Tucuruí

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Grande casa de Massagem em forma de Hidroelétrica Cquote2.png
Google sobre Tucuruí
Cquote1.png Lá tem jacaré na rua? Cquote2.png
Alguém da região centro-sul sobre Tucuruí
Cquote1.png É incrível como uma cidade que tem uma barragem no seu quintal vive no escuro, isso é uma vergonha! Cquote2.png
Boris Casoy sobre apagão na capital da energia
Cquote1.png Prometo trazer em breve! Cquote2.png
Dom Pedro I sobre as eclusas de Tucuruí
Cquote1.png Água pra quê? Cquote2.png
Prefeito da cidade sobre as reclamações da população que não tem água a 10 semanas.
Cquote1.png Nunca vi! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre Tucuruí
Cquote1.png Eu não vou! Cquote2.png
TAM sobre Tucuruí
Cquote1.png Eu também não! Cquote2.png
Gol sobre Tucuruí
Cquote1.png Eu vou! Cquote2.png
TRIP sobre Tucuruí
Cquote1.png Ganhei! Finalmente fui o mais rápido! Cquote2.png
Rubens Barrichelo sobre internet de Tucuruí

Tucuruí ou Tucurelétrico é mais uma infeliz cidade do estado de Carajás, foi fundada durante o processo de colonização da Amazônia. A cidade também é conhecida por sua Grande casa de Massagem em forma de Hidroelétrica, que atrai milhões de turistas todos os anos.

História[editar]

Alguém dando a descarga em Tucuruí.

A cidade praticamente não estava no mapa do Brasil, era só uma pacata aldeia cheia de indiozinhos felizes fazendo idiozices onde mais de 670 mil índios moravam e viviam felizes, pescavam e caçavam. Até que um belo dia, Jader chegou na cidade expulsou todos os índios e construiu uma gigantesca barragem em formato de hidromassagem. O objetivo da barragem era fornecer energia para uma serraria qualquer, e o resto da energia que sobrava pagava para os funcionários da Eletronorte a consumirem. Para manter a demanda de madeiras, toda especie de grileiros, barrageiros, madeireiros, pistoleiros e cachaceiros se mudaram para lá, criando o crescimento da cidade.

Um dos mais conhecidos deles é Cláudio Furman que, em troca de fornecimento de madeira, Jader o colocou como prefeito vitalício da cidade. Porém por causa de seu afastamento do poder para frequentar o AA, Cláudio deixa no poder seu amigo Sancler Ferreira. Sancler Ferreira recebe dinheiro de Jader para continuar à frente da prefeitura até que Cláudio Furman possa retornar do AA, já que Parsifal Pontes está a frente da ong GLBT nacional.

O Grande Golpe de 2006 foi em Tucuruí, no ano de 2006, em que os os revolucionários carajaenses inspirados pelas notícias da heroica revolução gaúcha transmitida por telégrafo através do radionoticiário "A Casa das 7 Mulheres", disfarçados de índios-da-bunda-de-fora, se organizaram em uma milícia armada e iniciaram a revolução que culminou no saque e destruição da frota de po-po-pôs Paraenses que transportava açaí e caranguejo para a região de Carajás, arremessando tudo ao rio. O episódio ficou conhecido como A Festa do Açaí (Asahy Party). De posse de amostras dos únicos artigos que eram importados do norte, os Carajaenses inciaram a cultura de açaí e a criação de caranguejo e puderam enfim declararem-se independentes em 27 de agosto de 2006.

Apesar do governo federal demonstrar-se insatisfeito com essa declaração de independência unilateral, bastou em 2009 desligarem uma chave da usina hidrelétrica que 80% do Brasil ficou num grave Apagão. Assustados, o governo brasileiro prometeu nunca mais falar de Tucuruí, apenas que eles ligassem a usina de volta. Assim Tucuruí foi abandonada.

Economia[editar]

A eletricidade é o fenômeno de migração dos elétrons de um lugar para outro. Este deslocamento geralmente é causado por impostos absurdos, inflações galopantes ou alta taxa de desemprego. Então, os elétrons, assim como os nordestinos, mudam-se em busca de uma vida mais digna.

Apesar de Tucuruí ser a quarta maior hidroelétrica do mundo a população sofre pela falta de energia, isso se explica porque a energia fornecida não consegue suprir o consumo de frigobar de Jader.

Política[editar]

Cidade que ainda está situada na época do faroeste e portanto todo o litígio é civilizadamente resolvido na base de duelo de pistolas. Se por um lado na cidade é totalmente legal o prefeito fazer seus trambiques e continuar livre na prefeitura, também parece ser legal baleá-lo à luz do dia.

Comunicações[editar]

Ninguém conhece Tucuruí, a não ser quando passa no jornal Nacional assaltos ao Banco do Brasil, vendavais, terremotos, estupros, quando ocorre um Apagão no Brasil, ou então quando matam algum colono (uma Doroth Stang da vida) ou ainda quando algum corno tenta se jogar no vertedouro por ter sido chifrado e acaba passando no Jornal Nacional.