Toma Lá, Dá Cá

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


TV pós-Globo.

Este artigo é sobre mais um programa de tortura televisiva. Salve-se mudando para o Canal do Boi, ou leia sobre mais essa desgraça da TV.

Cquote1.png Você quis dizer: DesGoverno da Dilma Cquote2.png
Google sobre Toma Lá, Dá Cá

Cquote1.png Você quis dizer: Sai de Baixo Cquote2.png
Google sobre Toma Lá, Dá Cá
Cquote1.png Experimente também: Zorra Total Cquote2.png
Sugestão do Google para Toma Lá, Dá Cá
Cquote1.png Prefiro não comentar... Cquote2.png
Globo sobre "Toma Lá, Dá Cá"
Cquote1.png Prefiro não comentar. Cquote2.png
Copélia em desentrevista sobre o programa.
Cquote1.png Lá em Pato Branco tinha uma série parecida, daí. Cquote2.png
Bozena em desentrevista sobre o programa.
Cquote1.png Esse programa é M-A-R-A!. Cquote2.png
Seu Ladir também em desentrevista sobre o programa.
Cquote1.png De perto nenhuma família é normal, mas essa galera... Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde em chamada única para o programa.
Cquote1.png Caprichou hein,colega? Cquote2.png
A Diarista que perdeu o emprego graças ao programa.
Cquote1.png Pergunta pra ele se gosta de mulher... Cquote2.png
Nelson Piquet sobre Mario Jorge, papel do fresco Miguel Falabella.
Cquote1.png Aiiiii Neti, que bom que você conseguiu emprego na Zorra Total... Cquote2.png
Solineuza que também perdeu o emprego graças ao programa, e ainda não está sabendo

Kimi Räikkönen morrendo de rir após ver Toma lá dá cá.

O Toma lá da Cá, também conhecido como Remixer do Sai de Baixo, é o programa mais infame da Rede Globo depois de Caldeirão do Huck. Composto por um elenco "da pesada", o novo programa tem aterrorizado a população brasileira com suas chacotinhas insanas e comentários do sudoeste paranaense.

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Toma Lá, Dá Cá.

Localização[editar]

O prédio onde as gravações são realizadas é o "Jambalaya Ocean Drive",um verdadeiro puteiro um drive-in para os astros e empregados da Rede Globo. Como a maioria dos funcionários e astros são gays e o drive-in estava sem uso freqüente. Sem verbas para criação de mais estúdios, o setor PROJAC incorporou o drive-in ao estúdio para a gravação de uma nova série.

Premissa[editar]

Quadrilha de estelionatários liderados por Copélia (Máfia da Pépé) e Isadora Motossera (Máfia da Laje do Preá/Porco Fumado)

O programa conta a história de uma suruba troca troca de casais (sem duplo sentido): Rita era casada com Mario Jorge, Arnaldo com Celinha. Depois tudo se troca e coincidentemente os dois casais vivem no mesmo prédio, dividem a mesma empregada e são pentelhados pelos mesmos filhos e aguentam uma sapatão tarada. A guarda de Isadora e Tatalo ficou com a mãe, Rita, enquanto a guarda de Adônis ficou com Celinha.Além disso, Mário Jorge agora tem de sustentar e dar teto para a sogra, Copélia, uma ninfomaníaca/ cafetona/ stripper/ mercenária e outras coisas, que ela prefere não comentar.

Dona Álvara, mulher de seu Ladir é a síndica corrupta que abusa de seus condôminos e vive aparecendo caso seu nome seja mencionado.

Na verdade, foi descoberto que Arnaldo, Mário Jorge, Celinha e Rita são todos.. GAYS! Nada de novo, mas foi comprovado.

Personagens[editar]

  • Mario Jorge: Marido de Celinha, Mário Jorge é dono de uma casa de swing e já foi advogado. Ele foi casado com Rita, sua parceira de profissão, e compete com sua ex-mulher. Sua maior preocupação é a propina cobrada dos supostos filhos Isadora e Tatalo, de seu primeiro casamento.
  • Celinha: Casada com Mário Jorge, Celinha é uma ex-profissional do sexo exemplar. Organizada nas tarefas domésticas e vaidosa em sua aparência, Celinha também se dedica a cuidar de Adônis, seu suposto filho com Arnaldo, seu primeiro marido. Além disso, apóia as travessuras sexuais da mãe, Copélia, que mora em sua casa.
  • Arnaldo: filósofo e escritor, Arnaldo é casado com Rita, mas já foi marido de Celinha. Arnaldo mora no apartamento da mulher, por sua profissão não lhe dar lucros e divide o espaço com os filhos dela e de Mário Jorge, Isadora e Tatalo. É metódico e obcecado com seu trabalho, sempre procurando clientes ricos e famosos para seus livros de desentrevistas. Hoje faz bico na Desciclopédia nas horas vagas.
  • Rita: Competitiva e prática, Rita era advogada até se tornar uma competente stripper. Atualmente casada com Arnaldo. Rita mora com os filhos Isadora e Tatalo, supostos frutos do primeiro relacionamento. Sempre apressada, é conhecida como a "Precoce" na época do swing por ser a primeira a chegar lá.
  • Álvara: Consumidora assumida de drogas, Mestra das Trevas e estelionataria profissional... A D. Álvara gosta de ser informada de todos os negócios do narcotráfico dos moradores do condomínio. Qualquer movimento estranho faz soar o alarme da síndica e ela prontamente se intromete na situação para descolar uma porcentagem da transação. Mantém assíduo contato com as famílias de Rita e Celinha pois tem grande desejo de fazer uma suruba com os dois casais. Atenção: Nunca diga o nome dela no seu condomínio, senão você invoca a Capeta.
  • Seu Ladir: Ex-gerente de boate de Drag queens e atual marido de Dona Álvara. Aperendeu muito com seu chefe o linguajar da classe, pronunciando palavras como mara, bofe, etc. Seu Ladir tem 415 anos (Segundo exames de carbono 14 e por confirmação de sua irmã mais velha, Dercy Gonçalves) e até hoje gosta de sentar no colo do Papai Noel.


Isadora, a nova putinha relaxada
Bozena, quando ainda morava em Pato Branco daí.
  • Copélia: Mãe de Celinha, Copélia é basicamente uma puta que dá de graça.Tem muitas roupas mas prefere ficar pelada (o que os homens acham uma delícia, você tem coragem de ver se é verdade?).E suas roupas indicam ser parente do falcão.
  • Isadora: Adolescente rebelde e puta, Isadora gosta de chamar a atenção dos pais Rita e Mário Jorge, do padrasto (Arnaldo), e da madrasta (Celinha). Formou-se na Escola do Funk do Bola de Fogo. Isadora prefere passear pelo condomínio ao lado de Copélia, que é sua companheira nas baladas e Mestre nos Ensinamentos do Kama Sutra.Isso tudo claro, depois de ter procurado inutilmente um marido em mais uma novela de época das seis.
  • Adônis: Nerd tarado por garotas orientais. É apaixonado pela japonesa Furico (será que é o do Mionzinho?), personagem criada por ele para um projeto seu de uma revista em quadrinhos e em intenção de quem se masturba frequentemente, ocupa um papel no programa que tem como único objetivo piorar a atração, deixando-a no nível das outras atrações da globo. Atualmente tem uma namorada louca que late, morde, rosna e mija na portaria, resumindo: Adônis namora um cachorro vira-lata, devido à sua carência excessiva.
  • Tatalo: Revoltado com os pais pelo nome que recebeu e por não ter entrado no elenco de Malhação, Tatalo torna-se um jovem alienado da vida, que morre de amores por seu videoclipe. Atualmente, tem dois filhos gêmeos com a Gelda, uma engolidora de facas no circo. Os nomes dos filhos são Arriri (em homenagem ao palhaço do circo) e Mariri (em homenagem ao Mário Jorge e a Rita).
  • Bozena: Ex-moradora de Pato Branco e dançarina da Dança da Gralha Azul (Dança regional do sudoeste paranaense), atualmente é diarista, pedreira, dançarina e frentista. Bozena presta serviços de todos tipos para ambas famílias. Em cada apartamento, ela segue as ordens e o estilo da patroa. Planeja dar um golpe trabalhista nas duas famílias por não ter horários fixos para nenhuma das duas casas e faz um pão de linguiça como poucas. Atualmente é assediada po dona Deise todas as terças feiras.
  • Deise: Homossexual que mora naquele Jambalaia, com sua pit-bull, a Xena.Descriminada por ser Lesbica e se identificar com sua Xena.Vulgarmente chamada de sapatão por todo o elenco do programa.Queria poder comer a Bozena, que ela chama de branquela, mas, a polaca nunca deu bola nem deu outra coisa para ela. Ela é convidada para sentar de costas pra porta, porque sapatão que senta de costas para a porta traz sorte para a casa.

Guia de Episódios[editar]

  1. O Sequestro do Velocípede
  2. Tomando Noku
  3. O Monólogo da Vagina
  4. Boa Noite Cinderela
  5. Jantar no Swing
  6. Sobre espelhos e gatinhos
  7. Pescoço, a parte mais dura do corpo
  8. Corno manso, suruba certa
  9. Quem apagou a luz?
  10. A Mais Safada do Jambalaia
  11. O dia que Tatalo perdeu a virgindade
  12. V de Vagina
  13. Nos bastidores do Swing
  14. A Camisinha furou
  15. Adonis e a Ordem das Ninfas Errantes
  16. O Retorno de Mestra Álvara
  17. A Noite de Copélia

Ver também[editar]