Traumatismo ucraniano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Radioatividadegdrg.jpg
TANZEN!!!

Este artigo vem da Ucrânia. Seu autor morava em Chernobyl, idolatra Ruslana, Shevchenko e Verka Serduchka, e NÃO É RUSSO!
Serduchkaa.jpg


Clique e venha fazer parte de nosso projeto!!
Projeto Desconhecimento

Este artigo de Ciências ainda não foi avaliado.

Visite a discussão do artigo ou o projeto e Conheça-nos

Cquote1.png Você quis dizer: Traumatismo craniano Cquote2.png
Google sobre Traumatismo ucraniano

Cquote1.png Tenho medo Cquote2.png
Regina Duarte sobre Traumatismo ucraniano

Cquote1.png Isso é coisa de bichoooona!!! Cquote2.png
Severino sobre Traumatismo ucraniano

Cquote1.png Iczo non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Traumatismo ucraniano

Cquote1.png Essa citação deveria ser minha! Ô padreco mala! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Traumatismo ucraniano

No Wikipedia.png QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Traumatismo ucraniano.

Memorial Ucraniano em Curitiba, um dos maiores manicônios do Brasil, onde essas bizarrices são apresentadas para toda a população...

O Traumatismo ucraniano consiste em uma síndrome ainda não reconhecida nos anais (uííí) de Medicina, Psicologia e Psiquiatria, mas que apresenta problemas de ordem comportamental e psicológica facilmente reconhecida como os demais transtornos de conduta e comportamento amplamente reconhecidos, como Down, Turret e Turner.

Equivocadamente, a população confunde este problema psicológico com “Traumatismo craniano”, que consiste em lesões na cabeça aos indivíduos que por qualquer motivo não manteram suas respectivas cabeças no lugar, seja por uma fatalidade, como quedas e acidentes, ou por uma imbecilidade, como exibicionismo, prática de esportes, perseguição por psicopatas, entre outros aspectos em que a cabeça se fodeu, desde pequenos danos até conseqüências irreversíveis (onde o Mané achará o máximo tomar a sopa de letrinhas da Xuxa, ou vegetará igual ao Vegeta como uma samambaia pelo resto da sua existência).

Trata-se de uma doença que acomete principalmente jovens, com origem ucraniana, polonesa e das adjacências nesses países, além dos descendentes destes espalhados pelo mundo e de jovens com o biotipo de emo, normalmente pessoas claras, de cabelo liso e sem nenhuma ocupação por serem sustentados pelos pais, para se aplicarem periodicamente aos costumes e tradições que esta doença dissemina.

Sintomas[editar]

Pessoas que apresentam este transtorno em estado de crise. Um estilista teria um surto por conta da apologia ao Paraná Clube e das cores bizarras. Perceba que as mulheres ficam em segundo plano, com estes seres afeminados...

Em ambos os sexos, o traumatismo ucraniano se apresenta na população branca normalmente os negros não curtem esta viadagem de conduta, apresentando algumas peculiaridades, com o uso de vestimentas com cores fortes, geralmente em tons de vermelho, azul e branco.

Nos homens, o traumatismo ucraniano se apresenta com o uso de saia, bombacha, camisas largas e miçangas por toda a vestimenta, além do hábito de dançar com movimentos e passos robóticos.

Uma pessanka (ovo) ucraniano. Este é um dos sintomas deste tipo de traumatismo. Repare no detalhe másculo desta peça...

Nas mulheres, este se apresenta de forma semelhante aos homens, exceto pela feminilidade que possui uma intensidade menor em comparação aos homens, demandando por muita maquiagem para diferenciar o gênero da espécie.

Prevalência na População[editar]

Uma pessanka de Chernobyl...

Este transtorno possui maior incidência na Europa Oriental e em alguns núcleos espalhados pelo mundo após a Segunda Guerra Mundial, entre eles está o Brasil que apresenta alguns desses núcleos, tendo a sua maior colônia em Curitiba, por conta do clima e características geográficas que assemelham esta cidade com os locais de origem desta doença (pelo menos é o que dizem os curitibocas, pois boa parte da população se orgulha de ser descendente de europeus, como se isso garantisse um visto no velho continente...).

Características[editar]

Muitos estudiosos atribuem essas esquisitices ao acidente da Usina Nuclear de Chernobyl que ocorreu em meados da década de 80, na época em que passava o programa do Bozo, a Xuxa era gostosa e o Dondóm jogava no Andaraí. Onde esta trajédia provocou diversas mutações genéticas nesta população, que assim como o Hulk e o Homem Aranha, passaram a apresentar diversos comportamentos bizarros, como artezanatos infantilóides, como pintura de ovos (uííí) que é chamado de pessanka, confecção de bonecas, construção de chalés de inverno nos países tropicais onde habitam, além das suas músicas e danças estranhamente bizarras e depressivas por conta da tonalidade dramática com o violino.

Veja Também[editar]