Tião Carreiro e Pardinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mazzaropi02.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!



Emblem-sound.svg.png Tião Carreiro e Pardinho
Tiao-carreiro-e-pardinho.jpg
Os Gênios em mais um disco
Nome Tião Carreiro e Pardal Pardinho
Origem Bandeira do Brasil Brasil
Sexo Macho
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Guitarra, violão e Tromprete.
Gênero Sertanejo, Jazz, Pagode, Rock
Influências Nenhuma. Criaram seus próprios gêneros musicais
Nível de Habilidade Alto Total
Aparência De meter medo
Plásticas Nenhuma
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Viola e Cachaça
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Emi Music

Cquote1.png Você não se faça de arrogado, pra saber nosso nome é só chegar lá em Andradina.. e peguntar pelos Reis do Gado Cquote2.png
Tião Carreiro e Pardinho sobre eles mesmos

Tião Carreiro e Pardinho é uma dupla sertaneja formada há mais de 60 anos por dois caras, que criaram vários gêneros musicais entre os quais estão o Sertanejo, Jazz, Pagode, Rock. Já venderam mais discos que o Roberto Carlos e Tonico e Tinoco juntos e lançaram mais de 100 discos em 40 gloriosos anos de carreira, e provalvelmente, você não conhece esses gênios da música.

O início de tudo[editar]

A história começou num circo em Curicica, onde Tião Carreiro trabalhava de palhaço, e animava as criancinhas com suas palhaçadas
Tião Carreiro e Pardinho solando sua viola na música Rei do Gado
e no final do seu show ele sempre tocava umas modas de guitarra pra despedir do show. Um lindo dia Pardinho foi levar seu sobrinho para ver O show do Tião, e no final ele ficou encantado com o jeito que ele cantava, então depois do show, Pardinho foi em seu Trailer particular, onde ele sugeriu a Tião pra eles serem uma dupla sertaneja e largar mão de usar aquela fantasia ridícula de palhaço. Tião aceitou na hora, e começaram em bailinhos do interior de São Paulo, que apesar de revolucionários com sua música, eles não faziam sucesso, então quando eles cansaram de ser insignificantes e viajaram para São Paulo no lombo de um trem, atrás de uma gravadora decente que aceitasse gravar Qualquer um que aparecesse na porta. Então eles conheceram um engenheiro de música que trabalhava na Emi Music, mas este se recusou em gravar o disco deles, porque achou que o som deles era "Diferente Demais"..então para obrigá-lo a gravar um disco, a dupla foi tocar guitarra na porta da casa do Engenheiro as 4 da manhã, e depois de tocar seis vezes seguidas o que seria roubado pelo Slash alguns séculos anos depois (o incrível Solo de guitarra com quase um minuto de duração no meio da música Sweet Child O' Mine do Guns N' Roses), o engenheiro aceitou levá-los para o estúdio para gravar o seu primeiro disco: Rei do Gado e Do Metal...
O pessoal no Shea Stadium para ver Tião Carreiro e Pardinho

Rei do Gado e do Metal e Sucesso[editar]

Seu primeiro álbum é desconhecido mas revolucionário...tinha Jazz, Folk e mais uns 100 novos gêneros musicais diferentes, e uma cópia original da época não sai por menos de R$ 32.000 reais. Mas o que mais tinha nesse álbum era sertanejo, e foi por esse gênero que os tornou conhecidos. Depois desse álbum ter vendido 50 mil cópias, eles não pararam mais de gravar, gravando mais de dois álbuns por ano..suas apresentações rondaram todo Brasil conhecido da época, ou seja, tocaram no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

Grandes Sucessos de Tião Carreiro e Pardinho e Shows Internacionais[editar]

Com o seu primeiro Greatest Hits (Grandes Sucessos de Tião Carreiro e Pardinho no Brasil) os dois amigos se tornaram muito famosos na América Latina e começaram também a tocar nos Estados Unidos e na Europa. Suas apresentações eram marcadas pelos longos solos de guitarra e viola, e contavam com mais de dez pessoas na logística de seus shows. Fizeram Concertos bem sucedidos no Shea Stadium Em São Francisco e no estádio de Wembley em Londres. Aqui no Brasil continuavam a tocar em festinhas mo interior de São Paulo, o que deixava Tião Carreiro muito irritado por não serem reconhecidos na sua terra natal. Pardinho então, de a idéia da dupla se dedicar somente aos shows nacionais, porque as turnês eram cansativas e o público brasileiro não os reconhecia.

Tempo no Brasil[editar]

No Brasil eles gravaram mais uns 20 discos..para se promoverem atuaram em filmes e peças de teatro interpretando o que eles faziam melhor:Eles Mesmos!..também lançaram uma rede de produtos com seus nome..camisetas, bonequinhos e que fizeram muito sucesso.

A Dupla na TV[editar]

Compre já sua camiseta do Tião Carreiro!

Eles junto com Tonico e Tinoco, foram as primeiras duplas Caipiras na Tv brasileira, no programa Pinga-Fogo na Tv Tupi em 1969. As músicas não agradaram os ricaços que tinham Tv na época, e só agradariam os caipiras, mas eram tão pobres que nem rádio tinham..Eles foram banidos da TV e só voltaram a se apresentar em frente as câmeras em 1989, na Rede Record.

Morte de Tião Carreiro[editar]

Depois de tocar em todo o Brasil, e vender zilhões de discos, eles sofreram o terrível problema da velhice e caduqueice, e o primeiro a bater as botas foi o mestre Tião em 1991. Ele sofria de um pequeno vício na Marvada, e infelizmente naquela época não havia cura para Cirrose e nem Alcólicos Anônimos para e recuperação, e a Dona Morte se encarregou de levar nosso jovem Tião aos 86 anos. Pardinho foi beber pra esquecer a morte do companheiro e também foi pegar capim pela raiz.

Legado[editar]

  A dupla influenciou um monte de gente e suas músicas foram regravadas tantas vezes que seus quatro filhos (detentores dos direitos autorais) ficaram milionários e ataualmente moram em Mônaco. Oito discos da dupla estão no Hall Of Fame of Rock. Seus discos já foram certificados 345x de platina no Brasil e 129x de platina dupla nos EUA. Eles têm uma estátua na cidade de Tatuí feita de bronze em sua homenagem. Seus Corpos foram exumados e enterrados em tumbas ao lado da de Dom Pedro II e Getúlio Vargas. O parque Beto Carreiro têm esse nome em homenagem a Tião Carreiro.

Sucessos[editar]

Discografia[editar]

  • 1961 Rei do Gado - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1962 Meu Carro é Minha Viola - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1963 Casinha da Serra - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1964 Linha de Frente - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1964 Repertório de Ouro - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1965 Os Reis do Pagode - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1966 Boi Soberano - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1967 Pagode Na Praça - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1967 Os Grandes Sucessos de Tião Carreiro & Pardinho
  • 1967 Rancho dos Ipês - Tião Carreiro & Pardinho.
  • 1968 Encantos da Natureza - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1968 Tião Carreiro & Pardinho e Seus Grandes Sucessos
  • 1969 Em Tempo de Avanço - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1970 Sertão em Festa - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1970 Show - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1970 A Força do Perdão - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1971 Abrindo Caminho - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1972 Hoje Eu Não Posso Ir - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1973 Sucessos de Tião Carreiro & Pardinho
  • 1973 Viola Cabocla - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1973 A Caminho do Sol - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1974 Modas de Viola Classe "A" - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1974 Esquina da Saudade - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1974 Tangos em Dueto - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1975 Modas de Viola Classe "A" - Volume 2 - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1975 Duelo de Amor - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1976 Rio de Pranto - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1976 Os Grandes Sucessos de Tião Carreiro & Pardinho - Volume 2
  • 1976 É Isto que o Povo Quer - Tião Carreiro em solos de viola caipira
  • 1977 Pagodes - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1977 Rancho do Vale - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1978 Terra Roxa - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1979 Disco de Ouro - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1979 Golpe de Mestre - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1979 Pagodes - Volume 2 - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1979 Tião Carreiro em Solo de Viola Caipira
  • 1981 Modas de Viola Classe "A" - Volume 3 - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1982 Navalha Na Carne - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1983 No Som da Viola - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1984 Modas de Viola Classe "A" - Volume 4 - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1985 Felicidade - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1986 Estrela de Ouro - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1988 A Majestade "O Pagode" - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1994 Som da Terra - Tião Carreiro & Pardinho
  • 1994 Som da Terra - Tião Carreiro & Pardinho - Volume 2 - Pagodes
  • 1994 Som da Terra - Tião Carreiro & Pardinho - Volume 3 - Modas de Viola
  • 1996 Saudades de Tião Carreiro - Diversas Duplas
  • 1998 Sucessos de Ouro de Tião Carreiro & Pardinho - As Românticas
  • 1999 Popularidade - Tião Carreiro & Pardinho
  • 2001 Warner 25 anos - Tião Carreiro & Pardinho
  • 2003 Os Gigantes - Tião Carreiro & Pardinho
  • 2006 Warner 30 anos - Tião Carreiro & Pardinho
v d e h
Os cantores e duplas sertanejas, sô!
Zezéluciano.jpg