Trazendo a Arca

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Danese.jpg -Trazendo a Arca é gospel porque ser gospel tá na moda...-

...e chorou quando a Marina de Oliveira encerrou carreira.

Cuidado: Ouvir suas músicas é um perigo para o teu cérebro.

U telec2k.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos anos 2000!
Se você nasceu nessa época, não teve que temer a Skynet ou o Bug do Milênio.

NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Trazendo a Arca.

Cquote1.png Você quis dizer: Toque no Altar Cquote2.png
Google sobre Trazendo a Arca
Cquote1.png Você quis dizer: Trazendo o cofre Cquote2.png
Google sobre Trazendo a Arca

Cquote1.png São um bando de endemoniados! Cquote2.png
Edir Macedo sobre Trazendo a Arca
Cquote1.png Toca muito! Cquote2.png
Fã idiota sobre André Matos tocando bateria no DVD Ao Vivo no Maracanãzinho.
Cquote1.png Volta o cão arrependido... Cquote2.png
Chaves sobre Davi Sacer
Cquote1.png Seres inferiores Cquote2.png
Ana Paula Valadão sobre Trazendo a Arca.
Cquote1.png Diante do Trono é melhor! Cquote2.png
Qualquer retardado, inclusive você que está lendo esse artigo agora
Cquote1.png Na União Soviética, o manto toca VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre a canção "Pra Tocar no Manto"
Cquote1.png Quer ser como eles? Compre já um Mac e comece a gravar suas músicas! Você também pode! Cquote2.png
Steve Jobs sobre Trazendo a Arca
Cquote1.png Eles têm a Marca da Promessa! Cquote2.png
Fãs sobre Trazendo a Arca
Cquote1.png Faça um barulho de festa! Cquote2.png
Davi Sacer sobre qualquer coisa

Luiz Arcanjo, Verônica e Davi Sacer se preparando para o show.

Trazendo a Arca é uma banda fluminense de música Góxxpel Cristã Brasileira.

História[editar]

Como o público dos EUA não sabe falar português, Davi e Verônica cantaram Adoleta para o público, e foram aplaudidos!

Marcos Gregório era um pastor que queria tirar mais dinheiro dos fiéis vendendo CDs, mas não sabia cantar. Então contratou um bando de jovens sonhadores e montou um grupo chamado Toque no Altar. Com uma boa propina às rádios, a banda que era desconhecida na macumba música gospel vendeu um milhão de cópias com o CD de nome mais criativo já lançado pela banda: Toque no Altar. Satisfeito pelo resultado, mandou no mesmo mês que a banda gravasse outro CD, que também vendeu um milhão de cópias. O repertório musical da banda era como qualquer outra música genuínamente gospel, sendo constituída por letras pobres, rimas idiotas, arranjos monótomos, tendo basicamente como temas das suas canções; Deus, restituição, sacrifício, entre outras idiotices coisas. Até 2006 já tinham gravado mais CD's. Os integrantes descobriram o quanto a banda ganhava e quanto Marcos Gregório recebia. Insatisfeitos com a merreca que sobrava, sete deles saíram da igreja e da banda e fundaram um grupo só deles para ganhar toda a grana, chamado Trazendo a Arca. Seus líderes eram os vocalistas Davi Sacer e Luiz Arcanjo. Eram acompanhados por André Matos, o Pelé da bateria, Deco Rodrigues, Ronald Fonseca (não confunda com Ronald MC Donald) e Isaac Ramos, o guitarreiro nordestino e Verônica Sacer, concubina esposa de Davi.

Por conta da divisão, Marcus Gregório obrigou que Silas Malafaia os chamassem de "mercenários" e "rebeldes" em seu programa na TV. Ainda dizem que o motivo da saída foi um desentendimento de Davi Sacer. Para descentralizar a cena, ele se juntou a Luiz Arcanjo e saiu do grupo. Parte do público que odiava o Toque no Altar diziam que o nome do grupo seria Trazendo o Cofre, mas como soaria de uma forma desagradável para os "inteligentes" crentes que o ouviam, optaram por Trazendo a Arca. Para venderem bastante e ganhar muita, mas muita grana eles decidiram fazer o disco Marca da Besta Marca da Promessa. Foi feito pelas coxas e com apenas oito músicas de péssima qualidade vendeu mais de meio milhão de cópias, assim como toda merda produção gospel. O maior feito da banda na época foi a aparição no programa do vovô Raul Gil receber um disco de platina. Para agradar o público, no ano seguinte gravaram um DVD no Maracanãzinho trazendo 30 mil alienados pessoas a uma produção de baixo nível alto nível.

Em 2009, Luiz Arcanjo resolveu traçar os rumos do grupo, querendo fazer um disco de mais qualidade para um público leigo exigente. Então, lançaram Pra Tocar no Manto, que foi um fiasco pois pelo seu grande nível o público burro não agradou, vendendo apenas 40 mil cópias. Davi Sacer até que tentou fazer alguma coisa pela banda, tentando-a voltar as letras que faziam anteriormente, mas não adiantou. Cansado, chamou sua esposa e saiu da banda e voltou arrependido para os braços de sua antiga igreja e de Marcos Gregório.

Com a saída de Sacer, que segundo alguns fãs era a gritaria unção da banda, Luiz Arcanjo ocupou seu lugar, e além de tocar, compor e cantar a metade das músicas, começou a ser o 50% da banda. Para segurar o sucesso, fizeram uma parceria com o amigável R. R. Soares e entraram na gravadora dele, fazendo que Entre a Fé e a Razão fosse um sucesso, sendo pagados convidados a gravar um DVD numa igreja nos Estados Unidos que ninguém conhece.

Com a ajuda da Graça Music em salvar a banda falida, eles dão um chute na bunda da gravadora, vão para a CanZion e lançam um álbum triplo. Por causa disso, vendo a merda que a banda tava virando, Ronald Fonseca deu no pé antes do CD Na Casa dos Patetas. Mas o que eles não esperavam é que Thalles Roberto comprasse a CanZion e a transformasse na Dos3Music, uma empresa de fachada para lavar dinheiro, e o Trazendo a Arca ficou mais apagado do que nunca. Assustados, resolveram assinar com a Sony Music e lançaram um disco em espanhol para fazer shows em Cuba.

Em 2015 até tentaram fazer um disco chamado Habito no Abrigo, mas a vergonha foi tão grande que Deco Rodrigues resolveu iniciar carreira solo em 2018 já prevendo que o grupo não tinha muito futuro. Por isso em 2019 Luiz Arcanjo foi atrás do safadão Davi Sacer e de Ronald Fonseca para reunir a banda e encerrar esse projeto vergonhoso de vez.

Integrantes[editar]

Atuais

Luiz Arcanjo
O cara mais importante da banda. É o vocalista, compositor, violinista, back vocal, dono, fundador, relações públicas, fã nº1 e tudo mais. Apesar da banda ser um pouco metal pop rock, é apaixonado por samba e mpb. Em seus shows, usa frases simples e inteligentes, como: "Celebre aquele que vive!" ou "Como sabão de lavandeiro!" ou "libera um brado de vitória".
André Mattos

André Mattos está sorrindo. Mas não espere que essa bondade continue até você colocar o DVD Ao Vivo no Maracanãzinho pra tocar. Seu aparelho de som vai estragar, tô avisando!!!

Conectado com sua bateria, emite batidas sobrenaturais, que tem poder de explodir as caixas de som do seu home theater. Apesar de ter seu cabelo estilo rastafari, não possui ligações com música baiana. Dizem que suas batidas fizeram com que a administração do Maracanãzinho fizesse uma reforma no local para evitar desabamentos na estrutura do local
Deco Rodrigues
Usava um cabelão de raposa quando a banda dividiu, mas após a grande insistência dos amigos cortou seu cabelo. Apesar de escrever grande parte das músicas é totalmente desconhecido pelo público.
Isaac Ramos
É um roqueiro nordestino. Entrou na banda para suprir a necessidade de um guitarrista que prestasse, e para isso seu amigo Ronald teve que garimpar bons músicos que queriam tocar numa banda gospel (bem difícil, hein), mas após tanto procurar achou em Recife Isaac Ramos. Além de tocar guitarra e violão, gosta de curtir seus colegas de trabalho fazendo piadas.

Ex-integrantes

Davi Sacer
Uma espécie de Mr. Catra branco, só que evangélico e pop. Davi Sacer come mulheres enquanto deixa homens encantados com seu timbre de voz particular e resolveu sair da banda em 2010 pra ficar com toda grana enquanto grava canções do Trazendo a Arca em carreira solo.
Ronald Fonseca
O cara que fazia o trabalho pesado. Enquanto Davi Sacer e Luiz Arcanjo ganhavam todos os bônus do sucesso, Ronald tava lá atrás fazendo o arranjo de todas as músicas e pensando todo o estilo da banda, já que sem ele o Trazendo a Arca virou apenas uma cópia de si mesmo. Além disso, gravou com outras subcelebridades gospel, como Pamela, Rose Nascimento, Carlinhos Felix, Sérgio Lopes e muitos outros que certamente você nunca ouviu falar.
Verônica Sacer
Esposa do safadão Davi Sacer. Sua única função é ser obrigada a cantar músicas com o marido e aguentar os chifres diários que leva pelo Brasil.

Discografia[editar]

Pato Donald, atração especial do novo DVD do Trazendo a Arca lançado em 2011.
  • Toque no Altar: O título é um desafio que Marcus Gregório fez para quem tivesse coragem de tocar em seu pica altar
  • Restituição: Criado para um público que queria justiça após grandes roubos na Igreja
  • Deus de Promessas: Esse outro CD foi feito em homenagem à amigos políticos de Marcus Gregório
  • Olha pra Mim: Veio em homenagem a um lindo espelho que Davi Sacer gostava de se olhar
  • Deus de Promessas Ao Vivo: Trouxe as mesmas músicas de Deus de Promessas, só que ao vivo e com a participação especial de José Dirceu e Marcos Valério.
  • Marca da Besta Promessa: O Trazendo a Arca queria provar para Marcus Gregório e o público que eles não tinham a marca da besta.
  • Ao Vivo no Japão: Contém os sucessos dos cds anteriores numa versão xing-ling
  • Ao Vivo no Maracanãzinho: Contém as músicas dos cd Marca da Promessa e Olha pra Mim ao vivo
  • Pra Tocar no Manto: Neste disco contam o que tinha por baixo da roupa história de Jesus.
  • Salmos e Cânticos Não espirituais: Pegaram um monte de salmos e transformaram em músicas...
  • Entre a Fé e a Razão: Verdadeiro sermão de Luiz Arcanjo convencendo o seu ouvinte que o caminho da fé é melhor que o da razão.
  • Live in Orlando: É simplesmente as músicas do manto, salmos e fé e a razão juntos num DVD gravado na Disney com a participação especial do Pato Donald.
  • 10 Anús: O nome já diz tudo.
  • Na Casa dos Patetas: A presença dos personagens na Disney no último DVD inspirou-os.
  • Espanhola: O nome do CD já diz tudo.
  • Habito no Abrigo: O "abrigo" é aquele lugar apertadinho e molhadinho...

Ver também[editar]