Toddlercon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Garota hentai.gif TAAARAAAAADO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Yoruichi cat.jpg Made in Nihon _o\

Este é um artigo kawaii ¬¬ com tecnorogia japonesa, né? (ou não YxY)
Os otakus adoram falar sobre isso *-*
Mas se vandarizar, vão fazer a Genki Dama em você YxY


Esta é a pornografia toddlercon menos pesada que conseguimos encontrar para ilustrar este artigo.
E esta é a segunda mais leve permitida para a gente mostrar por aqui, sendo que esta imagem é de uma página inicial de um Manga colorido denominado Hentai Toddler

Toddlercon é uma pessoa que pertence ao seleto grupo de doentes mentais indivíduos que se sente atraído sexualmente por ilustrações de toddlers (termo em inglês que designa crianças de até 3 anos) sendo sodomizadas por halterofilistas, cachorros, dinossauros, cabras, pepinos, pilastras, escafandros, enfim, absolutamente qualquer coisa. Estas pessoas, juntamente com os lolicons e shotacons, formam a tríade de elementos que deveriam, a todo custo, ser eliminados da face da Terra por serem absolutamente insanos(se você acha uma criança de três anûos a coisa mais sexy do mundo você é um deles ).

Assim como os shotacons e lolicons, os toddlercons tem uma vasta gama de deficiências sociais e mentais: são simultaneamente bissexual, virgens, hentais extremamente pervertidos, em sua maioria furries (caso apreciem mangás com bebês vestidos de gato sendo estuprados por tigres) e, por passar 90% da sua vida na internet procurando imagens de porno-criancinhas, são também extremamente nerds, gordos e peludos (os outros 10% do tempo eles passam desenhando suas próprias criações).

Como identificar um Toddlercon[editar]

Identificar um toddlercon fora da internet é bastante difícil, pois eles raramente saem de sua busca incessante por novas ilustrações de toddlers, sendo, portanto, de pouca ameaça para as crianças reais: seu fetiche se resume a desenhos, mangás e animes, nunca à coisa real, pois se consideram estúpidos demais para entrarem no ramo hardcore da pedofilia sem serem presos pela Interpol em menos de 1 semana.

Dentro da internet, o melhor lugar para encontrar toddlercons é o mesmo lugar onde é fácil de encontrar tudo o que há de mais doentio, sádico e horrível na raça humana: o site 4chan, também conhecido como o ânus da internet. Também há muitos deles em fóruns de discussão da Pampers e da Johnson & Johnson, especialmente aqueles que permitem trocas de imagens.

Para saber se alguém dentro de sua casa é um toddlercon, é preciso seguir alguns passos:

  • Verifique se na gaveta da cômoda dele, ao invés de camisinhas, há um pacote de fraldas.
  • Seu site inicial no computador é o 4chan.
  • Quando vocês vão juntos para a videolocadora ele se sente no dever de mudar o DVD do Rugrats para a seção pornô.
  • Assistir o programa da Maísa o deixa muito animado, ele sempre tenta ligar para participar do programa e se deprime por não ser escolhido.
  • Ele sempre vai ao banheiro após assistir a qualquer comercial da Pampers.

Como curar um toddlercon[editar]

Pesquisas sobre um método de curar a atração dos toddlercons por criancinhas de fralda fictícias se mostraram inconclusivas. Um método sugerido é mostrar uma fralda ao elemento e em seguida aplicar-lhe um eletrochoque, para que ele associe crianças com a dor. A voltagem do choque não precisa ser não-letal, já que matar toddlercons não é crime na maioria dos países, só no japão (onde, inclusive, eles são venerados como deuses).

Galeria toddlercon[editar]

Obs: a galeria deste artigo será bem pequena pois foi extremamente difícil e traumático achar imagens remotamente não censuráveis após procurar por toddlercon no Google Imagens com o filtro de pornografia desligado. A autora do artigo não se responsabiliza por traumas psiquiátricos em usuários que resolverem repetir esta busca na tentativa de aumentar esta galeria.

Veja também[editar]