Terry Jones

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Terry Jones
Terry Jones.jpg
O RLY?
Nascimento 1942
País de Gales
Nacionalidade Ingrêis
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Terry Jones.
Jones e seu bigode de motoqueiro selvagem

Terry Jones é um dos membros do Monte Pinto e um meio-humorista que com o tempo perdeu o senso de humor após um acidente envolvendo Mercúrio, 15 toneladas de TNT e um gato. Jones era um dos velhacos do grupo e talvez um dos que provocaram a separação do mesmo, pois não parava de encucar na cabeça dos outros que seriam fracassados no futuro e que acabariam como os Raimundos: pobres, vivendo uma mentira e vivendo do passado.

Nascimento[editar]

Nasceu em 1942 no País de Gales. Se tem um lugar mais inusitado para um comediante nascer, com certeza não deve ser no planeta Terra. Sendo Galês, Jones nasceu em uma família bem purista que pregava que lugar de mulher era na cozinha e que um homem deve passar a vida inteira praticando zoofilia com o rebanho de ovelhas e ficar tendo casos com inúmeros homens.

Cquote1.png Espere, isso é estereótipo! Está sendo preconceituoso! Cquote2.png
Você sobre eu estar falando verdades do País de Gales

Adolescência[editar]

Sendo uma adolescência bem conturbada devido ao estereótipo galês, seu pai vivia cortando as piadas que ele fazia e ameaçava prender ele em um poste nu, pintado de vermelho e com um touro na frente caso ele continuasse usando sarcasmo.

Isso fez Jones fugir para a Inglaterra, um país que cada vez mais estava com medo de virar uma anarquia devido ao Punk Rock e outras coisas aberracionais daquele tempo.

Foi lá que ele continuou fazendo piadinhas d bar e ganhando os trocados.

Monty Phyton[editar]

Entrou no Monty Phyton quando aproveitou que os primeiros fundadores dele ficaram bêbados e estavam foras de si para negar a participação de um comediante veterano que recebia uma miséria.

Os dois personagens que Jones geralmente interpretava eram velhas corocas que ficavam resmungando durante as "esquetes" do Monty Phyton e que eram personagens tão carismáticos que até hoje 10 pessoas se lembram de cada palavra falada por Jones... Digo, as velhas! O segundo tipo de personagem que interpretava era o Homem na Rua, o mais detestável de todos os personagens. O que ele tem de tão detestável? Dá uma googlada.