Tânia Oliveira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Eaew, jhow! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Tânia de Oliveira
Tânia oliveira.jpg
Sim, Tânia Oliveira é emo, mas com esse corpo... Quem se importa?
Nascimento 19 de dezembro de 1978
Bandeira do Brasil Brasil - São Caetano do Sul
Ocupação Modelo

Tânia Oliveira é uma modelo que tornou-se famosa por ter sido a primeira panicat de toda a história. Tudo bem que naquela época seu nome raramente era mencionado e somente punheteiros tinham conhecimento de sua existência, mas de qualquer forma, ela foi uma peça muito importante para ajudar o Pânico na TV a ter sucesso em seus primórdios.

Juventude[editar]

Embora tenha nascido em São Caetano do Sul, Tânia Oliveira mudou-se ainda durante sua adolescência para Jundiaí, onde iniciou a carreira de modelo profissional representando a cidade em diversos concursos de beleza sem nunca ter ganho nenhum deles. Posteriormente, também fez aulas de teatro e dança, possivelmente já almejando fama.

Antes de ser conhecida pela mídia, costumava se inscrever para viajar em caravanas que recrutam gente tosca para aparecer de figurante nos programas televisivos de auditório em troca de um sanduíche de presunto com Ki-Suco. Seu maior sonho era ser descoberta pelo apresentador de um desses programas que a contratasse para ser assistente de palco, mas o máximo que conseguiu foram algumas participações irrelevantes em quadros do extinto Ed Banana, uma das maiores merdas que já foram exibidas pela Record.

Carreira[editar]

Cita3.pngTira a mão daí!!Cita4.png
Isso vale tanto para ela como para você, que deve estar com a mão no pau neste exato momento

Em 2005, Tânia Oliveira passou a iludir a si mesma enquanto acreditava que tinha algum talento para atuação, e desde então começou a mendigar papéis nas principais emissoras do Brasil a fim de conseguir ser destaque em alguma telenovela. A Globo simplesmente ignorou os apelos da moça, enquanto o SBT estava mais preocupado em renovar seu contrato vitalício com a Televisa para exibir suas novelas mexicanas podres. Sobrou novamente então para a Record, que a submeteu a um teste do sofá para atuar em Metamorphoses, uma das novelas mais fracassadas de toda a história da televisão brasileira. A vergonha pela qual passou foi tanta que, não por acaso, este foi seu único trabalho como atriz.

Após seu trágico fracasso em Metamorphoses, Oliveira decidiu retomar o que fazia anteriormente, ou seja: porra nenhuma participar da plateia dos programas de auditório. Nisso, acabou chamando atenção de Emílio Surita enquanto participava do Pânico, já que as câmeras da RedeTV! acidentalmente deram um close indiscreto e acabaram mostrando que ela não estava usando calcinha. Surita então teve a brilhante ideia de chantageá-la com aquelas imagens e ameaçou mostrá-las a todo mundo caso não aceitasse trabalhar gratuitamente como sua puta. Não, ele não queria sexo, queria apenas uma gostosa seminua para enfeitar seu programa, já que o Pânico tinha uma audiência muito ruim porque Sabrina Sato recusava-se a tirar a roupa. Assim, Oliveira foi a pioneira das panicats, rebolando na ocupação até 2008, quando já tinha posado nua para a Playboy e, portanto, seu flagra sem calcinha já não representava mais uma ameaça.

Tentou fazer uma faculdade a fim de provar que era mais do que um cuzinho bonito com um biquíni enfiado no meio, mas logo acabou convencendo-se de que era apenas isso mesmo e foi atrás da RedeTV! na tentativa de recuperar seu antigo emprego. Porém, o Pânico já tinha arrumado novas panicats, então o canal decidiu ressuscitar seu antigo programa Interligado, colocando ela como apresentadora. Pouco tempo depois, também apresentou o Brothers, mas como agora Oliveira aparecia sempre vestida, o público não gostou e ambas as atrações foram canceladas.

v d e h
Pânico na TV Band
Mendigata4.jpg