Traje de banho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Trajes de banho, mas esses não são os mais ridículos...

Traje de banho é algo que não tem lógica, todo mundo sabe que se é banho, então deve ser pelado ou pelada... ou pelo menos sempre deveria ser, mesmo banhos de mar, piscina, rio, cachoeira... Porra, todo mundo sabe o que há entre as pernas de machos e fêmeas, mas se serve de desculpa, nem é questão de vergonha e sim de proteção, talvez. Pensando em proteção, agora sem reclamar de não poder exibir as partes íntimas, vamos à página sobre o traje de banho.

O que é mesmo[editar]

Traje de banho não deveria, mas já que ele tem que existir, traje de banho nada mais é do que um pedaço menor de tecido que a pessoa costuma usar por cima da pele, ao menos cobrindo as partes citadas na introdução, mas claro que quanto menos pano melhor, principalmente mulher com paninho enfiado no rego. Inclusive elas podem ir ao rego aproveitar a natureza, com seu traje de banho mais aprazível ainda. É claro, os biquínis são variados segundo gurias, mas na verdade a única diferença é cobrir um pouco mais ou um pouco menos, pois ele mal se nota, mas elas afirmam que há muita diferença entre um e outro. Quando muito, nos biquínis pode se notar uma cor diferente da outra, mas o tom de pele ou de bronzeado aparece muito mais.

Os caras costumam usar umas sungas ridículas ou no máximo um carção, se for veado, inclua o mesmo que muitas mulheres usam que se chamam fio-dental(a menor variante de biquíni, mas que só vai no dente se for tirar aquilo com a boca... alheia porque a própria só sendo contorcionista. Quem ensinou o restante do mundo que, já que banho peladão é só mesmo os banhos diários privados, de chuveiro ou de banheira, então ao menos que se use pouco pano nos banhos em público, claro que foras as terras brazucas. Isso em principio foi responsabilidade dos índios, que diferente do restante das américas, aqui costumavam tomar banhos de rio peladões e fora do banho andavam quase pelados.

Os demais bichos, em geral já são revestidos de muito pelo, escamas, penas, etc... mas mesmo com isso tudo, a parte que os humanos costumam cobrir antes de qualquer outra parte, eles mostram e não estão nem aí. Outros bichos, sem casco nem pelo, nem escamas, como golfinhos e elefantes, também não aderem à roupa nenhuma. Ao menos a pele dos elefantes é mais grossa, já os golfinhos nem tanto, mas eles se viram bem. Apenas quem tem que usar coisas ridículas por cima da pele são mesmo os primatas humanos.

México[editar]

Florinda no traje macarrão com pernas.
Florinda com um traje mais decente... ou menos decente, depende do ponto de vista.

Saindo do Brasil e indo pro México, que na verdade foi o motivo desse malfadado artigo se iniciar, os índios de lá usavam mais roupa, e hoje em dia mais ainda, talvez por isso os mexicanos também demoraram um pouco para aprender com a sem vergonha despojada população brasileira, a usar pouca roupa, principalmente em banhos de mar, dessa forma os mexicanos, assim como na maior parte do restante do mundo, costumava usar muita roupa, que parecia uma pijama bem estranha para os banhos em público.

No seriado Chaves, os trajes de banho são enormes, principalmente os da Dona Florinda, que parecia uma cortina de cozinha. Isso lhe rendeu muita zoeira por parte do restante da vizinhança, que também estavam com trajes de banho ridículos, mas a Dona Florinda quem foi a mais atingida pelos comentários e risadas. Nos bastidores, daí sim, a Florinda mostrava que os mexicanos já haviam, mesmo naquela época, aprendido que tapar apenas algumas partes era mais do que suficiente, então já se podia chamar o que ela usava de biquíni. Se podia ver que as canetas não eram tão finas e fracas como diziam no seriado, por culpa do Bolaños que era quem escrevia os roteiros e não deixava mais nenhum outro integrante dar palpite.