Toledo (Espanha)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
El matador.jpg
Tio1.jpg
VIVA LA DESCICLOPEDIA, ALZAD LOS BRAZOS, HIJOS

Este artigo tem sangue espanhol! Por isso não se espante se você levar uma chifrada ou ver pingos de uma paella com azeitonas esparramadas. Um Picasso original pode estar por trás de Usted!

Cuidado! Tomás de Torquemada e a Inquisição Espanhola estão de olho nos vândalos!!

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.
Cquote1.pngVocê quis dizer: Marca de balança de precisãoCquote2.png
Google sobre Toledo (Espanha)

A Cidade Histórica de Toledo é um caso sério no que se refere a centros históricos. Nela, não existe um bairro onde se concentra todas as ruínas feitas. O local é uma ruína. Mas pelo menos coisas importantes aconteceram por lá, das quais nem eu nem você se lembra. Nela nasceu e viveu pessoas importantes, como o João que trabalha na padaria.

[editar] Economia

O maior prédio de Toledo depois da falência da fábrica de espadas.

Toledo chegou a se tornar a capital da Espanha e ficar rica, mas essa época passou, e hoje seus moradores sonham com o dia em que eles voltarão a ficar ricos. Claro que isso não passa de um sonho. O local tem a economia baseada na produção de espadas para o exército. Só que existe um pequeno problema. Hoje as armas utilizadas pelas forças armadas são Facas Ginsu, metralhadoras, escopetas, minigun, etc. Essas armas são infinitamente melhores do que uma espada absolutamente comum e sem-graça.

Portanto, ninguém terá interesse em comprar uma dessas espadas para usar nos combates, já que elas não servem para nada durante a luta. Como as espadas não são vendidas, esse negócio não dá certo. Toledo, para sobreviver, teve que modificar os negócios e fabricar facas de cozinha, porque senão a cidade iria à falência.

[editar] História

Toledo exisita desde os tempos remotos como um assentamento de cavernas em que moravam vários homens e mulheres, dedicados a fabricação de espadas primitivas, que na época eram formadas por pedaços de pau. A comunidade lucrou com as vendas (naquele tempo os pedaços de pau representavam as armas mais modernas do mundo). O negócio se diversificou e eles passaram a fabricar havaianas de pau. Depois, passaram a se dedicar principalmente à fabricação de espadas e faquinhas.

Os bárbaros dominaram Toledo para roubar pegar emprestado o arsenal de facas da cidade. Logo depois, os árabes tomaram o contole de oledo. Como eles precisavam de muitas espadas para fazer uma jihad na Europa, essa foi a melhor época em Toledo, que lucrou muito. O declínio da cidade teve início quando os europeus recuperaram a região e trouxeram para lá as Facas Ginsu, feitas pela China. A Ginsu fez uma forte concorrência com as espadas de Toledo, até que a cidade não conseguiu superar essa concorrência e empobreceu.

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas