Tell Me Once Again

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Alípio Martins, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg
Dalto.jpg
Este artigo é coisa de artista de um hit só!

Se você conhece outra música desse artista, você deve ser um fã muito doente ou alguém da família dele. O mundo já foi pequeno demais pra nós dois..

Conheça outros esquecidos aqui.


Placa70.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 70's!
Se você pertenceu àquela época, vê SE TENTA fazer alguma coisa útil, seu velho!

Cquote1.png Adoro essa musica, em bailinhos de garagem..isso era demais, coladinho sem nenhum mal intenção, so curtindo agarradinho ! Bom demais !!! Cquote2.png
Algum velho de 60 anos contando suas memórias que ninguém perguntou em algum vídeo do YouTube de Tell Me Once Again
Cquote1.png Maravilhosa,tempo do amor na pracinha , passeios de mãos dadas,beijo na boca e aquele namoro puro...... Cquote2.png
Outra velha fazendo a mesma coisa

O conjunto responsável por Tell Me Once Again... como nesse dia eles tavam cansados de tanto fingir, botaram uns bonecos de cera no lugar deles mesmo

Tell Me Once Again (pt-br: Telma Eu Não Sou Gay) foi, para infelicidade dos brasileiros, uma das canções mais famosas que resultou de um fenômeno bem engraçado que infectou o Bananil nos anos 70, onde artistas nacionais ficaram ricos (outros nem tanto) se passando por galãs estrangeiros e enganando muitos trouxas. Dessas todas, Tell Me Once Again pode não ter sido a mais vendida ou mais famosa (já que teve um tal de Morris Albert que até foi morar na Itália com o dinheiro dos manés) mas com certeza foi a mais irritante, eu já não aguento ouvir meu pai botando isso pra tocar todo santo dia no toca-fitas do carro.

História[editar]

Tell Me Once Again surgiu na época dos 70's em que a demanda era alta por aquelas músicas em ingRês "internacionais" (aham) de trilhas sonoras de novelas da Rede Bobo, que depois iam parar naqueles bailinhos em que tua mãe e teu pai dançavam coladinhos (imagina que cena lastimável)... mas acontece que era difícil para caralho eles pagarem o jabá pros adevogados das bandas de fora liberarem os direitos de uso ainda bem. Logo a Rede Bobo apelou pra opção mais fácil, que era simplesmente contratar um monte de artista iniciante rostinho bonito de Osasco, vesti-los nuns terninhos e calças boca de sino bregas pra caralho e botá-los para compor canções em inglês babelfish sob os pseudônimos mais ridículos (aposto que teu pai não sabia que o Michael Sullivan na verdade se chama Ivanilton). E a estratégia deu certo, com uma década inteira de músicas escabrosas com temática de chifre em idiomas macarrônicos poluindo nossos ouvidos.

Foi nesse contexto que surgiu Tell Me Once Again, composta e lançada por um grupo destaque internacional de Campinas chamado Light Reflections. Essas reflexões de luz eram lideradas pelo talento promissor André Barbosa Filho B.Anderson que levou ao grupo ao estrelato, vendendo mais de 1 milhão de cópias (quanto masoquista nesse mundo hein) e de fato, sendo hits internacionais... o que naquela época significava: fazer um ou outro show na Argentina e turnê no Paraguai mas logo sumindo completamente da mídia para o bem de todos e felicidade geral da nação.

Letra[editar]

Give me your smile again
I would like to be with you
With the things I would like to know
Darling, be happy with me

And tell me once again
That you know that I'd die
For your love, tell me why
Back to dream

Be care with the words you say
My heart is open
But believe in the ways of sorrow
And try to find somebody like me

And tell me once again
That you know that I'd die
For your love, tell me why
Back to dream

Sit on a chair near me
Or in a place you like to be
I will tell you something new
About life and the things I would do

And tell me once again
That you know that I'd die
For your love, tell me why
Back to dream

Tradução[editar]

Tua mãe adorava!!

Diz que vai dar, meu bem
Seu coração pra mim
Eu deixei aquela vida de lado
E não sou mais um transviado

Telma, eu não sou gay
E o que falam de mim
São calúnias, meu bem
Eu parei

Não me maltrate assim
Não posso mais sofrer
Vamos ser um casal moderno
Você de bobs e eu de terno

Telma, eu não sou gay
E o que falam de mim
São calúnias, meu bem
Eu parei

Telma, ô Telminha, não faz assim comigo
Não me puna por essas manchas no meu passado
Já passou, esses rapazes são apenas meus amigos
Agora eu sou somente seu, meu amor

Telma, eu não sou gay
E o que falam de mim
São calúnias, meu bem
Eu parei