Terceira Pessoa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Terceira Pessoa merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a


Este artigo é um esboço de Stálin.
Stálin pede que esse artigo seja ampliado. Ou será mandado para um Gulag

A Terceira Pessoa é geralmente a maior culpada de tudo que acontece de errado no Brasil. Amplamente difundida nos textos de lei da nação, a terceira pessoa fundamenta-se basicamente em sua condição metafísica de ser. Não obstante, também é largamente utilizada no processo de aprendizagem do português, tal como a conjugação de verbos na terceira pessoa.

Atuação[editar]

(da esq. para dir.) Primeira, Segunda e uma Terceira pessoa.

Foi uma Terceira Pessoa que provocou o terremoto em São Paulo, foi uma Terceira Pessoa que aumentou o preço dos alimentos, foi uma Terceira Pessoa que está derrubando as Bolsas e foi com uma Terceira Pessoa pelada que eu peguei a Isaura, minha patroa, na nossa jacuzzi. Foi uma terceira pessoa que jogou a Isabella Nardoni da janela.... Foi também uma Terceira Pessoa que sumiu com o Padre Voador que a esta hora deve estar batendo papo com Ulysses Guimarães.

Segundo Lula, foi uma Terceira Pessoa que inventou o Mensalão, escondeu os dólares na cueca e preparou o dossiê sobre os gastos do FH.

Dizem até que o Aguinaldo Silva está querendo colocar uma Terceira Pessoa na novela para matar o Juvenal Antena, líder comunitário e ditador da Favela Projaquinha. Após submeter os principais suspeitos a um interrogatório pelo repórter do Fantástico, a polícia paulista chegou a uma conclusão: para descobrir quem é a Terceira Pessoa só mesmo chamando o inspetor Grysson, do “CSI”.

Intervenção de terceiros[editar]

A intervenção de terceiros é ajuizada quando uma terceira pessoa tem seus bens ou direitos prejudicados por um processo judicial em que não foi chamado para responder ou participar. São opostos a qualquer tempo, desde que comprovada a boa-fé do terceiro interventor. A terceira pessoa nesse caso é, portanto e necessariamente, a única prejudicada.

Embargos de terceiro[editar]

Os embargos de terceiro são opostos quando a prejudicial de mérito supracitada não é acolhida pelo excelentíssimo juiz de primeira instância intervertido. A terceira pessoa, nesse caso, não conseguiu convencer o magistrado que ele fora prejudicado pela ação judicial movida em face de 2ª segunda pessoa que veio lhe prejudicar, a terceira pessoa. Tal recurso tem não possui os efeitos suspensivos inerentes aos recursos de maior importância do processo de conhecimento, no entanto, caso o terceiro embargante mostre a fumaça do bom direito às mentes brilhantes escondidas nos tribunais superiores, talvez consiga impedir que os efeitos de um possível decisão tenham efeito. COMO JA DIZIA RENATO GEINSIINGER: Quem Saum Eles Quem eles pessaum que saum Quem Saum eles Quem eles pensaum Que Saum

Terceiro menor[editar]

Se a terceira pessoa for menor, não há nada que possa ser feito a não ser colocar o Ministério Público em voga. Como é sabido, em qualquer processo em que o terceiro seja menor, compulsiva se torna a lacônica opinião da Justiça Pública.

Terceiro de boa-fé[editar]

Terceiro de má-fé.

Como o próprio nome já diz, terceiro de boa-fé é a terceira pessoa frequentadora dos domínios de Edir Macedo. É o sujeito ingênuo, aquela pessoa normal que observamos todos os dias nas ruas, no entanto, é sempre o último a saber que seu patrimônio foi dilapidado por algum terceiro de má-fé.

Medalhistas de bronze[editar]

A atuação da terceira pessoa não se restrige apenas às páginas de jornais e fóruns lotados, o terreno do esporte também conta com a sua participação. Numa olimpíada por exemplo, a terceira pessoa melhor colocada numa determinada competição é a última a subir no pódio e recebe uma medalha de bronze.

Ver também[editar]