The Housemartins

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Wando, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg


MarioStalin.jpg VIVA LA REVOLUCIÓN!!!

Este artigo é comunista, portanto, come criancinhas. Ele pode ser marxista,
leninista, as duas coisas stalinista, metido a Che quer vara ou oportunista.
Se você alienar a marcha revolucionária, levará uma picaretada.

Os Housemartins ainda procurando o papel pra dar pro vocalista (que está quase se cagando, pelo que vemos na foto).

Cquote1.png Você quis dizer: A banda do papel Cquote2.png
Google sobre The Housemartins
Cquote1.png IXXXPEEEEEEEEEEEEEEL, MY HOUSE ARE BUILD IN PAPAPEEEEEEEEL!!! Cquote2.png
The Housemartins sobre sua casa de papel

The Housemartins foi uma tentativa frustrada de fazer uma banda gospel indie rock do vocalista Paul Heaton (que hoje em dia - pasmem - é um dos diretores da ATEA no Facebook) e do ex-baixista Norman Cook na Inglaterra, que juntava partes da Bíblia com O Manifesto Comunista, ou seja, era uma tremenda mistureba que ninguém entendia mais porcaria nenhuma (tão confuso quanto outra banda da época, Chagall Guevara, que era a merma merda, só que mais puxado pra new wave).

No final das contas eles só fizeram sucesso mesmo por algum tempo com o "Melô do Papel", que na verdade se chama "Build", mas quem se lembra do nome certo da música? Troço é que eles não duraram muito, como eles mesmo disseram "num mundo em que curtem mais Rick Astley, Shakin' Stevens e Pet Shop Boys (em especial o primeiro), estamos rick rollados, digo, ferrados!"

História[editar]

Primeira banda de skinheads de Jesus?

Clambering men in big bad boots
Dug up my den, dug up my roots
Treated us like plasticine town
They built us up and knocked us down

From Meccano to Legoland
Here they come with a brick in their hand
Men with heads filled up with sand
It's build

It's build a house where we can stay (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Add a new bit everyday (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
It's build a road for us to cross (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Build us lots and lots and lots and lots and lots (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)

Whistling men in yellow vans
They came and drew us diagrams
Showed us how it all worked it out
And wrote it down in case of doubt

Slow, slow, quick, quick, quick
It's wall to wall and brick to brick
They work so fast it makes you sick
It's build

It's build a house where we can stay (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Add a new bit everyday (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
It's build a road for us to cross (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Build us lots and lots and lots and lots and lots (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)

It's build

Down with sticks and up with bricks
In with boots and up with roots
It's in with suits and new recruits
It's build

It's build a house where we can stay (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Add a new bit everyday (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
It's build a road for us to cross (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)
Build us lots and lots and lots and lots and lots (PAPAPEEEEEEEEEl!!!)

Sério, eles não têm outra história mesmo, só essa mesmo, dessa música...

Veja o que até a Wikipédia diz apenas sobre eles:

Em 1988, o Brasil foi atacado (é guerra?) por uma música chamada "Build", que ficou conhecida como "Melô do Papel", chegando a ser comercializada com esse nome em algumas coletâneas brasileiras consideradas por muitos de péssimo gosto (a música é chata pra cacete mesmo).

O que aconteceu com cada um depois que essa merda parou de tocar?[editar]

  • Paul Heaton - o ex-vocalista, segue no ramo musical e no ano de 2001 lançou o primeiro trabalho solo, intitulado "Dê uma Chance pra um Gordinho". Hoje em dia é ateu (mas não de Facebook, tá?), mas isso não acrescenta em merda nenhuma nesta bosta de artigo.
  • Stan Cullimore - o ex-guitarrista, fez uma experiência no setor comercial, abrindo um restaurante vegetariano que não deu certo por ele ficar enchendo o saco de todos no Face sobre direitos dos animais. Stan percebeu um talento inato para escrever hentais e também tentou ser humorista, mas foi banido da Desciclopédia em 2010.
  • Norman Cook - o único da turma que realmente se deu bem, o ex-baixista virou DJ de casas de shows e sem querer querendo acabou fazendo muito sucesso com o apelido Fatboy Slim (ou seja, o Fatboy Slim de FAT não tem nada).
  • Dave Hemingway - ex-baterista e ex-back vocal, ainda tá na música, mas só faz merda hoje em dia.
  • Ted Key e Hugh Whitaker - quem se importa com esses caras?


Álbuns[editar]

  • Londres 0 X 4 Corinthians (1986)
  • As Pessoas Querem nos Matar! (1987)
  • Quatro coletâneas idiotas e um Live in BBC chato pra caralho!
Zangief-lariat.gif
Este artigo é mantido pelas doações à Menina Pastora Louca!
Você também pode fazer suas doações e começar a editar, Sr(a). Anônimo.