasInglaterra.jpg GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de £ewis Hamilton.

Certamente, paraguaios, franceses e alemães odiarão este artigo!
Rainhavitoriapre.jpg
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Sweet.
Sweet (banda)
Sweet.jpg
A banda tinha um figurino super Fashion
Origem London
País Bandeira do Reino Unido Reino Unido
Período 1968 - 1982
1985 - 1997
2008 - atualmente
Gênero(s) Glam rock
Glitter
Pop rock
Bubblegum
Hard rock
Rock Pré-histórico
Gravadora(s)
Integrante(s) Brian Connolly
Andy Scott
Steve Priest
Mick Tucker
Ex-integrante(s) Bom Dia!
Site oficial Site oficial


Babel fish.gifTraduzindo: As Doçuras
Babel Fish sobre Sweet (banda)
Cquote1.png Que nome mais gay! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Sweet

Sweet (originalmente As Doçuras) é um grupo de sertanejo puritano e gay formado no fim da década de 1960, que atingiu o sucesso como um dos principais grupos de glam rock na década de 1970. Sua formação clássica consistiu de Brian Colônia, Padre Steve, Andy Scott, and Mick Caminhão.

Durante os primeiros anos da década o estilo da banda seguiu uma evolução acentuada, desde o estilo bubblegum do seu primeiro sucesso, "Funny Funny", para um rock pesado plagiado do Who, com o uso marcante de backing vocals agudos. A banda obteve grande sucesso só nas paradas britânicas, com treze canções a atingir o Top 200 durante a década.

A formação do Sweet passou por algumas mudanças, e durante diferentes períodos Scott, Connolly e Priest formaram também seu próprio "Sweet", resultando nas bandas separadas Steve Priest's Sweet, Andy Scott's Sweet e Brian Connolly's New Sweet.

Connolly morreu em 1997, e Tucker em 2002.

Duas dessas bandas de garagem ainda existem: a versão americana do Sweet, fundada pelo baixista Padre Steve, e a versão britânica do Sweet, liderada por Andy Scott.

Introdução[editar]

Em seu primeiro disco, Sweet How Funny, o som da banda era basicamente um glam rock pop.

Nos dois discos posteriores, a banda se tornou hard rock, em 1974 em diante, até em 1978 lançaram o último disco com o Brian Connolly nos vocais, Level Headed, ja no estilo classic rock.

Após a saída de Brian, eles lançaram mais três discos com Andy, Steve e Mick revezando nos vocais.

Em 1982 foi o último disco do grupo.

De 1982 até 2009, o Sweet se dividiu em três, o Brian Connolly Sweet, o Andy Scotts Sweet e o Steve Priest Sweet.

Biografia[editar]

Originalmente, o Sweet foi chamado de Shopping do Doces e constou de Brian Connolly (gritos), Mick Tucker (Berros, batera), Frank Aguiar (guitarra) e Steve Priest (baixo). Em 1970, o grupo trocou seu nome para Doçuras e assinaram um contrato com a Fontana / EMI, lançando quatro singles sem sucesso. Após o fracasso dos quatro singles,Frank deixou o grupo e foi seguir carreira no forró em um certo fim de mundo sendo substituído por Andy Scott. A nova linha do Sweet assinou com a gravadora RCA em 1971, onde foram colocados sob a direção dos compositores Cheech e Chong. Cheech e Chong escreveram um número de canções pop bubblegum suaves para o grupo, a primeira das quais, "Funny Funny", alcançou o número 13 nas paradas da Inglaterra. Na sequência de "Funny Funny", a dupla escreveu mais cinco Top 400 hits para o grupo - incluindo "Little Willy" e "Wig-Wam Bam" - que foram todos os números bubblegum suave carregado com duplo sentido. Durante este tempo, Sweet estavam escrevendo seus próprios B-sides e faixas do álbum. Todas as composições do grupo eram mais pesadas que as canções de Cheech e Chong, caracterizando guitarras de hard rock. Por conseguinte, a dupla decidiu escrever canções mais pesadas para o grupo. "Blockbuster", o primeiro resultado de Cheech e Chong's com abordagem glam rock, foi o maior hit que o Sweet já teve no Reino Unido, alcançando o número um nas paradas no início de 1973 e, finalmente, chegando a platina. Para os próximos dois anos, Sweet continuou a carta com composições de Chinn e Chapman, incluindo o Top Ten hits "Hell Raiser", "Ballroom Blitz", "Teenage Rampage", e "The Six Teens".

No verão de 1974, os membros do Sweet tinha cansado do controle de Cheech e Chong exercido sobre sua carreira e decidiram gravar sem a dupla. O álbum resultante, Sweet Fanny Adams, alcançou o número 27 no Reino Unido, mas não deu hits. Na primavera de 1975, Sweet tiveram seu primeiro auto-encerrado com o hit "Fox on the Run" (composto em homenagem a uma certa raposa), que atingiu o Top Ten, tanto no Reino Unido e os E.U. "Fox on the Run" (em uma nova versão) apareceu na coletânea americana Desolação Boulevard, na América, seu lançamento ajudou "Ballroom Blitz" alcançar o Top Ten no verão de 1975. Strung Up (duplo com um lp ao morto-vivo e outro de estúdio), álbum lançado no outono de 1975, continuou mover o grupo em direção ao rock fresco. Para o resto da década, o grupo continuou a produzir discos, que foram um fracasso. O Sweet voltou as paradas em 1978 com o hit "Love Is Like Oxygen".

Connolly deixou a banda depois de "Love Is Like Oxygen". O grupo continuou por mais três anos, lançando mais três álbuns que tiveram sucesso tão negativo que a banda ficou devendo a gravadora. O Sweet se separou em 1982. Na década seguinte à sua dissolução, Sweet reuniu em várias ocasiões.

Discografia[editar]

  1. 1971 Funny How Sweet Co-Co Can Be
  2. 1974 Sweet Fanny Adams
  3. 1974 Desolation Boulevard
  4. 1976 Give Us a Wink
  5. 1977 Off the Record
  6. 1978 Level Headed
  7. 1979 Cut Above the Rest
  8. 1980 Waters Edge
  9. 1982 Identity Crisis

Lançamentos póstumos[editar]

  1. 1989 Live at the Marquee
  2. 1993 Great Balls of Fire (live) (1971)
  3. 1993 Land of Hope and Glory [Live Tokyo Japan Aug. 19, 1976]
  4. 1995 Let's Go [Brian Connolly's Sweet]
  5. 1995 Platinum Rare
  6. 1996 The Best of Sweet featuring Brian Connolly
  7. 1998 Live In Denmark 1976 (limited edition of 500 signed by Steve Priest)
  8. 1999 Live at the Rainbow 1973
  9. 2009 Live in America

Coletâneas interessantes[editar]

  1. 1972 The Sweet's Biggest Hits
  2. 1975 Sweet Singles Album
  3. 1975 Desolation Boulevard (plágio americano de 1974)
  4. 1977 Sweet's Golden Greats
  5. 1978 Takeoff: 10 Years on Top
  6. 1984 Sweet 16-It's It's... Sweet's Hits
  7. 1989 The Sweet Collection
  8. 1991 First Recordings 1968-1971
  9. 1992 The Best of Sweet
  10. 1993 Love is Like Oxygen - The Single Collection 1978-1982
  11. 1995 Hit Singles A & B Sides

Ligações externas[editar]