TV JB

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
TV JB faliu!
Graficozero.JPG
Cows1.jpg

Nem o Lula quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: TV JB.

Cquote1.png Ni. Cquote2.png
Cavaleiros que dizem Ni sobre TV JB.
Cquote1.png A única coisa que prestava de sábado, depois da Globo, Record, SBT... Cquote2.png
Telespectador da TV JB sobre TV JB

TV JB
Televisão Jornal que Faliu S/A
País Bandeira do Brasil Brasil
Fundação 17 de abril de 2007
Extinção 17 de setembro de 2007
Fundador Grupo CBM
Pertence a
Proprietário
Presidente
Cidade sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan A novidade está saindo do no ar
Canal
Gêneros musicais {{{generos_musicais}}}
Principais telespectadores {{{faixa_etaria}}}
Afiliações
Prefixo
Cobertura Nacional
Sedes principais
Principais afiliadas {{{afiliadas}}}
Cobertura internacional {{{internacional}}}
Nomes anteriores
Página oficial
As modernas instalações de um talk show da TV JB.

A TV JB era uma tradicional emissora de televisão brasileira, que entediou surpreendeu os telespectadores prometendo ser uma nova cópia da Rede Manchete. E realmente foi, e com muito mais eficiência, já que a Rede Manchete demorou 16 anos para falir e a TV JB faliu em 5 meses. Faltou muito pouco pra TV JB ser comparada a Manchete: ter sua programação com 60% de animês e outras porcarias animações japonesas e outras coisas que iriam entrar no ar depois do ano 2000.

História[editar]

A TV JB era exibida através de dois canais afiliados à Polishop e à Igreja da Rede Record Universal do Reino de Deus. Fechou e teve que recontratar as reprises dos anos 90, mas tentou iludir os telespectadores com a fantástica Polishop. Como não deu certo, chamou Leão Lobo para tentar levantar a audiência, mas só levantou fofocas sobre a volta de Datena pra Record.

Programação[editar]

A TV JB tinha uma programação de péssima excelente qualidade. Os principais programas eram um que me esqueci e outro que não me recordo. Porém tinha um programa com título idiota criativo, que iniciava a programação: Na Rua. Depois de falir, os funcionários do programa ficaram na rua, tentando vender exemplares do novo negócio da empresa falida: o Jornal do Brasil, que vinha com um CD da AOL com a última versão do Netscape Navigator para Microsoft Linux.