Teodorico, o Grande

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viado.JPG Este artigo é relacionado à história.

Não se surpreenda quando ler que a Rússia ganhou a guerra. 3 vezes.

Macarraopre.jpg PORCA DESCICLOPÉDIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Teodorico tinha sua própria moeda e seu capacete de cogumelo

Teodorico, o Grande, rei dos godos, foi um rei ítalo-ostrogótico, que conquistou a região do Mediterrâneo no início da Idade Média, depois que o povo godo se libertou das garras de Átila, o Huno, e já não havia mais o Império Romano nesta época, assim, não existia ninguém para encher o saco. Foi o maior rei que os godos tiveram.

Biografia[editar]

Teodorico nasceu em uma região localizada entre Portugal e a Rússia, chamada Europa. Seus pais foram escravos dos hunos por muito tempo (desde que nasceram) e só foram libertados com a morte de Átila. Doriquinho (assim apelidado pela mãe) tinha 4 anos quando os godos conseguiram a liberdade, mas o povo godo sumiria do mapa 20 anos mais tarde.

Pequenas batalhas foram travadas pelo Doriquinho, que foi se acostumando ao clima de guerra. Com 12 ele finalmente virou um guerreiro do BOPE e conseguiu sua roupa preta, se tornando um verdadeiro gótico. Chefiou os godos quando tinha 19 anos, e só saiu do poder depois de morrer de soluço, aos 51 anos.

Conquistas[editar]

Teodorico descansando as cadeiras

Teodorico conquistou toda a região da Itália, pedaços da Suíça, Áustria, Espanha, Venezuela e Paquistão. Suas conquistas principais foram nas regiões da Itália mesmo.

Quando ainda não era rei, Teodorico conquistou o coração de Catifunda, filha do açougueiro. Foi com esta mulher que Ted (assim chamado por sua mulher) se casou, construiu família e ganhou seu par de chifres.

Depois que tornou-se rei, Teodorico decidiu dominar toda a Itália, se transformando no ditador daquele país. Ele unificou as regiões separatistas, deixando o país em formato de bota. Sua expansão terminou no ano 526 d.C., quando morreu e não pôde mais continuar sua obra. Seus filhos estragaram todo o seu império.

Ver também[editar]


Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!