The All-American Rejects

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
McdonaldsAmerica.jpg Made in U$A

Este artigo é gringo! Ele come Big Mac com Coca Cola no café-da-manhã e pensa que Seinfeld é a melhor série de todas.

Arband.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!

Hitler curtindo um som do Fresno. The All-American Rejects é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.
Cquote1.png Move along, move along, move aloooooooonnngg!! Cquote2.png
Poser de T.A.A.R.

Babel fish.gifTraduzindo: Todos os Rejeitados Americanos
Babel Fish sobre The All-American Rejects
Cquote1.png Emos, noobs, nerds, indies, idiotas, descíclopes, comunistas e, mexicanos Cquote2.png
Eu sobre tradução acima

The All-American Rejects
The all american rejects band.jpg
{{{legenda}}}
Origem Centro Comunista Americano
País {{{país}}}
Período {{{período}}}
Gênero(s) Emo, Punk Emo
Gravadora(s) Interscope
Integrante(s) Tyson Ritter, Nick Wheeler, Mike Kennerty, Chris Gaylor(opa, esse é tão gay que já admite isso no próprio nome
Ex-integrante(s) {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}


The All American Rejects, popularmente conhecida entre seus fãs como All-American Rejects, ou como Todos os rejeitados da América, tradução bonita por sinal, é uma banda punk(punk?) que se converteu para tendências coliriais da Capricho e aos poucos vai virando emo algo parecido ao que ocorreu com o Green Day, mas há pessoas que preferem ignorar a realidade do grupos seguindo o exemplo da moda e dizem que a banda ainda é punk. Ao mesnos punk-emo(ou punkemo, panquemo, para os pobres)).

A banda[editar]

Opa! Olha lá! Pra você que achava que a banda não tinha relações comerciais com ninguém! TOMA!

É um exemplo de tendência emo, como dito anteriormente. Um dos princípios fundamentais da banda é não comercializar a sua imagem. Não, isto é, não só pra afastar o mercado, é para afastar também pessoas de QI alto e isso se percebe pela qualidade das músicas. A menos que os fãs estejam cegos(talvez não) e surdos(sim, é claro, pra ouvir isso só sendo surdo) a estupidez das músicas são vistas a quilômetros de distância, mas para conseguir chegar à seu cérebro de barata, há de se ter todo um trabalho e uma percepção que você não tem para identificar mensagens subliminares ou até cultos ao capeta... Pra não se entregar ao mercado, é levantada outra teoria sobre o nome: além de emos, são comunistas. Tudo a ver com Rejeitados da América...

História[editar]

Um dos rejeitados americanos mostra o porque de ser rejeitado: tem uma língua muito vermelha.

A história desta coisa - ops, quero dizer banda - vem depois de uma errata enorme de um jornal local. O editor do jornal veio com a brilhante idéia de não corrigir a errata, ainda mais sobre quando se fala algo cuo nome fica Todos os americanos rejeitados. A manchete surge da fusão de uma da área de lazer do jornal, com outra da pasta da educação, algo como Todos os integrantes da escola entraram para a banda sensaçao do momento ' e Os Americanos selecionados irão ter que esperar mais para fazer o ENEM devido à roubo de mais de 8000 pacotes de papel chamequinho. Como o escritor fumou do bom, inverteu tudo e criou Todos os rejeitados americanos entraram para a banda sensação do momento. "O que eles rejeitam? peguntou-se o editor. Bom, acabou que como o jornal não iria imprimir e refazer tudo, ficou assim, e, na tal escolinha no dia seguinte, surgiram os gritos de The All American Rejects!! de todos os lados além, é claro, de ovos e tomates. Essa tal banda foi formada inicialmente após um encontro entre Tyson Ritter e Nick Wheeler, no Clube da Xuxa. Até o momento em que, enquanto estavam na sauna gay começam a ouvir outro grande sucesso do trash metal: Ilariê, da Xuxa. Até que surge a idéia: porque não montarmos uma banda que toque as mesmas músicas que essa!?. E não é que deu resultado? Acharam outros dois manés caras para compor o grupo e com um ideal principal: não promover nenhuma marca. Nem um merchan. Nada. Se bem que ninguém ia querer mesmo, ninguém os conhece...

Vídeoclipes da banda[editar]

Os vídeos das músicas desta banda são caracterizadas por serem desleixados e desagradáveis, mas com altas taxas de propaganda subliminar(claro, só pra manter a ideia de que a banda é moderninha e diferente pra não fazer merchandising claro). Aqui estão alguns exemplos de clips de vídeo que são de qualidade inferior até ao dos feitos pelo Felipe Neto:

  • Dirty Little Secret(Meu Pequeno Segredo Sujo): Só o título desta canção nos faz pensar que fala de um pequeno segredo sujo que eles escondem(O RLY?)...A propaganda subliminar! Além disso, a música é razoável(se comparado à NXZero e Fresno) mas o vídeo é dolorosamente desleixado e até eu com minha câmera da CCE dançando igual uma perereca faço melhor. O vídeo seria como uma típica manhã agradável de um americano patriota(o mesmo americano patriota que canta American Idiot) com um pedaço de pizza gordurosa em uma mão e um Big Mac enorme em outra, bom, mas isso é compreensível para uma banda de punk rock não tinha orçamento de pagar nem muitos figurantes para um clip. Por esse motivo, eles cobriram o rosto com um saco, para aparecer várias vezes sem os fãs perceberem que eram eles mesmos sem dinheiro para contratar outros atores para o clip... Vamos compreender que esse ato é ridículo, mas eles não têm escolha, afinal de contas, eles ainda não se deram conta de que ninguém gosta dessa merda que eles ousam chamar de música deles.
Coitado do microfone...

Eu poderia escrever mais um monte de exemplos, mas eu estou com preguiça e com desgosto de escrever sobre essa bosta meu teclado e meus dedos estão pedindo desesperadamente para parar de escrever já que eles estão martirizados. Como eles não têm nenhum vídeo, digamos, legal, restarão as tentativas desesperadas dos fãs em fazer algo criativo no Windows Movie Maker. Pelo menos nessa sessão não escrevo mais nada.

Aceitação[editar]

"Muitas" pessoas tem uma opinião favorável à banda, pois, segundo eles, é notável "ser uma banda não-comercial". (claro, se eles não são nem um pouco capitalistas, o servidor da Desciclopédia é o mais rápido do mundo), uma vez que não vendem as suas fotos para serem famosos(mesmo se vendessem não iam ser famosos, pelo contrário, devido à feiúra deles eles não iam ganhar nem um alienado para gostar da música deles). Apesar disso eles tem site próprio, outro especial só para os fãs (principalmente emos), metade do mundo os conhece(O Brasil faz parte da metade que NÃO conhece...ou sim), além de terem um pente fashion típico de roqueiros fashions do rock atual. Há uma incerteza sobre o futuro desse lixo, as expecitativas dos fãs é de que isso seja outra típica jogada de marketing(opa, entraram no mercado de novo). Mais e mais pessoas que aderem a campanha Diga NÃO ao fim dos American Rejects seguem rezando para que o grupo siga com seu sucesso, mas, Deus não consegue ouvir as poucas vozes que clamam a favor da banda, ainda mais porque são abafadas pelas preces a favor do fim da banda. Bom, nessa indecisão Deus decidiu deixar isso na mesma, atpé porque se os haters acharem os fãs, sem dúvida vai rolar briga, e os fãs serão mortos rapidamente. Nisso, sem fãs, a banda acaba. Todo mundo feliz, e Deus nem se comprometeu.

A prova de que a banda é fã do Curinga.

Componentes[editar]

Há rumores de que o vocalista Tyson Ritter surgiu de uma combinação macabra de Alex Turner e Billie Joe Armstrong, em uma noite de muito sexo selvagem em uma festa (não se admira que a maioria das canções dos American Rejects sejam sobre amor...), no que seria a noite de ensaio para o Arctic Monkeys e o Green Day gravarem uma música juntos, mas, a noite caiu, a química bateu e deu no que deu.

Prova do destino incerto da banda. Pra onde eles vão? Para as Índias?

A história dos outros é incerta e indeterminada, pois ninguém se preocupa com os outros mesmo...Mas o que se sabe é que no início a única componente feminina tinha que tocar ao menos três instrumentos de uma vez só, para tentar chamar a atenção dos demais para si, já que ela estava carente de algo. Decidiu largar a banda visto que ela nunca iria receber a atenção dos homens da banda. O vestuário de toda a banda foi inspirado na Mansão da Família Addams, sendo que a Família Addams tem mais estilo e classe.

Discografia[editar]

The All-American Rejects(2003)[editar]

Primeiro CD dessa merda. Bom, retrata a situação do vocalista Tyson Ritter em seu romance doentio com uma astrônoma e nerd, tal como ele. As músicas:

  • My Paper Heart- Meu coração de papel -Ritter descreve a complicadíssima situação com a qual vive, sendo que com Seu coração de papel, ou seja, suas complicadíssimas equações matemáticas que segundo ele levariam à criação da Máquina do Tempo estavam sendo deterioradas pois ele estava sem comer, sem beber, e, sem trabalhar, portanto, sem dinheiro para comprar papel higiênico, daí, bom, daí que...
  • Your Star- Sua estrela - Bom, ele descreve o ciúme que ele sentia da tal estrela que sua namorada vivia pesquisando e namorando talvez até se masturbando, e é uma música no qual ele desabafa tuuudo o que ele sentia por essa estrela.
Seria a astrônoma que Tyson tanto sonhava? Bom, se for é uma nerd gostosa. Mas, hey! Isso não existe!
  • Swing, Swing- Swing, Swing - Ele lembrou do momento em que ele estava dançando com a tal astrônoma mas de repente ela tropeça, mas eis que Chapolin Colorado surgiu Tyson Ritter para salvá-la. Na verdade ele não queria salvá-la, mas não queria é desperdiçar o vinho que estava no copo em que ela segurava, mas, para ficar bonito, ele salvou ela de bater com a cabeça no chão.
  • Time Stands Still- O tempo para - Com relação à Máquina do Tempo que Tyson Ritter tentava criar, ele declara que se aquilo funcionasse ele poderia parar o tempo e assim ajudaria a amada a finalmente achar a estrela que ela tanto queria logo, permitindo que ele fosse chifrado.
  • One More Sad Song- Mais uma música triste- Ele queria reforçar seu lado emo para tentar comover a coitada da amada para ela voltar a ficar com ele até que ela o matasse com teorias astrológicas e outros delírios. Isso só fez a coitada reforçar uma coisa: Esse guri é afeminado. Elke queria ao menos que ela ouvisse essa merda.
  • Why Worry?- Porque se preocupar?- Ele pergunta à garota o porque de se preocupar com ele cantando alto a música horrível anterior. A tensão aumenta e ele começa a partir para o desespero para tentar convencer a garota de que ele ainda pode ser um cara capaz de aturá-la.
  • Don't Leave Me- Não me deixe- Ele, já desesperado, começa a usar um texto que achou num parachoque de caminhão livro emo de auto ajuda: Não diga adeus, somente enxugue seus olhos, Uma lágrima para tudo que eu fiz de errado (opa, então ela vai chorar um rio Tietê inteiro) Não diga adeus, somente enxugue seus olhos, Escute agora apenas tente e me veja, por favor não me deixe agora. Ela chama a PM e ele...
  • Too Far Gone- Longe Demais- Foi o quanto que ele correu para fugir da polícia e da garota enfurecida por ele ter chorado e molhado o tapete novinho que ele acabara de botar na sala.
  • Drive Away- Dirigir pra longe- Como ele viu que correndo a pé não ia conseguir fugir da polícia e de tomar um tiro, Tyson logo se lembrou do GTA IV que jogou pouco tempo antes e logo quebrou o vidro de um carro qualquer e saiu pilotando pra longe dali. Como no GTA, usou um cheat para se livrar da polícia
  • Happy Endings- Finais felizes - Diante disso tudo, ele ter saído dessa vivo já é um final feliz, ou seja, essa música é auto-explicativa.
  • The Last Song- A última música- Feita para avisar aos fãs que aquela era só a última música daquele CD.

Move Along(2005)[editar]

Conta a história do momento em que Mike Kennerty estava cuidando de um piralho de 5 anos para ganhar dinheiro suficiente para não morrer de fome. As músicas:

Sim, esse é o pirralho. E, quase que ele enrrabou o Mike também...
  • Stab My Back- Esfaqueie minhas costas- Ele se lembra de quando começou a correr do guri quando o mesmo pegou uma faca, e ameaçou o esfaquear. Sabiamente(ou não), passou a usar da psicologia inversa, e, ao invés de gritar Não me esfaqueie! e acabar instigando o guri a esfaquiá-lo, começou a gritar o inverso, para instigar o moleque a não fazer aquilo.
  • Move Along- Vá em frente- Sobre quando o garoto perguntou à Mike Posso botar fogo na casa toda?. Mike, sem prestar atenção prontamente respondeu sim e voltou a assistir o Show do Milhão. Quando se deu conta metade da casa já havia sido queimada...
  • It Ends Tonight- Isso termina Hoje- Mike sobre sua vida após ver que metade da casa havia sido queimada. Resultado, passou a tentar arrumar tudo para disfarçar a merda feita pelo moleque.
  • Change Your Mind- Mude sua Mentalidade- Diante dos responsáveis pelo garoto e donos da casa, Mike tenta afirmar que tudo foi sem querer, e que ele não foi culpado de nada mas foi.
  • Night Drive- Dirigir a Noite- Retrata o perigo duplo, já que a casa do coitado estava repleta de favelas, e estava ocorrendo um tiroteio, isso com ele fugindo dos pais do moleque furiosos por ter sua casa queimada. Ora, GTA Rio de Janeiro ao vivo...
  • Dance Inside- Dance por Dentro- Ora, ele estava num Motel, com um travesti e queria descarregar todo o estresse de ter perdido tempo cuidando do moleque e ainda não ganhar dinheiro pelo mesmo ter queimado metade da casa. Bom, a música é auto-explicativa...
  • Top Of The World- Melhor do Mundo- Após a ereção de 12 segundos, que decepcionou até o traveco, ele se sentiu o cara, ainda mais porque seu recorde anterior foi de 8 segundos com o Chris Gaylor...
  • I'm Waiting- Estou esperando- Foi a última coisa que falou para o traveco: Estou esperando a próxima vez que nos veremos.... Bom, o traveco falou Será em breve gatão, mas na verdade ele(a/e/a/e/a/e/a/e/a/e/a/e/a/e/a/e/a/e/a) pensou Ufa! Me livrei desse nerd lerdão!
Foto inédita do traveco que Mike amou. Vide em destaque a parte que Mike mais gosta dela
  • Can't Take It- Não pode pegar isso- Foi o que o traveco acabou dizendo para Mike quando o mesmo ainda tentou sair correndo para pegar o Pênis dele pela última vez, só para dar dois beijinhos e dar umaté logo. Mike ficou ressentido quando ouviu isso e fez uma música tocante declarando seu amor ào traveco...

When the World Comes Down(2008)[editar]

Conta a história da visita de Tyson Ritter ao museu municipal... As músicas:

Sim, Mona Lisa!!
  • Fallin' Apart- Desmoronando- Sobre o que ele viu quando chegou ao museu: tudo caindo aos pedaços, cheiro de infiltrações, tudo bagunçado, várias rachaduras...Ora, é do Governo, você queria o que?
  • Gives You Hell- Te Infernizar- Foi o resumo de tudo o que a garota fez com ele, até o momento em que ela parou, pois...
  • Mona Lisa (When The World Comes Down)- Mona Lisa(Quando o Mundo Desaba)- Ele se depara com a mulher gostosa do museu, a mais desejada por todos os outros quadros e obras de arte, venerada por nerds que ainda vivem com a mamãe, e simplesmente se apaixona, começa a babar(literalmente) na frente dela, afastando assim a tal garota que estava querendo ficar com ele(vide: Masoquismo). Nisso ele jamais se esqueceria daquele dia...
  • Another Heart Calls- Outro Chamado do Coração- Foi o momento em que seu coração o chamou para conversar e explicou que ele devia fazer algo e ficar com a Mona Lisa de algum jeito. Será que levar ela no Burger King ajuda? Ou eu deveria levá-la para ver Tropa de Elite 2? Hummm...
  • Real World- Mundo Real- Ele acaba se iludindo e enlouquecendo, e tenta convencer o mundo de que a Mona Lisa poderia sim entrar para o mundo real, saindo daquele quadro, e ela ainda se casaria com ele.
  • Back To Me- Volte para Mim- Ele desconfia de um affir entre Mona Lisa e o quadro de George Washington, que na imaginação dele é seu maior concorrente. Desesperado e aflito, ele tenta de qualquer maneira fazer com que Mona Lisa volte para ele já que ele estava loucamente apaixonado, e era capaz até de comprar uma nova moldura flores para ela, caso ela quisesse.
  • Believe- Acredite- Ele descreve o conselho utilíssimo que recebeu do faxineiro de lá, durante uma conversa: Ora, acredite! Você pode sim ficar com a Mona Lisa! Basta se esforçar! O faxineiro estava sob efeito de quatro copos de vodka que ele bebe de maneira escondida.
Mike fez igualzinho com a estátua de [Hércules
que estava no museu...Começo de virada de página? e de sexo?]]
  • Untitled- Sem Título- Exprime todos os sentimentos de Tyson quando viu aquela cena. Na verdade é para compor número, nem devia contar como música, desde quando algo de 30 segundos para marte pode ser considerado música?
  • Sunshine- Luz do Sol- Após todo esse momento emo num museu, ainda viria mais, no qual ele promete virar a página, olhando para o Sol e ficando cego e procurando outro quadro para idolatrar uma nova paixão.