Tupaciguara

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tupaciguara
"Terra do Lá Tinha"
Atlético-vasco-tupi....gif
Aniversário 01 de Junho
Fundação 1722 de 1914(Atravessada pelos ataques aborígines indios Bororos, oriundos do Mato Grosso, que queria a Bandeira do Bartolomeu Bueno da Silva e não mudou nada desde então)
Gentílico Perdido e/ou Tupaciguarense
Lema Chegamos com vários séculos de atraso, então atrasados nos manteremos!
Prefeito(a) Tia Edilamar
Localização
[[Imagem:|280px|center|Localização de Tupaciguara]]
Estado Sólido, por enquanto
Mesorregião Não disponível
Microrregião Não disponível
Municípios limítrofes Berlândia, Monte Alegre de Minas, Araporã, Revigueri e Brilhante Angeles
Distância até a capital Se for Berlândia é pertim...[Belzonte ta ali] quilômetros
Características geográficas
Área 1,824 km2 km²
População 24188 hab (contam-se os que ainda sairão do armário tbm) hab. {{{data_pop}}}
Idioma Não disponível
Densidade hab./km²
Altitude metros
Clima de cerrado e mata atlântica (torra e molha)
Fuso horário UTC {{{fuso_hor}}}
Indicadores
IDH Possui mais mulheres do que homens e elas morrem mais(de desgosto)
PIB R$ varia
PIB per capita R$

Cquote1.png Tupaciguara é Tupaciguara porque essa é a Terra da Mãe de Deus Cquote2.png
Cônego Teóphilo de Paiva sobre Tupaciguara
Cquote1.png Passei a vida toda juntando bosta de cavalo nas ruas de Tupaciguara, mas hoje eu sou um homem rico! Cquote2.png
Um velho qualquer se justificando por não ter ido pra capital com seus irmãos
Cquote1.png A Senhora nasceu em Tupaciguara? Cquote2.png
O apresentador do A Praça é Nossa sobre Velha Surda do A Praça é Nossa
Cquote1.png A única cidade fora do Estado do George Bush como o nome de TEXASGUARA Cquote2.png Cquote1.png A cidade do Lá tinha: Pernambucanas, Spirandelli, Cinema, Riachuelo e mais homens que mulheres, hoje as mulheres morrem de enfarto por falta de sexo masculino Cquote2.png Cquote1.png Tipáçavara? Cquote2.png
Velha Surda do A Praça é Nossa sobre pergunta acima
Cquote1.png Putaciguara??? Cquote2.png Cquote1.png Urruuuull!!! Eu quero mais é beijar na bocaa!!! Cquote2.png
Folião no Carnaval de Tupaciguara
Cquote1.png Éh di comer!! Cquote2.png
Carla Perez sobre Tupaciguara

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Tupaciguara.


História[editar]

Tupaciguara, antiga Abadia do Bonsucesso foi fundada pelos Cruzados, liderados por Guilherme Mão de Ferro, que saíram de Roma no ano 984 com a intenção de livrar Jerusalém do domínio muçulmano, entretanto, devido ao mau tempo, a qualidade questionável da cerveja de bordo e a péssima orientação espacial do Mão de Ferro, tiveram a embarcação desviada para a costa do Brasil, aportando no Porto Seco da Cidade de Uberlândia no alvorecer do século X.

Depois desse desastre de percurso, Guilherme Mão de Ferro ficou conhecido como Guilherme Cabeça de Vento.

A Bandeira do amigo pessoal do Guilherme Cabeça de Vento , Bartolomeu Bueno da Silva nunca foi encontrada pelo fato um dos bairros novos da Cidade passou a ser nomeado como ranca faca.

Saindo de Uberlândia, a procura do Oceano Atlântico, seguiram para o noroeste, acompanhando o Rio Uberabinha, entrando cada vez mais no Brasil Central.

Esses entrépitos, corajosos e confusos guerreiros encontraram com os valentes índios da tribo Nhenhenhém, contra os quais travaram um violento combate às margens do Rio Araguary, logo abaixo da foz do Rio Uberabinha.

Nesse lugar existe ainda hoje um vasto parque arqueológico não sendo raro encontrar espadas, capacetes e restos de armaduras dos guerreiros liderados pelo Cabeça de Vento contra os selvagens Nhenhenhém.

Após dias vagando a procura do oceano, já cansados de comerem macacos e tamanduás e com os homens profundamente enfraquecidos por uma terrível caganeira ocasionada pelas águas infectadas do Córrego dos Cágados, o General Cabeça de Vento fixou sua bandeira cruzada naquele chão duro de terra vermelha.

Agradecido aos céus pelos sucessos na viagem, Cabeça de Vento ergueu uma imponente Abadia gótica com pedras de basalto e granito, além de mármores ricamente talhados provindos da europa, da ásia e da oceania. E a vila dos cruzados passou a se chamar ARRAIAL DA ABADIA DO BONSUCESSO.

Depois que morreram todos cruzados, a vila de Abadia do Bonsucesso foi esquecida e somente no início do século XX a vila ressurge, graças a figura impressionante de uma mulher goiana do pé rachado: Dona Orozimba Carmelo Sant'Anna, próspera comerciante de remédios naturais e bugigangas, que determinada em expandir os negócios, resolve ir para Uberlândia, onde fundaria uma Botica.

Entretanto, as águas pútridas do córrego dos Cágados, fizeram-na estancar a viagem aos pés das ruínas góticas da antiga Abadia do Bonsucesso.

Restabelecida da diarréia furibunda que lhe acometera, a visionária comerciante descobriu uma oportunidade única de negócios: abriria naquela vila um Hotel nas margens da estrada que ligava Goiás e Minas Gerais, com vistas a atender aos carreiros, peões e viajantes que até então evitavam aquela rota devido a má fama de suas águas.

Dona Orozimba Carmelo, fundou anexo ao Bar uma casa de espetáculos, a primeira de toda região, chamada BOITE DANÇANTE DOS VAGA-LUMES. As primeiras bailarinas contratadas foram índias da tribo Sururu e Cuatimundé, pegas no laço firme dos jagunços de Dona Orozimba.

A vila cresceu às sombras do Bordéu de Dona Orozimba Sant'Anna, que manteve o mesmo nome da cidade. Até que em 1923 um cônego goiano Teóphilo de Paiva, subiu ao púlpito da Igreja e gritou: Minha Gente, meu povo! Essa cidade de hoje em diante é TUPACIGUARA, que quer dizer Terra da Mãe de Deus!.

Posterior aos ataques xiitas ameaçadores das irmãs mandachuvas, eis que surge o Rádio e o primeiro automóvel com a chegada dos Abdulmassih, empreendedores natus trazendo a mudernidade e a moda de coronealismo até hoje vigente, com abertura de postos de gasolina, radiodifusoras e cine-teatros nos anos 50 e 60. Rapidimmmm.

Cultura[editar]

A cultura que adveio então era interessante, o vai e vem da Rua Coronel Joaquim Mendes defronte o cinema Cine Teatro Helena até a Igreja Matriz e o Jardim debanda a mesma. Subir a principal avenida da currutela Bueno Brandão e parar em frente o Cine Teatro Vitória, o qual só passava filmes atualíssimos (era moderno já teve mais de um!!!uauuu), todos os dias da semana com maior esplendor aos Sábados e Domingos (também não tinha e continua não tendo nada mais para fazer).

As horas de lazer só eram permitidas aos homens (os coooorrooonéeeeeis e comparsas) nos Bordéias da rua, onde a orgia se encontrava com ruas paralelas como a 12 de Outubro, e lindas "prostes" brilhavam pelo bel prazer dos homens? hum humm sei.

Mas, porém, contudo, entretanto e todavia a vida noturna da cidade ainda permanece a mesma, os costumes e tradições são passados de geração a geração como gosto.DICA aos visitantes de outras capitais PS:os Bororos já foram de volta para o futuro ao Mato Grosso onde o din din corre em cachoeiras douradas.... Aos sábados desça a Bueno Brandão e suba a rua Rodrigo do Vale, depois contorne a praça do requeijão(só o nome alusivo)e desça novamente a Bueno Brandão até contornar toda a praça da Igreja Matriz conhecida como a Igreja lá de baixo da fonte que às vezes funciona, e suba a Rodrigo do Vale novamente até o hospício do colégio Estadual e desça (di novo afff!) a Bueno Brandão para descansar sentado-se confortavelmente se tiver espaço na porta das lojas próximas ao clube ART (Associação Reservativa Tupaciguarense), antigamente um dos pontos mais disputados era a porta da loja Majon, ou ficar em pé na frente da sorveteria Beijo Frio uiiiii. Esperando o Mingau (calma não era mingau quente para comer, e sim a abertura para entrada na Boate para menores de 18 no crube da ART, que começava ás 19 e terminava às 20h.

Com a chegada da televisão na região e em Tupacity agora terra dos gays enrustidos em armários de aço, tem recepção da TV triângulo de (como não deveria deixar de ser)Berlândia veio o resultado assustador digno de estudos científicos em Harvard school music: - Ninguém mais vai ao vai e vem da Bueno Brandão e Rodrigo do Vale (tadinhos), surgindo a TELEVIZINHAS e a cidade introduz o toque de recolher carioca às 22 horas, com pequenos fenômenos observados décadas depois o de não encontrar ninguém em casa e consequentemente ninguém nas ruas?!?

Tupaciguara também conta com a famosa cultura do "Eu cuido da minha vida, e meu vizinho/amigo/parente/conhecido/todomundodacidade também”. Nota-se de passagem, que o município a cada ano que passa desenvolve, recebe como “tupaciguarenses” pessoas cada vez mais criativas, afinal de contas, adotando a cultura acima citada muitas vezes os atoas tupaciguarenses se mostram bastantes criativos em falar asneiras, inventar calúnias, fazer fofocas sobre a vida alheia. Além de tudo a cidade conta com um moderníssimo esquema urbano, social, ecológico único de possuir árvores plantadas no meio de suas ruas, o que sempre atrai multidões as quais se encantam por tal arte urbanística encontrada apenas em tupacity.

Lendas Urbanas[editar]

Tupacigay, mantém acessa as chamas de contos de horror e entre seus habitantes mantendo a tradição local ainda vive o lobisomem ali perto da cadeia e do bairro ranca faca. Não podemos nos esquecer dos bundas de fora, jovens locais que gostavam de exibir suas bunzafas pelos vidros dos carros de dia e noite e sempre um falso hetero tirando as fotos dessas cenas tão pitorescas da cidade, e claro não deixem de visitar a praça do colégio Estadual, onde fora cemitério assim como o próprio colégio em tempos tão tão distante,apreciando os bancos que nenhum morador se arrisca a sentar por que as almas ainda permanecem por lá. A mesma praça já possuiu uma estautua grega há anos atrás o que até hoje esquenta sessões e mais sessões filosóficas sobre o sentido do ser pensante em colocá-la no meio da praça. Os que tiverem uma foto desse momento favor acrescentar á página. Consta a lenda também que a cidade possui mídias de jornais e revistas será que vale a pena ler?Ou será apenas mais uma Lenda Urbana de Texasguara!? Relatos ainda informam que uma maldição jogada por tribos que ali viviam e viram suas terras serem dadas de graça pelas tribos, porra!!! Nem os índios querem, impede a cidade de progredir economicamente, escolas fecham, lojas de grande nome fecham, lojas de pequeno nome fecham, a casa da mãe Joana hospitais fecham.

Economia[editar]

Tradicionalista cachaça Abílio Borges envelhecida até hoje em barris de carvalho que as irmãs Polveiras Sant' annas não explodiram, que acabam de ser do alambique e o dom empreendedorista dos descendentes marketiros deixam esfriar mergulhados nos corgos cheios de cagados para resfriar naturalmente nesse processo artesanal e a vendem como vinho envelhecido há 10 e 12 anos, e do saudoso diliciaaaaaaaaa guaraná Glória e guaraná tupaciguara e a pinga Quero Mais. Daí para a frente a cidade mantém o título de Cidade do Lá tinha: Pernambucanas, Spirandelli, Cinema e pazmem até a Riachuelo. Revolução de 31 de março de 1964, a cavalaria real da Polícia Civil acabou com os bordéis e cassinos clandestinos da futura Mônaco Tupiniquim, norteando a vida noturna e a revolução matou o resto da economia local e a quebradeira de muita gente boa. As ruínas da Citusa do auge dos armazenamento da economia agronegócios e de grãos, encontra-se como ponto turístico e histórico do patrimônio da cidade e caso alguém arrisque-se a visitar cuidado pois conta-se que uma enorme anaconda-jibóia vive por lá a comer ratos enormes.

TUPACIGUARA TÁMBEM CONHECIDA COMO A ÚNICA CIDADE DO INTERIOR mais bem interior mesmo DE MINAS GERAIS A TER ENTRADO NO GUINNERS BOOK pelo Edifício mais lento para ser construído na década de 80 ficando pronto quase no final dos anos 90.

Personalidades do Show Business[editar]

A cidade se orgulha de ter lançado o nome em rede nacional (diga-se um milagre rss), e ter em teu seio já que és a Terra das Mães Grávidas segundo dados da ONU e OMC perdendo apenas para Monte Alegre de Minas e Ituiutaba nesse quesito, a ex-cantora cowntry/boranejo/jovem guarda, atual evanjeca, lutadora de MMA e notória apreciadora de bons Uisques Nalva Aguiar, mais conhecida como a ex-sogra da GOSTOSA da glamour model Nana Gouveia.

Irmãs Polveiras. Foto tirada em 2009.

Cônego Teóphilo foi apoiado pelas terríveis Irmãs Polveiras, donas do negócio de pólvora e fazedoras de foguetes e bombas de São João. As quais eram católicas, apostólicas, romanas e fanáticas xiitas a ponto de explodirem a cidade se a decisão eclesiástica não fosse cumprida imediatamente.

As Irmãs Polveiras estão na raríssima foto que encabeça esse artigo. Ana Maria Polveira do lado direito e Maria Ana Polveira do lado esquerdo.

A Casa das Polveiras, também conhecida como Quartel General do Cônego é hoje o bonito Museu Municipal.