FUS RO DAH!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Morrowind 1.jpg The Elder Scrolls V: Skyrim é sobre a série The Elder Scrolls...

...e vai te ensinar um Shout.

Cuidado para não se perder em Tamriel no artigo.

600px-MW-quest-Dark Brotherhood Attacks.jpg
Virtualgame.jpg The Elder Scrolls V: Skyrim se trata de um jogo virtual (game)
Enquanto isso, o Mario joga um casco verde em seu kart.

Midna é humana! ALERTA DE SPOILER GAMÍSTICO!

Este artigo gamístico pode conter spoilers gamísticos que revoltam os nerds, como o fato de que
O Ovan é o vilão!!!

Portanto, leia com cuidado.


The Elder Scrolls V: Skyrim
Skyrimlogo.jpg
Jogue mais uma vez no alucinógeno mundo de Tamriel
Desenvolvedor Bethesda Games Studios
Ano 2011
Gênero Empalamento medieval
Plataformas Preisteichu 3, Xbox 360 e PC
Avaliação
(Dr. Roberto)
10
Idade para jogar +35

Cquote1.png I used to be an adventurer like you, but then I took an arrow in the knee. Cquote2.png
Guardas de Whiterun sobre você
Cquote1.png Eu até gostava desse jogo, mas então eu tomei uma flechada no joelho. Cquote2.png
9gagers sobre o game
Cquote1.png Mãe, prepara o balde e o estoque de trakinas aê. Cquote2.png
Nerd após adquirir o game
Cquote1.png Esquetria? PORRA, mal lançaram o Skyrim e já tem rumores do VI? É fake! Cquote2.png
Você sobre noobs comentando a possível produção de TES VI: Esquetria
Cquote1.png AMBIENTAÇÃO FALSA DA PORRA, NOS TEASERS ERA BEM MELHOR DO QUE ESSA MERDINHA AÊ. Cquote2.png
Noob revoltado
Cquote1.png Gozei só de olhar. Cquote2.png
Punheteiro na tela inicial
Cquote1.png FUS RO DAH! Cquote2.png
Dragonborn sobre qualquer coisa

The Elder Scrolls V: Skyrim ou para os íntimos (vulgo nerds tetudos), Skyrim, é o quinto (caso você não saiba que V é de vingança 5 em números romanos) game da franquia The Elder Scrolls, sucedendo o Oblivion. Skyrim é um jogo de RPG, com um estilo de empalamento medieval, ou seja, se passa em uma era medieval, com espadas e escudos, você cavalos como meio de transporte e lendas, lendas e mais lendas sobre dragões e tudo mais.

Skyrim acabou ganhando o prêmio de "Melhor RPG do ano" e "Melhor game do ano" mesmo antes de ter sido lançado, isto prova de que a Bethesda só vive através de subornos, mas foi dito após o game ser lançado, ele foi revisado e continuou com o prêmio, "dizem" que foi por causa da sua inteligência artificial e jogabilidade, embora seja tudo uma grande farsa, por que causou uma tremenda revolta entre os nerds e gameplayers, já que estes esperavam que o jogo fosse melhor, em questão gráfica principalmente, como dito mostrado nos teasers. Mas o jogo, sendo um RPG de bem baixa, aparenta ser jogável e garante que você se estresse quando um mamute começa a planar sobre o ar e travar seu PC resultando na tela azul da morte.

Tabela de conteúdo

[editar] História

Shang Tsung Dragonborn flagrado durante o roubo da alma de um dragão qualquer.

Se passa aproximadamente uns 200 milênios ânus depois de Oblivion que, resumidamente a história é mais ou menos isso: um belo dia você acorda na cadeia com os mano truta e um Imperador camarada diz que sonhou contigo (homossexualismo mode on) e após alguns blábláblás ele morre, deixando para você a missão de entregar o Amuleto dele para seu filho perdido (na verdade ele foi deserdado, mas graças a subornos que recebemos da produtora do jogo fingiremos que isto nunca foi contado) e devíamos fechar todos os Portões do Oblivion (Inferno para os íntimos). Após toda essa enrolação do game anterior e derrotarmos o Capetão no final, inicia-se a história de Skyrim que, como dito antes, passa-se uns 200 anos após o término de Oblivion. Mas enfim, basicamente o Império começou a dar (hm) seus territórios para todas as nações Élficas, pois estes se achavam os vikings e invadiam e estupravam as mulheres e menininhas do Império, e também por que o Imperador anterior havia se revoltado e fugido de casa, fazendo com que o Império ficasse sem um Imperador.

A maioria dos Lâminas (Blades, uma espécie de seita/grupo/raça/seja lá o que for) morreram e outros se isolaram mundo a fora, fazendo com que após o assassinato de D. Pedro I do Rei de Skyrim (como era chamado, porque não fazia porra nenhuma), uma guerra civil se iniciasse entre o Nords (vulgo Humanos não Humanos, caso você não entenda a linguagem TES). O motivo da guerra entre eles foi que alguns queriam a separação de Skyrim do Império, e o resto, grande maioria queria continuar com Skyrim no Império, burrice não?!

Também como já é de costume do TES (abreviação de The Elder Scrolls), seu personagem começa sendo prisioneiro e sendo levado à sua execução juntamente com alguns outros secundários nada importantes, o motivo de sua execução foi que toda sua aldeia tentou imbecilmente fugir do continente de Skyrim justamente por causa das revoltas, aí pegaram-lhe e levaram-lhe até Helgen, local que seria a execução. Porém, coincidentemente acontece algo que lhe impede de ser morto, que é o que acontece em Skyrim, quando você vê que seu companheiro de carroça (?) foi decapitado, você gela o cú e pensa "Fudeu, paguei 300 pau nesse jogo pra morrer logo no começo", aí que você se engana, um dragãozinho camarada aparece e começa a destruir a porra toda, te dando (ui!) a chance de escapar e como sempre, se perder se divertir pelo grande mundo de The Elder Scrolls.

É descoberto também que Aladin Alduin, um daqueles deuses da mitologia nórdica, só que esse é fodão, e é o deus da destruição assumiu a forma daquele dragão só pra ficar filha da putamente mais odiado ainda, seu objetivo basicamente é afastar Alduin de Skyrim e Tamriel, que é uma ameaça a estes reinos, simples assim, fora o fato de que você pode cruzar com um dragão a qualquer momento do jogo e este te carbonizar até você pedir penico, ou em sua última quest você acidentalmente dar um Shout nos outros três Dovahkiins e eles virarem seus inimigos também, fazendo com que além de ter de derrotar Alduin, tenha que suportar estes chatos soltando flechas, gritando e te atacando, até que você vá até o começo do Dragonslayer e volte ali de novo, haja inteligência artificial nisso.

Após aquela besteira de tutorial no início do jogo, encontrar aquele Nórdico camarada, ir até Riverwood e seguir caminho para Whiterun, que porventura é muito chato, já que tem ursos e lobos no caminho, o Jarl (rei na linguagem Thelderscrollês) manda você, sua assistente sexual e mais uns guardas que solta flechas para o nada atrás de um dragão, porém, se você fizer qualquer movimento que não esteja no script inicial do jogo, ele bugará e dará pra matar até no mano a mano. Porém isso são boatos, e boatos nem sempre são confiáveis já dizia minha avó. No fim procure agir como você quiser, isso é só um artigo e não um tutorial de como matar dragões no Skyrim.

Quando chegam perto do local onde vão "enfrentar" o dragão, a assistente do Jarl diz que vai bolar um plano para atacá-lo, mas não adianta nada, se você for brasileiro definitivamente NÃO vai ficar parado esperando ela explicar o plano porque é chato pra caramba aquilo, e levando em consideração que 90% dos brasileiros não sabem falar ingrês, desconsidere esta parte e faça como todos os outros jogadores: suba na torre e campere com o arco e flecha. Após ela explicar o plano, ou você ficar alguns minutos em cima da torre e fazer parte dos 10% que entendem inglês, que seria o tempo que ela levaria para explicar o plano, um dragãozinho maroto aparece, te olha, e dá uma "cuspida" em você, o que te obriga a descer e lutar junto dos Whiteranos (?). Após matar o dragão e ele cair, você começa a absorver a alma do dragão dando uma de Shang Tsung e deixando apenas os ossos ali, um guarda te chama de Dragonborn (porque eles não sabem o Dragonês para te chamar de Dovahkiin, seu burro) e manda você dar um grito (hm). Após toda aquela enrolação e você dar um "Fus" nele, vocês voltam para o Jarl e você aproveita e pergunta sobre os Dovahkiins Dragonborns, ele explica e você diz que no caminho de volta para o reino, ouviu alguém dizendo "Dovahkiin" e a terra tremer, o Jarl te fala que é uma honra receber o chamado dos Greybeards, e manda você subir aquela puta montanha gigante que tem no mapa de Tamriel, mas aí já começa desenrolar a história, e aqui não é a spoilerpédia (ou sim).

[editar] Jogabilidade

Frost Troll, um dos inimigos mais bugados, alucinógenos e odiados pelos jogadores.

Como fora escrito anteriormente, você começa praticamente morto, condenado a morte junto com uns manolos, mas consegue fugir, agora se vire com um mundo de mais de oito mil quilômetros quadrados e mamutes voadores. O mapa de Skyrim aparentemente é bem grande, na real, ele é bem grande, mas se você começar a andar, andar e andar, e também andar, você perceberá que andou trocilhões de quilômetros no mapa e deve ter dado a volta nele umas trezentas vezes, o que é meio estranho, e isto não fez sentido algum, na verdade fez mas não fez.

O jogo dá-lhe duas opções de câmera: em primeira pessoa, o que é coisa de noob e magos, que também são noobs, ou jogar em terceira pessoa, que é para os fodões. Não tem tanta diferença assim se você for jogar só por jogar e não estiver muito afim de explorar o que o jogo tem de bom (tem de bom?). Levando em conta que já estamos no assunto de posicionamento de câmera, há também como andar sobre si mesmo de cavalo. Agora você me pergunta: ah mas o que andar de cavalo tem a ver com câmera? Editor idiota!. Calma jovem, o fato é que quando montamos no cavalo a câmera fica automaticamente em terceira pessoa, e isto foi apenas um macete para chegarmos no ponto de meios de transporte (sem ser os pés, seu burro). Como dito pela bilionésima vez, podemos andar de pangaré porém, contudo, entretanto, diferentemente de Oblivion, este cavalo é meio manco e andar a pé parece ser mais rápido do que andar a cavalo (seguindo nossa lógica, traga-a para a vida real e compare um automóvel, pode ser seu Fiat 147 mesmo, a uma pessoa a pé e a partir de hoje pare de usar essa bosta que você chama de carro PORQUE ELA É LERDA! Apenas faça), fora o fato de que ele custa o cu de dinheiro e, por usar a mesma engine de Fallout, possui o "bug da montanha", que faz o cavalo subir verticalmente em qualquer montanha quebrando todas as leis da física, na pior das hipóteses se seu jogo além de bugado for daquele jeito, é capaz do cavalo começar a ter um ataque epilético na subida e bugar completamente seu jogo, agora mostre para seu professor de física que ele é noob e estudou a vida inteira pra nada.

Outro fato nada interessante é que em Skyrim as cidades foram divididas em regiões e vilas, há cinco regiões (também chamada de grandes cidades) e uma putalhada de vilas, fora as famosas dungeons e outras caverninhas marotas. Você pode entrar livremente em qualquer uma delas, porém, algumas não são tão livres assim, dependendo sua raça, os guardas te param e perguntam que diabos tu está fazendo por ali, e te prendem. Quando for abordado por um dos guardas você poderá: subornar ele (caralho...) utilizando de sua lábia, um dos perks presentes em Skyrim, aceitar ser preso, ou simplesmente dizer "Eu não vou pra cadeia, porra!" e sair correndo, mas se escolher a última opção, várias escoltas são enviadas e te perseguem até a puta que pariu (o mesmo acontece se acidentalmente você apertar o botão de "voltar", que fecharia o diálogo), ou até um gigante aparecer e te matar (e quando um gigante te acerta, você voa quilômetros de altura, e às vezes a tela chega até a bugar dependendo se o gigante te acertou em cheio). Caso você suborne um guarda e entre na cidade, você pode invadir casas (isso mesmo, pra isso ninguém te barra) e simplesmente dormir nas camas que há lá dentro, com o proprietário sentado numa mesa te olhando, carismáticos não?! Dentro das vilas, você também pode simplesmente entrar dentro de algum comércio e começar a trabalhar, ganhando XP e reputação ali dentro da vila, mas, você pode simplesmente foder com tudo, destruir e matar todo mundo, mas daí novamente você terá que fugir não só dos guardas, como dos cidadãos que portam uma adaga consigo.

Como é um RPG, ele possui uma quest principal e várias, várias, váááárias sidequests (subquests) perdidas pelo mapa, a maioria delas é encontrada nestas mesmas cidadezinhas sem graça ditas aí em cima que você entra só pra tomar uma flechada no joelho mesmo. A quest principal é meio que obrigatório fazê-la para entender o contexto do jogo, porém, pode-se optar por não fazê-la, ou adiá-la e priorizar as sidequests. As sidequests não interferem na história principal porém todas elas vão contando sobre a história de Skyrim e são feitas diversas analogias à lendas e tudo mais. Não há uma linha cronológica, um script, um roteiro, uma dramaturgia, uma encenação, uma.. tudo bem, chega, a ser seguido dentro de Skyrim, você pode fazer uma quest principal e em seguida fazer apenas sidequests e descobrir coisas que seriam apenas reveladas no decorrer das quests principais e ficar com cara de ânus por ter estragado a "surpresa" e ir xingar muito no Twitter. Nas sidequests pode-se burlá-las de certa forma, em quests onde tem de levar alguém à algum lugar, pode-se simplesmente não terminar a quest e andar com essa pessoa como se fosse um aliado seu, um grande bug.

Como todo jogo, há seus NPC's, que por sua vez possuem (ou pelo menos deveriam) inteligência artificial, que é o caso de Skyrim, os NPC's são extremamente burros espertos, por incrível que pareça, claro, há bugs que provam o contrário, mas basicamente era pra ser isso. Se você atacar um cidadão NPC qualquer, este na hora tirará um punhal que não mata nem mosquito com tosse (?) e começará a atacar-te, e mesmo se um guarda não ver que o NPC te atacou primeiro, o guarda irá ajudá-lo, ao invés de o atacar, haja inteigência artificial, o mesmo acontece caso abordes alguém em uma região desértica e ataque este alguém, na hora ficará procurado na cidade de onde o cidadão que agora é um cadáver era, mesmo sem ninguém ter visto. Diferentemente de seus antecessores, Skyrim pode ultrapassar o level 50, e também pode melhorar alguma área específica (perks), tipo Tibia MMORPG, como Ilusão, Destruição, Agilidade, Armadura Pesada, Lábia, Arrombamento (ui!), Forjador, etc, fazendo seu personagem ficar mais fodônico. Uma coisa nada interessante é que para fazer suas macumbinhas, vulgo, alquimias, necessitará de uma mesa apropriada para isso, e não simplesmente se enconstar no murinho e misturar Pão, Tomate, Batata, Maconha e criar uma nova magia, o que é um desprezo infinito para noobs que não entendem porra nenhuma de misturas e essas substâncias marotas. O legal dessas substâncias é que pode-se dar uma de Rambo e comer qualquer ingrediente apenas para ver o efeito resultante em seu corpo.

[editar] Inovação

Colégio de Winterhold, uma das 5 cópias de Hogwarts.
  • Agora você pode cursar Hogwarts dentro de Skyrim, pois este possui 5 escolas de magia, sendo cada uma mestre em determinado tipo de magia. Mas foda-se, magos são todos tendentes ao homossexualismo mesmo.
  • O uso do arco vai dificultar, pois a merda da lei da física deslocará a flecha, e te fará acertar uma flechada no joelho.
  • O inventário encontra-se mais homossexual, podendo girar 360 graus os objetos.
  • Há preconceito entre as raças e suas vestimentas.
  • Quando correr de costas, seu char não terá a mesma velocidade como se tivesse correndo de frente (óbvio).
  • Poderá modificar barba, cicatrizes e tudo mais em seu char.
  • Há também os Shouts, que são gritos que seu char aprende no decorrer do jogo graças àquela viadagem de "Dragonborn" (Dovahkiin para os íntimos) e roubar as almas dos dragões quando mortos.
  • Para obter um novo shout, terá que matar um dragão... e sobreviver, e ainda dando uma de Shang Tsung e roubar a alma do defunto.

[editar] Guilds

Skyrim possui guilds também, feita por NPC's com sua inteligência artificial no máximo. As principais que você pode participar são:

  • Dark Brotherhood: É constituída de assassinos profissionais do séquiço.
  • Companions: Feita por mercenários de Whiterun. Dentro desta guild possui uma elite chamada The Circle, que apenas os fodões da CG podem participar, que são lobisomens, por isso são fodões.
  • College of Winterhold: Apenas os magos mais fodas participam, ela fica no final do cú do mundo, lá em Winterhold.
  • Imperial Legion: A maior guild de Skyrim, era foda, hoje é fodinha, amanhã será um lixo, são um bando de americanos que querem dominar tudo, seu objetivo é destruir os rebeldes.
  • Stormcloaks: São os rebeldes de Skyrim, que resolveram fazer revolução contra o Imperialismo, eles vivem lutando contra a Imperial Legion. Desejam dominar completamente Skyrim com seus planinhos à Pink e Cérebro a expulsão de todas as outras raças de lá, exceto a deles: os Nords. Também possuem um grande vigor em lutas e, sempre quando fazem uma (por que como eles são malvadinhos eles sempre causam porradas), gritam FOR SKYRIM.
  • Thieves Guild: Guild dos pivetinho de fliperama que ficam te roubando as fichas e te espancando todos os dias, feita de corintiano ladrão para ladrão.
  • Bards College: Guild dos homossexuais que tem medo de lutar, aí ficam tocando e recitando músicas no porão da casa da vó, são na verdade um bando de poeteiros.

[editar] Raças

Argonian.jpg Argonian É um bicho muito feio que provavelmente descende dos dinossauros, porém como estes foram extintos há bilhões de anos (salve a Família Dinossauro) no jogo há aproximadamente 10 Argonians. Ele possui a pele regeneradora, tipo o de uma lagartixa quando você corta o rabo fora dela. É a raça mais inútil, possui pontos em Arrombamento(ui), Alteration, Pickpocket e outras inutilidades, seu priminho punheteiro deve jogar com ele, já que ele não sabe jogar esse jogo. Argonians também podem respirar embaixo da água, porém ao sair dela, o personagem dá uma cafungada na respiração, assim como todas as outras raças. (Bug) Argonian1.jpg
Khajit.jpg Khajit Khajits são furrys, vendedores de drogas (Skooma), drogados (droGATOS, "hã...hã...hã!") ladrões, assassinos e fazem parte de toda corja de bandidos existentes em Tamriel, por isso não são aceitos dentro das cidades dos Nords. São rápidos pra caralho, resistentes, são bons de porrada e na maioria das vezes são difíceis de matar (já tentou matar um gato a paulada? Pois é, pensa num do teu tamanho, então). Só falam na terceira pessoa do plural e ficam cheirando o cú uns aos outros sem parar (já cheirou um gato?). Junto com os Argonians, são conhecidos como as Raças-Besta de Skyrim, devido, logicamente, a suas características físicas.

♪ AAAAAAtirei o pau no gato to, mas o gato to, não morreu rreu rreu!... ♪

Cquote1.png Khajit falar em terceira pessoa com viajante. Cquote2.png
Khajit sobre ele mesmo falar em terceira pessoa com você.

Khajit1.jpg
Breton1.jpg Breton É um gay cara em cima do muro, não se decide se vira gay ou se assume de vez é um mago ou se é necromante, geralmente é escolhido por metrossexuais graças a suas personalidades serem de certa forma, semelhantes. Vivem na província de High Rock, mas da pra encontrar uns perdidos em algumas montanhas de Cyrodiil, disfarçando-se de heterossexuais e chupando a piça de geral escondido nas caverna. O pior de tudo é que você nem percebe que tem outros Bretons no meio de tantos Nords, quando perceber, ele já estará com a piça do teu personagem na boca pedindo leitinho. Breton2.jpg
Darkelf.jpg Dark Elf É o lado afrodescendente da força, a cota racial élfica do jogo, foram expulsos de sua vila original pelo Apartheid por serem negros, diferente dos Elfos, no caso, os brancos. Os Dark Elfs residem na província de Morrowind, por não aguentarem tamanha humilhação pelos Elfos por causa de sua raça etnia afrodescendente, um lugar todo zoado, cheio de vulcões e cogumelos gigantes, o lugar onde qualquer hippie gostaria de viver. (hippie de verdade, não aquele tipo de guria retardada com dread na cabeça e boceta flamejante) Darkelf1.jpg
Highelf.jpg High Elf São a corja nazi dos elfos, são mais preconceituosos que os Nords, se você topar com um na estrada, diga que respeita a raça dele, se não ele vai te espancar, junto com os colegas skinheads dele. (se topar com um skinhead na vida real, sugiro que faça o mesmo procedimento). Se acham fodões por terem expulsado os Dark Elfs da vila e por isso fizeram um feriado comemorando tal data. Sua terra natal é Summerset Isle, oeste, onde estendem a bandeira nazista Thalmor e idolatram seu Führer.

Cquote1.png ARENDIO mizerbou laife!! ARENDIO!! Cquote2.png
High Elf sobre você deixar ele muito puto.

Highelf1.jpg
Imperial1.jpg Imperial Dominam o Império da Província onde a capital é Cyrodiil. Durante a quarta era em Tamriel, ocorreram diversos protestos contra o preço abusivo da passagem do ônibus, foi quando os Imperials, aproveitaram da situação e utilizaram da força (técnica muito utilizada até nos dias de hoje) para educar a galera toda e montar uma ditadura monárquica absolutista. Sua terra natal é Cyrodiil, uma cidade grande pra caralho, e uma das cinco grandes regiões de Tamriel. São conhecidos também como os descendentes dos nazistas Nórdicos (ou Nords) devido terem sido loiros no passado, e atualmente serem negros, e viva a miscigenação. Em termos de jogo, é uma raça que faz de tudo, ou seja, não é boa em nada. Só é escolhida por crianças que acham que é a raça do "herói principal" ( e consequentemente morrem no rio para o mudcrab ). ImperialGostosa.jpg
RedGuard.jpg RedGuard São os negros de Skyrim, falô mano?/??//? sem "viadage" mermão!1!11! Estes se destacam por serem fortes, resistentes e dotados de um poder de meio metro de piroca. Se você encontrar com um deles, tema MUITO! Prepare para apanhar, ser roubado e perder o respeito, depois que você morrer ele vai comer seu anus, meio metro de piroca no teu rabo, sem cuspe. Pra piorar a tua situação, além de serem bons de briga, são mestres em "destruction", dominam a magia mais do que eu domino sua mulher, e olha que eu tenho total domínio sobre ela. Eles são 10 vezes mais resistentes a ataques físicos e mágicos do que todas as outras raças, também são mais ágeis, é um trombadinha Thief perfeito para os vagabundos que não fazem quests. As "fêmea das ispéçie" são as cocota funkeira do jogo, elas asfixiam o oponente dando uma surra de bunda avantajada. RedGuard1.jpg
Nord.jpg Nord Mais conhecidos como neo-nazistas, são loiros altos e super-dotados, que se acham (e são) os fodões no mundo de Skyrim, pois se você trombar em um numa vila, este te olhará torto e te dará uma flechada no joelho xingará. Diferente dos Imperials, estes são legítimos nazistas, pois dentro desta raça não nasce um pentelho moreno, um albino fica negro perto de um Nord, ok nem tanto. Nords são considerados os maiores mercenários de Tamriel, juntamente com os Imperials, causando medo em outras raças. Nords também são marinheiros naturais, e têm se beneficiado do comércio náutico desde sua primeiras migrações através do mar de Atmora, em Daggerfall.

Cquote1.png SKYRIM BELONGS TO THE NORDS!! (Morre) Cquote2.png
Nord sobre você deixar ele muito puto.

Nord1.jpg
Orcfeio.jpg Orc São os bárbaros mais feios de Skyrim e Tamriel(Shrek e Fiona fazem parte da espécie), se você cruzar com um, este o estuprará e te comerá as partes do corpo sem dó, tanto que por causa disso eles foram considerados a raça mais odiada de Tamriel, fazendo com que eles se revoltassem e participassem da guerra que estava acontecendo pra foder todo mundo. Eles venceram todos seus inimigos, e ganharam a confiança novamente (WTF, sem nexo isso) do povo de Tamriel, atualmente eles trabalham como senadores e deputados mandam na Legião Imperial, e estupram, matam e comem as partes do corpo de quem contrariar eles, porra. Orcfeiofeio.jpg
Bosmer.jpg Bosmer São Imperials misturados com High Elfs, e deram origem a essa porra aí. Os Bostas Bosmers superam os Khajits no quese de resistência, por serem viados naturalísticos, convivem com a natureza 25 h por dia, fazendo com que não se sabe lá como, eles ganhem uma certa proteção pela natureza, o que os torna fodas o suficiente pra te matar. São mestres em alquimia e roubo, e podem fazer uma experiência pra te transformar numa galinha e roubar tua casa, morô ? Bosmergostosa.jpg

[editar] Gráficos

Paarthurnax, o fantasminha dragão camarada de Skyrim.

A qualidade gráfica é semelhante àquelas do Windows 3.1 95. Os gráficos foram feitos por um estagiário, provavelmente um babuíno que não sabe nem ligar o estabilizador de seu PC, de tão ruins que são, algumas cenas em que se vai, fica meio (meio? TOTALMENTE) serrada as retas. Para um jogo de 2011, pelo menos poderia ter pegadas no chão, enquanto se caminha, óbvio. Mas é claro que tudo isso nos consoles, porque no PC, o game come tua bunda, de tão foda que fica, mas como tem uns retardados nesse mundo que querem jogar esse jogo no PC do Milhão, aí o jogo roda por algum motivo desconhecido, mas fica mais feio que você quando acorda. Quando você enfrenta e logicamente perde (por que você nunca ganha) de um Dragon, antes de morrer, dá pra perceber que os são muito fracos fodas, e te fazem pensar que o mundo real é no monitor de seu computador, e não olhando pro lado e vendo teu pai chamando a babuína da tua mãe de gostosa.

Skyrim possui os gráficos com uma qualidade extremamente alta, como dito em cima. Para falar disso, temos que começar falando sobre o mapa, que de tão foda que é, ficou em 3D, fazendo com que você possa movimentar para frente e para trás, até você se satisfazer e decidir onde ir. O cenário durante o jogo é razoavelmente bom... no PS3 e Xbox 360, porque no PC é extraordinariamente foda, a ponto de que se chegar perto de uma árvore, poderá perceber uma folha se balançando com o vento, porém pra perceber isso você tem que por na resolução de 2180x1024x32, pra daí você querer pensar em ver as folhas se balançando. No PS3 Xbox 360 é tudo uma merda diferente, seu personagem chega a bugar quando sobe uma montanha um pouco mais vertical do que a outra, como aquela do centro do mapa que tem aquele Dragãozinho camarada, nos consoles é quase impossível de se subir, já no PC... E por incrível que pareça, nos consoles as CG's dos personagens ficaram boas... até. Quando se cria e escolhe a raça do personagem, no começo do game, dá pra ver que os detalhes são bem feitos, a ponto de você pensar "Uau, comprei o game pro console pensando que ia ser uma bixeira, mas pelas CG's parece ser bom!", aí que você se engana, enquanto anda livremente pelo mapa, e um guarda o aborda dizendo que vai te prender e blá blá blá, dá pra perceber que a boca dele não mexe de acordo com sua fala, segundo teorias, a resposta pra isso é que eles levaram uma flechada no joelho eles não possuem coordenação motora, mas aí a falha, se é falta de coordenação, isto significa que o jogo inteiro foi feito por descoordenados, porque TODOS os personagens possuem este problema, logo chegamos a conclusão de que é um jogo defeituoso, e como de costume da Bethesda, fizeram trocilhões de patchs de melhora para o game, porém, nenhum para consertar essas CG's bugadas. Mas por um lado, temos os objetos, que são, de certa forma, uma das coisas mais bem feitas do game. Quando você invade uma casa qualquer, ao se olhar pra mesa que por incrível que pareça SEMPRE vai estar com algo em cima, quando você for roubar, dá pra perceber até o vírus que havia ali e que foi embora porque estava muito exposto... tudo isso no PC, no console não é tanto assim, é quase como círculo pintado com a tinta do Paint. Mas levando em consideração, vale a pena jogar, apesar destes bugs sinistros e tenebrosos que ocorrem durante o game.

[editar] Mutações

Como de costume, desde meados de Morrowind, as mutações são apresentadas de forma com que você tenha que se foder atrás de algum antídoto/remédio para isso, em Skyrim não é diferente, agora possuindo o "lobisomismo" (ou licantropia), você se fode mais ainda para arrumar uma cura para as duas mutações, a não ser que você seja uma espécie de masoquista e tenha prazer em chupar... o sangue dos vagabundos que dormem durante o dia ou dar patadas em qualquer pessoa que ver pela frente.

[editar] Licantropia

Um lobisomem empalando/matando um Silver Hand qualquer.

Assim como em Daggerfall, em Skyrim você também pode se transformar num Lobichomem Lobisomem, e sair por aí comendo as pessoas... literalmente. Em Whiterun possui um grupinho que se acham os fodões de lá, chamado de The Companions, após entrar para esse grupinho e se achar o fodão porque é deste grupinho, poderá realizar suas quests, obviamente. Após um certo tempo realizando estas quests e perdendo seu tempo quando na verdade, poderia estar comendo a Lydia ou a Unbroken, você percebe que os mais fodões da guilda são fodas demais para serem humanos... é isso mesmo que você está pensando, eles são os malditos lobisomens que durante a noite se transformam e estupram todos que verem pela frente, por isso que os The Companions são considerados mais fodas que a Dark Brotherhood, gafanhoto. Depois de comentarem com você sobre os fodões da guilda, e você perceber que eles são lobisomens, a partir de agora ao invés de só ir pedir quest ao "chefão", você poderá conversar com ele sobre os lobisomens, e também como virar um, ele vai te explicar e mimimi. Para se tornar um lobisomem terá que participar de um ritual satânico onde deverá beber a porra o sangue de seu coleguinha que já é um lobisomem, após beber o sangue dele você... automaticamente já é um lobisomem, e pode ativá-lo dando um Fus Ro Dah grito, mas ao invés de selecionar o Shout, selecionar o Power do lobisomem, obviamente. E para desfazer essa transformação, é só recusar participar do ritual, sua mula escrota arrancar a cabeça de uma bruxa, ir em uma caverna onde tem um altar no meio, e fundir a cabeça dessa bruxa com uma Genma cheia, aí depois de colocar essa Genma no altar, teu "espírito de lobo" sairá de você, e vencendo-o, estará livre da "doença" (ou não), mas se fizer isso nunca mais poderá ser um lobisomem de novo, então pense antes de fazer qualquer merda.

[editar] Vampirismo (Hemophilia Porfírica)

Como de costume, possui o vampirismo, que é o mais fácil de se conseguir, consiste em entrar em alguma caverna e ser mordido por um vampiro... Só isso. A cura é que fode, você tem apenas 3 dias pra fazer alguma macumbinha para evitar fazer quests chatas pra caralho para voltar ao normal, caso contrário você virará vampiro, obviamente. Em Skyrim, a cura para o vampirismo no terceiro estágio (vulgo terceiro dia) se resulta em E=Mc² achar diversos itens, fazer aquelas macumbinhas que sua tia com pelo embaixo das tetas fazia em você quando era menor, o principal elemento desta macumba é a conhecida Black Soul Genma, vulgo, um item difícil de se conseguir e ainda tem um carinha que solta gelinhos gays que rancam 150 pontos de HP a cada "gelada" que ele solta, protegendo o local onde essa Genma se encontra, mas nada que pagar 10000 G para ele não resolva, ou uma partida de truco valendo o toba a passagem para dentro da caverna. Assim que você pegar este item maldito, encha ela com porra e entregue para um carinha que fica próximo à Whiterun, em seguida ele faz umas macumbinhas marotas e você volta ao normal. Caso esteja no primeiro ou no segundo estágio ainda, se foda, isso aqui não é um tutorial basta achar um templo onde tenha uma estátua e implorar para voltar ao normal, mas isto depende do humor da estátua, se ela estiver de mau humor, terá que aguentar o vampirismo até seu personagem morrer de velhice, MWAHAHAHAHAHAHA.

[editar] Trilha Sonora

Lydia, nossa companheira de viagens e de... você sabe...

A trilha sonora ou OST (Original Sound Crack Track) de Skyrim está de acordo com o jogo, logo um jogo com texturas medievais, uma trilha sonora medieval. No total dão 4 CD's de enrolação trilha sonora, sendo que cada nota foi dividida em uma música, explicado o motivo dos 4 CD's, mas o quarto é apenas uma, com mais de uma hora de barulho música, que na verdade, é só um instrumental parecido com o Som das Baleias, que sua avó ouve para ter "inspiração" na hora de relaxar.

[editar] Conclusão

Levando-se em conta do que foi observado e exposto, o game é uma merda foda, e que vale a pena jogar se você for um RPGmaníaco e gostar de se perder em um mundo totalmente alucinógeno onde mamutes voam e gigantes são levados por dragões misteriosamente. Sua qualidade gráfica é muito boa, para computadores, porque no console chega a ser páreo com Super Mario, fazendo com que até seu antecessor, Oblivion, possua os gráficos superiores à Skyrim. A jogabilidade varia dependendo do nível de noobice do jogador, e também do que este está acostumado, por que jogar em primeira pessoa depois em terceira pessoa são coisas diferentes, e para evitar a fadiga, a Bethesda acabou fazendo movimentos e gráficos diferentes entre um e outro, como a diferença gráfica na primeira pessoa e a terceira pessoa, que muda e muito. Suas diferentes raças de personagem também é um ponto bem alto em Skyrim, como de costume da série inteira, há várias raças, todas com determinadas diferenças (mesmo que sejam minimamentes ridículas) e bem variadas. Os Dragons que aparecem em qualquer momento do jogo prontos para te foder foram bem recebidos pelos fãs e pela crítica (mas aí houve uma coisa a mais, os Dragons irritam muito a certo tempo de jogo), tornando isto um outro ponto forte. Portanto, pode-se concluir de que apesar de todos os bugs, por mais escrotos que eles sejam, o game é bom e não vale a pena jogar. devido que a maioria que compra esse bonito game só veem bugs como:cavalos vuando etc.

[editar] Ver também


 
v d e h
v d e h

The Elder Scrolls
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas