Trindade (Goiás)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Trindade
"Capital dos Romeiros"
Bandeira de Trindade-GO.png
Bandeira
Aniversário 31 de agosto (depois das festas juninas)
Fundação 16 de julho de 1920
Gentílico romeiro
Localização
Localização de Trindade
Estado link={{{3}}} Goiás
Mesorregião Casas das Duplas Sertanejas Goianas
Microrregião Dependência de Goiânia
Municípios limítrofes Santa Bárbara de Goiás , Goianira, Caturaí, Goiânia, Campestre de Goiás, Abadia de Goiás, Guapó
Distância até a capital 16m km
Características geográficas
Área 710,328 (grande sem muito uso) km²
População 121 266 (sem contar os romeiros) hab. ??
Idioma Goianês-caipirês
Densidade depende da época hab./km²
Clima depende da época
Fuso horário UTC UTC−3
Indicadores
IDH 0,699 (médio pra ruim)

Cquote1.png Bunít'dimáis sô Cquote2.png
Goiano sobre Trindade
Cquote1.png JEEEEEEEESUISS!! Cquote2.png
Menina Pastora Louca sobre Trindade
Cquote1.png Você traiu o movimento romeiro, véio Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Trindade

Trindade é um antigo bairro uma cidadezinha pobre, dedicada a um santo rebelde, localizado próximo de Goiânia, que acredita que se emancipou apesar de 80% da população ter que todo dia ir trabalhar em Goiânia. Trindade conta com uma réplica barata da Igreja de Aparecida de Goiânia (goianês: Nsinhora D'Aparicída).

História[editar]

Há muito tempo atrás a cidade era conhecida como Barro Preto, devido à cor das fezes dos primeiros habitantes que precisavam se virar com pouco, indo para esse fim do mundo atraído pelo ciclo do ouro. O vilarejo ganhou relativa importância só em 1840, quando alguns caipiras afirmaram avistar (devido à fértil imaginação) uma imagem na fumaça de uma chapa de um pit-dog local que diziam ser da Virgem Maria sendo coroada pela Santíssima Trindade. Depois disso o pit-dog foi canonizado e surgiram em volta dele milhares de igrejas suntuosas.

Em 1920 passa a ser uma vila e abrigar padres de toda parte, que se reuniam ali para difundir suas calúnias de que um dia um medalhão sagrado foi achado no rio por garimpeiros. Como ninguém perde muita coisa acreditando nisso, há muitos fiéis ao tal Divino Pai de Santo.

Com a construção de Goiânia ali nos arredores, Trindade retornou à condição de distrito, mas os goianienses não aguentaram aquilo nem por 5 anos e logo Trindade se emancipou de Goiânia, embora até hoje ainda dependa completamente da capital doe stado.

Economia[editar]

População da cidade indo pegar pão (hóstia) e vinho de graça na basílica da cidade.

Cidade totalmente dependente do turismo religioso, a população local espera com ansiosidade todo junho chegar para conseguir vender bugigangas para os pobres coitados que aparecem rastejando para dentro da cidade (os romeiros) dispostos a comprar qualquer maldita cruzinha. Fora desse mês especial, os ateus podem trabalhar na fábrica da Coca-Cola para juntar seu dinheiro.

População[editar]

Trindade tem 250 habitantes reais de acordo com recente pesquisa do IBGE, sendo que os demais 120.000 habitantes são inventados, na verdade todos goianienses ou romeiros, o que gera a falsa sensação de grandeza dessa cidadezinha.

Esportes[editar]

A mania esportiva local são as disputinhas de laçamento de porcos na lama e corrida de joelhos na GO-060. Todavia também existem pseudo-atuações em outros esportes, tanto que a cidade é a casa de um semi-tradicional time goiano, o Trindade Atlético Clube, muito famoso por perder tudo todos os anos e nunca ganhar nada, nem um campeonatinho estadual sequer.

Religião[editar]

A bolacha Trakinas que deu origem a tudo.

Considerada a capital goiana da fé, tudo porque em 1900 e guaraná com rolha um casal de miseráveis descobriu dentro de um pacote de Trakinas um biscoito com um desenho diferente, o que afirmavam ser a figura do Divino Pai de Santo Eterno, embora seja necessário muito esforço de imaginação para criar alguma figura naquele medalhão. Como católico não tem muito o que fazer, foi fácil transformar o local num grande centro de peregrinação e erguer um monte de basílicas e santuários pelo lugar. Todo ano as idosas de Goiás decidem ir para a romaria, momento em que Trindade surge discretamente nos noticiários.

Turismo[editar]

Trindade contêm 1.837.029 igrejas de todos os tamanhos e pinturas, um pit-dog, uma feira que extorque fiéis com bugigangas católicas e uma outra feira onde vende tudo o que foi assaltado e furtado em Goiânia.

Cidade que ama festas ridículas, a que mais se destaca é o Desfile de Carro-de-Bois, uma espécie de carnaval misturado com festa junina, só que com diversos elementos de caipiragem. Playboys de Goiânia e do DF gostam de visitar a cidade nessa época para pegar as nativas de Trindade. Já no meio do ano ocorre a Festa do Divino Pai Eterno, uma espécie de festa junina fora de época.

De pontos turísticos a cidade possui vários templos gigantes e relativamente inúteis, como o Santuário Velho do Divino Pai Eterno, um loca que as velhinhas vão na época da romaria, e a Basílica do Divino Pai Eterno, famosa por ser a única basílica do mundo em homenagem às imagens de Nossa Senhora que surgem em manchas de vidraças.