Teclado (computador)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png O meu teclado brilha no escuro!!! Cquote2.png
Guria Retardada sobre Teclado de computador
Cquote1.png "Keyboard error or no keyboard present Keyboard is locked out - Unlock the key" Cquote2.png
Você, passando por uma situação comum ao usar seu computador.
Cquote1.png EuAchoQueaMinhaBarraDeEspaçoEstáEstragada Cquote2.png
Você sobre seu teclado adquirido legalmente


Tudo o que você precisa para trabalhar, principalmente com o Windows.

O teclado é a ferramenta mais importante do seu computador, visto que, mesmo com uma máquina com 850 mil GB, sem a combinação de teclas ctrl+alt+del, você não chega a lugar nenhum. Trata-se de um ambiente bastante comum para traças, formigas, cascas de amendoim, farelos de pão, pó e fios de cabelo. É facilmente quebrável, especialmente se você for um expert em informática, e resolver abri-lo para piorar a cagada consertá-lo.

Tabela de conteúdo

[editar] Origens

Teclado compatível com sua inteligência.

É uma herança das antigas máquinas de escrever, que hoje são uma velharia (e bota velharia nisso). Nelas, as letras eram dispostas inicialmente em ordem alfabética, pra que quem à utilizasse não esquecesse o alfabeto, e ficavam em hastes metálicas que funcionavam como "martelinhos".

Adicionadas pela pressão que se fazia em cada tecla, as letras eram impressas no papel ou onde mais pudessem bater, já que a força empregada pelos datilógrafos era tão intensa que, naquela época, o melhor emprego era fazer manutenção das mesmas. Muitos rapazes na flor de sua idade, utilizavam a datilografia como desculpa para os calos nas mãos e a grossura dos dedos.

O problema é que essas hastes, utilizadas até 1874, emperravam com a frequência de digitação e por mau uso, obviamente. Foi então que entrou em cena um ator (O RLY?) datilógrafo desocupado engenhoso chamado Christopher Sholes.

Ele bolou um layout no qual a posição das letras reduzia a possibilidade de os martelinhos se chocarem, acabando assim com muitos romances entre martelinhos vizinhos. É o padrão QWERTY usado até hoje.

[editar] Formas de complicar sua vida Disposição das teclas

[editar] Método QWERTY

Cada um tem o teclado que merece.

A disposição das teclas do computador obedece a um padrão chamado QWERTY (não, não é mais um nome legal que você não sabe pronunciar). Esse nome foi dado usando as seis primeiras letras da terceira fila de teclas, por pura falta de criatividade do inventor, que tinha mais o que fazer depois de perder tanto tempo pra conseguir colocar as teclas em uma sequência que desse certo (ou não), como, por exemplo, achar alguém que comprasse a ideia. Christhopher, o criador, em entrevista para o canal VH1, afirmou que colocou as letras em tal disposição depois de ter feito um rigoroso estudo algoritmo, baseado nas mais avançadas técnicas matemáticas e probabilísticas, também conhecidas como aleatoriedade.

[editar] O resto

Existem outros layouts de teclado, que você não conhece por não serem ainda fabricados no Paraguai. O Dvorak, nome vindo do seu inventor (super original), o norte-americano August Dvorak, que não ia perder a oportunidade de ver seu nome rodar o mundo como certas habilidades de sua genitora o faziam, ao contrário de Christopher. (Esse modelo é o mais indicado pelos preguiçosos ergonomistas.) O criador pesquisou as letras mais usadas na língua inglesa e reorganizou as posições do teclado em 1936 a.C..

Estima-se que o digitador se esforça 20 vezes cara de cú menos, mas, infelizmente ,o modelo não pegou pois, como sempre, é preferível o mais fácil, não o melhor (e olha que nem foi criado por brasileiros). Os fabricantes não queriam que aqueles que já sabiam digitar nas máquinas de escrever tivessem de aprender tudo de novo. Brenno Rodrigues'

[editar] Maneiras práticas de como não cuidar do seu teclado

Dormir em cima do teclado é uma ótima maneira de se cuidar dele
Teclado vegan ou o resultado da lubrificação eficaz que você fez após ler esse artigo.
  • Coma amendoim, torrada, salgadinhos e batata-frita sobre o teclado. Sua digitação ficará mais rápida, devido à oleosidade transferida às teclas, e à sensação de maciez ao digitar, causada pela acumulação de sujeira sob as mesmas;
  • Apeeeeeeeeeeeeeeerte as teclas com bastante força. Isso as torna mais obedientes, ao ponto de se autoteclarem, antes que você pense em fazê-lo;
  • Digite com o rosto extremamente próximo do teclado. A sua saliva (e seja lá o que mais estiver misturado a ela) serve também para lubrificar as teclas, bem como para promover a formação de um bioma rico em biodiversidade. Ou seja, ao depositar aquela umidade nos vãos, você está se assemelhando a Deus, gerando vida! E vida em abundância!
  • Deixe-o cair seguidamente no chão, puxe-o para acelerar o processo. Isso torna claro quem é que manda.

[editar] Veja Também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas