Tamagotchi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Se você não teve infância naquela época, com certeza você está no Facebook ou no Whatsapp neste instante.

Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre Tamagotchi.
Típico bichinho virtual.
Sim, você perdia seu tempo cuidando desse gif animado.

Tamagochi, tamagotchi, tamagoshi, tamiguxo, sei lá como se escreve essa porra é o famoso bichinho virtual que conquistou milhares de corações(S2) e causou vários casos de perda cefálica degenerativa, foi criado pela Bandai no Japão e sua versão pirata foi trazida por contrabandistas paraguaios ao Brasil durante a década de 90.

A emoção de criar um tamagoshi é como ser pai, mas sem amar o filho de verdade (entenda-se o biológico, porque você parava de cuidar dele pra cuidar do Tamagochi). Foi considerada uma das piores epidemias já vistas pelo homo-sapiens, segundo a Organização Mundial da Saude.

Repercussão na sociedade[editar]

Retardado após seu Tamagotchi morrer

Projetado inicialmente para criancinhas de 7 anos com algum tipo de retardo mental (por isso seu baixo número de funções), os bichinhos virtuais atingiram toda uma gama de gerações, incluindo pais que tomavam o bichinho de seus filhos adultos. Era exorbitante o número de pessoas que paravam sua refeição, seu trabalho, sua atividade escolar ,sua trepada, seu assalto a mão armada, etc; só pra dar banho ou alimentar seu incompetente mascote que sequer sabia se virar sozinho.

Cquote1.png Larga mão disso, ele nem existe de verdade! Cquote2.png
Alguém tentando inutilmente convencer uma pessoa a largar seu tamagotchi e viver uma vida normal

Um Filho[editar]

Típica criança que tinha um tamagoshi

Quem diria que um chaveirinho guardaria a vida de um ser tão complexo e estraordinario quanto um tamagotchi?!?! No inicio, é um ovo, logo com o poder do amor, o ovo se revela um adoravel feto!!!

O designer do Tamagochi ganhou rios de dinheiro desenhando o personagem no Paint.

Um feto sem braços ou pernas, um feto indefeso confinado em um chaveiro que depende de você para sobreviver! Para mante-lo vivo é necessário mais que amor, você deve alimentá-lo, amamentá-lo, jogar jogo da velha com ele, dar vacina contra AIDS, fazer carinho, coçar a bunda, massagear, cortar as unhas do pé, ensinar algebra, levar ao parque, limpar o côcô etc... o menor descuido e o seu tamagoborotoshi morrera de infelicidade e depressão!!! Mas tudo isso vale a pena, pois a alegria de criar um tamboboxi é velo evoluir e se tornar algo bizarro como sua mãe, para que no final ele morra do mesmo jeito de qualquer forma, mas se transforme num anjinho ou capetinha.

Planejamento familiar[editar]

Caso você se tocasse do grau de idiotice absurdo que era cuidar de uma coisa dessas visse que não possuía condições físicas ou emocionais de cuidar de seu bichinho (ou simplesmente quisesse um de outro tipo mesmo) você podia até mesmo escolher abortar seu pequeno feto. Caso você achasse que ele viraria um ser alienado cujo você não seria mais capaz de amar, bastava apenas pegar um palito de dente e, ao apertar o botão atrás do seu feto, você brincava de Deus e o mandava para o Inferno.

Informações técnicas[editar]

Tamagotchi era o console de ultima geração criado pela Bandai (propriedade de Jaspion), possuindo diversos jogos, como: Digimon, Pokemon, Hamtaro, Hello Kitty e outros mega hiper sucessos!
Fez um enorme sucesso graças ao seu tamanho reduzido, sendo possível transporta-lo como um chaveirinho. Se bem que em determinados jogos era necessário tê-lo sempre consigo, uma vez que os bichinhos virtuais de tempo e tempo precisavam de dinheiro e cagavam fezes realistas!

Origem[editar]

Sua história se inicia em 1991, com o furto do Projeto Linux, a Máfia dos Pingüins buscou uma nova maneira de impor seu controle sobre o mundo. Os pinguins mais brilhantes da sociedade reuniram-se na Conferência de Madagascar para discutir uma nova estratégia. Após uma longa e produtiva reunião de 4 dias, decidiram criar um "brinquedo" para jovens de baixo intelecto. Porém apenas a população Emo e menininhas meigas foram vítimas do golpe.

Sobre[editar]

Os bichinhos virtuais evoluindo
Tamagotchi e suas variedades.

Pinguins cientistas desenvolveram um pequeno aparelho eletrônico que simulava um "dinossauro", desde seu nascimento até sua morte, com estimativa de vida de 23 dias (oque deixava muitos emos furiosos). Para por o produto no mercado, fizeram um acordo com a MTV que veiculou o tal "bichinho virtual". Escolheram uma jovem interessante para ser a garota propaganda. Podia ser encontrado em diversas cores e formatos. As Casas Bahia, Galeria Pajé, Mundo Oriental e o Camelódromo foram os pioneiros nas vendas do Tamagochi.

Com o passar dos tempos, falsificadores paraguaios descobriram o Código de Programação e passaram a falsificar o produto, mudando o animal de "dinossauro", para cachorros e gatos (o que causou um aumento significativo no consumo de gatinhos). Inclusive, a empresa de games Nintendo, de Chuck Norris; lançou um competitivo jogo para seus consoles sobre cachorros. Com isso, o mercado da Máfia dos Pingüins perdeu muito espaço.

Mesmo assim, emos, otakus, nerds e afins insistiam em comprar ínúmeros Tamagochis originais, pois diziam a boca pequena, que o "bicinho virtual" tinha apenas 30 vidas. Fato nunca comprovado pois a bateria acabava antes, resetando a memória.

O Tamagochi também deu origem a The Sim, um jogo qeu faz a mesma coisa mas ninguem morre.

Assim como aparelhos celulares, Tamagochis são proibidos o uso dentro de aviões, por acreditarem que emanam auras malignas eletromagnéticas que podem prejudicar os aparelhos da cabine do piloto.

Com a emancipação do MSN e a criação do Orkut, os bichinhos virtuais perderam de vez espaço.


Hardware:[editar]

A Guria Retardada e seu bichinho.
Desleal concorrência.

Esse é um dos video-games mais modernos e avançado, graças a tecnologia do Jaspion, Cypercops, Shaider, Sharivan, Gyaban, Metalder, Winspector, Solbrain, Black Kamen Rider (também o Rx), Changeman, Flashman, Spielvan, Ultraman, Ultraman Gaia, Tiga, Ultra Seven, Spectreman, Bicrossers, Robo Gigante, Vingadores do Espaço e outros super herois extraterrestres japoneses.

  • Processador Quântico Multi Core de 50 GHz.
  • 24 gigabytes de ram expansivel para 100 gb.
  • Placa Nvidia Advogado SF-171 capaz de processar trilhões de poligonos e pessoas.
  • Sistema de Audio surround 5.1 Flex (Turbo).
  • Conector USB Neural para se plugar no Matrix por ele.
  • Não havia a necessidade de usar DVDs, CDs, Cartuchos ou Blu-ray. Os jogos viam inclusos no console.
  • Não há cabo de força ou bateria. Ele pega a energia elétrica diretamente pelo BlueTooth.

Usuários[editar]

Não Ver Também[editar]