Tailândia (Pará)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Mas é nosso emprego... tu queres que eu passe fome é!? Cquote2.png
Argumento de madeireiro de Tailândia do Pará que destrói a natureza de modo irreversível e insustentável

Tailândia é mais uma cidade paraense dessas sem lei e totalmente esquecida e negligenciada pelo governo estadual. A cidade destaca-se por ser a única cidade do Brasil (junto com o município Acará) a ter orgulho de destruir a floresta amazônica. Coagidos por pistoleiros, toda a população da cidade é totalmente a favor da destruição completa da Amazônia caso isso gere renda. Interessante é constatar que todos continuam numa cidade atrasada e sem infra-estrutura, mesmo todos ali supostamente usufruindo das riquezas da madeira ilegal.

História[editar]

Dúzias de caminhões de madeira semi-ilegal desfilando nas ruas de Tailândia, única cidade do Brasil que tem orgulho de desmatar a floresta.

A partir de 1970 o município de Acará ficou pequeno demais para a quantidade abusiva de grileiros, posseiros, malandros, pistoleiros, jagunços, capangas de latifundiários, semi-escravos e prostitutas. Na medida que o território desta cidade ia se acabando, os piromaníacos iam se adentrando cada vez mais na floresta, até estarem longe o bastante para criarem a sua própria vila, que futuramente seria Tailândia. Quando criaram a PA-150 em meados da década de 70, aí os fazendeiros ficaram malucos, e começaram a se assassinar nas disputas pelas terras valorizadas da beira da rodovia, até a coisa se acalmar e o equilíbrio de poder se manter. Quem não tinha nada com isso eram as putas de um puteiro que havia por ali, que criaram um monumento em formato de piroca para chamar a atenção de quem passasse pela frente da casa das primas. Hoje esse obelisco é uma atração na cidade.

Absolutamente nenhum tailandês fez parte da história dessa cidade. Este nome idiota foi dado apenas como parte de uma brincadeira em 1978, quando o Tenente Pinha Carneiro, enquanto gastava o dinheiro do desmatamento no famoso puteiro local, acabou sendo enrabado por travestis, quando declarou a célebre frase "Isso aqui parece a Tailândia!!" e ninguém pensou duas vezes, adotaram esse nome para o vilarejo.

Em 1989 foi fundado oficialmente, não por ser grandes coisas, mas é que ninguém queria se responsabilizar por aquela terra cheia de criminosos.

Economia[editar]

A economia da Tailândia do Pará é totalmente focada na extração de madeira, seja ilegal, legal ou semi-ilegal, o que faz a região de Tailândia nas imagens de satélite parecer exatamente uma boceta de atriz pornô, de tão depilada.

Política[editar]

A cidade absolutamente não possui leis. A única vez que alguém tentou instaurar um pouco de ordem nessa porcaria de cidade e tentar fazer coisas corretas, como proibir desmatamento ilegal, foi em 2008. Todavia uma enorme manifestação popular tomou conta das ruas de Tailândia, o povo, assustado com a repentina chegada da ordem e dos bons costumes, rapidamente rechaçou aquilo que chamaram de colonialismo, desejando o retorno do estilo de vida vagabundo de ausência total de normas de antes. O sucesso desta manifestação tornou Tailândia o único município do Brasil oficialmente anárquico.