Tarcísio Meira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Placa70.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 70's!
Se você pertenceu àquela época, vê SE TENTA fazer alguma coisa útil, seu velho!


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
Se você NÃO é daquela época, ligue para 8080-8080 e diga: "Oi, tenta crescer!"

Velhadaslu.jpg Tarcísio Meira é uma velharia!

Provavelmente é de madeira, na cor bege, quadrado, gigantesco e possui durabilidade eterna. Se vandalizar este artigo, um moderador malvado vai jogar um Nokia 97/98 na sua cabeça!

Primeiro-celular-do-mundo2.JPG
Chuck aprove.jpg
Este artigo pode levar-te para o Lado Azul da Força!

Este artigo é cabra omi e foi aprovado por Clint Eastwood, então leia-o até o fim para virar homem e passar a gostar de bocetas. Se você vandalizar, será proibido de assistir Ursinhos Carinhosos!
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Tarcísio Meira.
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...De acordo com o renomado historiador Kiko, Tarcísio Meira foi o descobridor do México?

Cquote1.png Experimente também: Ameixa seca Cquote2.png
Sugestão do Google para Tarcísio Meira

Ameixa Seca
Tarcisio0.jpg
He, he, he, he...
Nascimento Desconhecido mais muuuuito remoto.
São Paulo, São Paulo
Nacionalidade Brasileira, Bandeira do Brasil Brasil Bagdá

Tarcísio Meira, antes de tudo, é mais um célebre espécime da categoria múmias vivas, que se sagrou como um dos grandes palhaços artistas, mais precisamente, um dos maiores atores da tv brasileira. É o galã da sua avó sua bisavó, que ainda o acha lindo, gostoso e bonzão até hoje. Ele fez grandes trabalhos de macumba no teatro e na tv, mais na tv globo, até que a própria rede ficou pequena demais para conter seus cabelos de arame. Nada demais para um ser que sempre sabe onde achar um mágico gay cabelereiro.

O início[editar]

Sua primeira apresentação em um lugar improvisado, preparado por Tarcísio Meira, em sua terra natalícia.

Nascido em Bagdá (repare no biotipo), Tarcísio teve uma vida entre camelos e o Ramadan, até que cismou em encenar papéis higiênicos, mas se ofendia muito e se indignava porque ninguém por lá apreciava seus trabalhos. Até que ficou sabendo que havia um certo lugar em que seus trabalhos se encaixariam perfeitamente no que era oferecido ao público de gosto brega desse lugar e seriam devidamente apreciados. E assim veio para a nação tupinambá de coração aberto e força de vontade para começar sua carreira. Logo de cara todos os produtores, principalmente os gays gostaram do modo dele encenar, e o contrataram para grandes papéis, sim, Tarcísio nunca fez papéis pequenos, depois teve que se redimir com o Greenpeace, mas na época ele era inocente. Nem maliciava quando uma das inúmeras bibas que sempre fizeram a maior parte dos trabalhos atrás das câmeras, passava a mão em suas partes íntimas, sempre diziam que era para ajeitar o figurino, e ele acreditava. O marco de sua carreira foi quando fez par romântico com Glória Menezes, que naquele remoto tempo era uma patcha gostosa, e acabou casando com a musa, o que fez desabar as esperanças de todas as bibas apaixonadas, que ainda tinham o sonho de levar o garanhão para o lado rosa da força. Tarcísio, que era muito namorado amigo de todo mundo, inclusive das monas, ficou com dó e prometeu, um trabalho especialmente dedicado a elas um dia, realmente o fez, mas isso é para a próxima sessão.

Principal trabalho[editar]

Tarcísio Meira se transformando em Vlad.
Tarcísio Meira espetando o dedo ao mexer, sem permissão, na caixinha de costura.

Justamente essa prometida homenagem é que acabou sendo seu trabalho de maior sussesso, mas teve qu ser dividido em duas partes. Isso porque ao criar o roteiro fiel a sua grande imaginação, Tarcísio fez a grande história do vampiro biba, que até brilhava sozinho e mostrou a idéia ainda não levada às telas, para algumas bichas, que simplesmente davam até gritinhos de frescura alegria e deslumbramento. Tarcísio viu que sua história teve o efeito desejado e apresentou o roteiro aos principais produtores globais pensando He, he, he, mas é claro que não irão recusar. Realmente não recusaram mas, para desapontamento de Tarcísio, sugeriram várias mudanças, e inclusive, transformar em uma novela infantil. Ele notou que não tinha jeito e aceitou inclusive, ser o vampirão chefão Vlad, da novela, mas guardou o roteiro original. Ele seria o vampirão de O Beijo do Boca Murcha, e escolheu seu neto na trama, que foi Kayky Brito, já que apesar de muito jovem, já tinha, assim como ele, a boca naturalmete um pouco murcha. Mazzaropi foi padrinho de Tarcísio, o qual passava muitas noites trancado em seu quarto, fazendo não sei o que... sei...

...se as bibas se desapontaram igual ao seu homenageador? Um pouco, mas anos depois tiveram sua prometida homenagem, já que Tarcísio Meira mandou para Hollywood o roteiro original, que foi mais do que bem aceito, uma vez que o nome do grande ator brasileiro nem iria aparecer, e virou sussesso de bilheteria: Crepúsculo, claro que, com direito à grande biba que brilha sozinha.

Galeria[editar]

Ver também[editar]