Tigor T. Tigre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Canídeo cozinhando.jpg Este artigo trata de um mamífero.

Ele chupa o peito da mãe quando criança e possui muitos pelos no corpo.
Ele ainda pode ficar puto por acharem que ele é um peixe.

 

Qualquer semelhança com o Tigre dos Sucrilhos não é mera coincidência.

Tigor T. Tigre, filho de Tony The Tiger com alguma tigresa ainda não identificada e namorado da ratinha furry Lilica Ripilica é um jovem tigre que foi tirado das selvas e dos braços da sua mãe para se tornar a marca registrada de uma grife de roupas e acessórios que você pode dar pro seu filho (ou pra sua filha, se ela tiver tendências de garotinho), mas que no final das contas é uma roupa cara pra cacete e que não dura mais que dois meses usando, alias, dependendo de quem é seu filho, ele pode simplesmente destruir a roupa em 2 minutos apenas.

História[editar]

Tigor é um pirralho metido que acha que pode vender suas roupinhas de sua própria grife só porque ele tem fama de conquistar todas as gatinhas da região. Mas ele nunca consegue conquistar nenhuma das tigresas, pois ele detesta sucrilhos, só comendo pirulito e fica ouvindo Uni, Duni, Tê ao invés de Vomitar Batata (ele tem nojinho de cantar essa música).

Com isso, ele só conquistou o coração de uma minipatricinha chamada Lilica Ripilica, que ficava enchendo seu saco querendo que ele a levasse todos os dias pro shopping, pra loja de roupas, pro diabo a quatro. Um dia, irritado, ele sequestrou sua namoradinha e a mandou pra um lugar onde os pelos dela iriam virar uma roupa. Só não contava que ele TAMBÉM seria sequestrado pelo povo...

Com isso ele virou um modelo forçado da empresa, mesmo sendo feio pra cacete. Ele é obrigado a anos a fazer pose de idiota pra fazer as crianças gostarem dele, ou era assim que deveria ser, mas acaba dando pinta de viadinho mesmo, isso porque deve ser florinthiano.

Ver também[editar]

Aí, peixe, esse esboço vai atrás das 1000 palavras, parceiro.
Mas, peixe, edita esta bosta que você se dá bem, tá ligado?